domingo, julho 31, 2011

Devagar e sempre...

Aos pouquinhos eu vou reestabelecendo a rotina aqui no blog. Unhas da semana por exemplo. Eu até fiz, mas demorei pra fotografar e já tá feia, então fica pra semana que vem.
Hoje eu acordei cedo e fui pro "ungido" bairro do Tatuapé (kkkk Cleycianne feelings). Tinha uma prova de concurso, mas a prova tava marcada pra começar as 14:00 h. Eu fui cedo porque não sabia direito como chegar e tive receio de me perder. A prova era na Unip, bem em frente ao Parque São Jorge. Cheguei lá eram 11:00 am. Aproveitei a folga no horário e fui conhecer o Memorial do Corinthians. AMEI!!! Fiquei bem umas duas horas lá dentro perambulando em meio a lembranças, trofeus, fotografias, videos, uniformes, bolas... Saí de lá revigorada.
Eu não levei a camera, fotos da internet.
Eu não tinha certeza se estaria aberto, se ía dar tempo de conhecer o Memorial, então não levei a máquina fotográfica => loira burra!! Tudo bem, é uma desculpa pra voltar, hehehe!

Quando eu tava indo pra lá, no ônibus ainda, eu vi um cara tão lindo, mas tão lindo que fiquei olhando pra ele de boca aberta e por um instante até esqueci como é que se respirava kkkkkkkkkkkkkkkk! Pele bem branquinha, cabelo preto, barba cerrada, olhos cor de mel (pra mim o + bonito), se eu tivesse que descrever o "man of my dreams" podia colocar uma foto dessa cara ao lado, porque né? Perfeito!!! Meu número certinho. Olhei pra ele e pensei, UAU, ta aí um cara por quem uma mulher perde a cabeça, as calças, a carteira, o carro, o juízo, o discernimento... Hahahahaha!!!

Entrei pra fazer a prova e mal me acomodei começou uma cólica FDP que só por deuzi. E eu sem absorvente e sem remédio, aff! Foi foda me concentrar nas questões viu. A porcaria da dor só passou qdo eu tava revisando as questões, duas horas depois. Mas de verdade não me atrapalhou não, eu foquei na prova e tentei desencanar da dor. Foi um momento de superação, só por isso eu já merecia a vaga viu, hehehe!!!

Mas sério, eu PRECISO passar nesse concurso, viver aqui não dá mais. Achei que ía dar um refresco eu passar um mês longe, mas que nada, acho que acumulou. Não posso falar nada que interpreta sempre da pior forma possível, dá vontade de nem ficar perto. Aí chega parente (raro isso) com quem  não tem  intimidade por causa da ausência (não tem mesmo, quase nem os vê, e eu nem os culpo, pq né?) fica tentando forçar uma intimidade que não existe, falando um monte de merda que chega a ser embaraçoso. E pior, fica oferecendo  lanchinho com as coisas que eu comprei, porque comprar guloseimas pra lanche num compra, mas eu nem posso reclamar, afinal moro de favor, né? Mas que dá raiva isso dá.
E eu preciso do meu espaço. Se bem que isso eu até tenho mais aqui do que em PP. Tenho certeza de que seu eu arrumar um boy, não vai ter problema nenhum se eu quiser que ele venha dormir aqui comigo, já em PP.... Enfim.
É o que tem pra hj.
#bjmeliga.

2 comentários:

Ju Tonin disse...

ta boua, a gente precisa pegar uns paulistinhas...hehehe...soh pra variar ne...kkk

Lalá disse...

Estamos providenciando, kkkkkkkkkkkkkkkkkk.