sábado, dezembro 31, 2011

Tesão recolhido

Tem esse cara. Não sei o que tem ele, não é bonito nem nada, mas mexe comigo de um jeito. Eu fico muito tempo sem vê-lo, mas basta uma vez e já começo a ter sonho erótico (kkkkkkkkkkkkkkkk). É um puta dum tesão recolhido que não tem explicação, viu.
Ele surgiu na minha vida tem um tempo já. Era amigo dos caras. A gente se via, mas nunca conversava. Foi bem na mesma época que eu tava envolvida com o cara mais tudibão da galera, mas já era o fim do relacionamento. A gente tava naquele momento que ou termina ou fica sério. Nenhum dos dois queria ficar sério, mas também não queríamos terminar, então tava ruim. A gente se cobrava sem poder cobrar, se magoava sem poder se magoar. Um lixo. Minhas amigas viam que eu tava me afundando na merda e ficavam buzinando no meu ouvido que eu tinha que dar uma chance pra outro cara ou assumir que queria namorar ELE. Foi aí que o (vou chamá-lo de “C”) surgiu. Ficou me dando mole muito mesmo. E a gente tinha muita coisa em comum. Ele só não dava o passo que era preciso porque sabia do meu rolo com o outro. Mas teve esse dia que eu pensei no que minha amiga “P” tanto dizia, e deixei bem claro que tava solteira. Era cedo ainda e a gente ficou “flertando”, eu tinha certeza de que de noite a gente ia ficar, e nem tava me importando com o que o outro lá ia pensar.
Aí eu fui à casa da minha “amiga”, a “P”, e contei o que tava rolando, na hora nem notei que ela fez a distraída, porque eu tava tão envolvida comigo mesma que ela podia até ter dito que eu não perceberia.
Dito o quê? Que ela ficava escondido com o “C”. Alias, ela é dessas, que esconde o jogo, juro que não entendo.
Como eu descobri? Ela me contou? Não, de jeito nenhum. Ela ficou com ele nesse dia, de noite, na balada, na frente de todo mundo. Inclusive na minha frente...
Eu nunca fiquei diboa com essa história, ela devia ter me falado que ele era rolinho dela. Eu nunca teria paquerado nem nada, mas ela se fez de amiga e depois foi lá, qdo já tava com  cachaça na cabeça, claro, e percebeu que tava rolando um clima forte entre a gente, e agarrou ele.
Sabe, ela é minha amiga até hoje, porque eu sei que ela não conseguiu me dizer que ele era importante e mostrou. Mas que eu fiquei puta, ah, eu fiquei. E meu tesão por ele, o que eu fiz? Recolhi, kkkkkkkk!!
Mas eu ainda vou agarrar esse cara, ah vou. Quem viver verá (kkkk). Não vai ser agora, porque eu sei, que apesar de ele tbm ter um tesão recolhido por mim, ele é muito ligado a corpo e talz, e por isso minha aparência atual não o atrai. Mas em breve ele será meu, nem que seja só por uma única vez (nem quero mais que isso mesmo), só pra desencanar ...

É o que tem pra hj.
#Bjmeliga

sexta-feira, dezembro 30, 2011

Unhas de reveillon.

Como eu comprei o top coat tava só esperando ter acesso a um alicate decente pra fazer minhas unhas eu mesma e experimentar o nail foil de novo. Ocorre que eu achei um alicate decente aqui na casa de mamy, então hj eu fiz minha unhas.
Como diria Jack, "o estripador", vamos por partes.
Primeira coisa, passar um esmalte parecido com o nail foil. Para isso escolhi o Hematita, perolado, da coleção Cynthia Hayashi da Hits. Nem eu imaginei que prata mais lindo que ele é, quase desisti de aplicar o foil. Choquei, viu! Vejam:


Finalmente um prateado digno.
Mas outra hora e desfruto de toda sua beleza, porque hoje é dia de foil, bebe!

Fotografei passo a passo e dessa vez foi mais fácil, eu me dei conta que tinha sido um pouco mesquinha com a cola da primeira vez e hoje passei uma camada mais generosa. Resultado? Ficou incrível, e foi muito mais fácil de aplicar, vejam:


Camada generosa de cola, depois já secando (esperei mais ou menos 5 min), o foil aplicado e depois retirando, vejam como fica tudo na unha, ♥.

Bom, aí chegou a hora de passar o top coat. Realmente protege, mas eu comprei o top coat inadequado, porque tirou o brilho e enrugou um pouco o foil, que antes do top coat tava lisinho e brilhante, vejam:


A intenção era mostrar uma mão com top coat e a outra sem, dá pra notar? Não ou de jeito nenhum?
Na primeira foto dá pra ver bem direitinho como a unha fica brilhante sem o top coat. Mas sem ele sai tudo, então né? Tem que passar.
Nova missão, descobrir qual é o top coat adequado para nail foil, ai, ai, que preguiça...

Mas no final azunha ficaram bem dignas, querem ver?


Pelo menos não precisei fazer remendos. Vamos ver se dura até o dia 04/01/12, que é qdo eu tenho marcada manicure e vou (aprender) colocar as postiças, Just for fun.

É o que tem pra hj.
#Bjmeliga.

quarta-feira, dezembro 28, 2011

Atualizandooo

Ontem eu li um twitter que define minha situação nessas férias. "Atualizar o blog nas férias é que nem cagar fora de casa". I Agree!
Fora que, como diz minha amiga Carolina Mendes, "eu fui lá fora ver a vida". Mas eu volto sempre pra dar uma espiada e logo logo voltarei com a assiduidade regular.
Eu não trouxe meu alicate, por isso ando fazendo a burguesinha e indo na manicure toda semana, mas no fundo não tô curtindo não. Primeiro pq a minha unha eu faço melhor, afinal sei onde cresce mais cutícula e tal, segundo porque fico me sentindo muito fútil (mais) e as conversas de salão são todas Uó! Por isso hj eu cancelei a manicure e vou me virar com o alicate de mamy (God help me) e ver no que dá.
Mas a manicure de mamãe é muito boa, porque mesmo eu estando com as unhas ENORMES, o esmalte dura mais de uma semana. Na semana retrasada eu passei, de novo, aquele da hits lindo, o "pedra do sol" da coleção Cynthia Hayashi, ficou um escândalo de lindo. Ai pro natal eu passei o vermelho "poção do amor" da coleção color effect da risqué, com a cobertura gliter forte vermelha, n. 368 da hits. Querem ver?

Ganhei uma camêra nova de natal. \o/, #TodosComemora
Hoje eu ía experimentar as postiças que comprei no Paraguai, mas vou deixar pro dia 04/01/12, pq nunca usei postiças e preciso primeiro aprender como coloca. Por isso essa semana eu vou testar meu top coat e vou usar o foil de novo, mas isso, assim que eu tiver um tempo livre e paciência (antes da virada do ano, claro).
Querem ver as postiças bapho que eu comprei?? Preparem-se, porque é lusho, poder e glória!

Sem flash e com flash
Elas são tão incríveis que mereciam um Reveillon tipo em Ibiza, no mínimo, mas como esse ano eu resolvi fazer algo de diferente, e estou na fronteira do Brasil com o Paraguai, vou deixar pra outro dia, Aloka!!

Mudando de assunto, realmente esse fim de ano eu fiquei pra titia, conheçam minha mais nova "sobrinha".
A linda, fofa, meiga e comportada Bia, filha do meu amigo Nuno e sobrinha (de verdade) da Luana e do Pedro (esse último tbm é padrinho da Agatha):

Foto toda trabalhada na pose, pra mostrar o esmalte que a Tia Dani passou.
Não é uma gostosura ela? Hoje vou buscá-la de novo pra gente se acabar na piscina.

É o que tem pra hj.
#Bjmeliga.

VOU VER A VIDA LÁ FORA E JÁ VOLTO!!

terça-feira, dezembro 20, 2011

Ficar pra titia.

Finalmente essa expressão fez todo sentido. E quer saber? Adorei.
Eu sou titia, assumo com orgulho. No momento tenho duas sobrinhas, a Duda (melequenta) e a Agatha (bugrinha) e mais dois a caminho Enzo (feicibuckson) e o danadinho que fecha as pernas na hora do ultrasom. Ambos das mesmas mães, amigas queridas Aline e Simony.
Sou tia e adoro meus pequenos. Tô curtindo muito cada momento que passo com minha princesinhas.
Ontem a Duda veio aqui em casa e nós fizemos muita meléca com cola colorida, mais ou menos assim:

Só que pior, hehehe!
Hoje vamos tomar banho de piscina na casa da tia Dani (no caso, eu). E as duas vem, vai ser uma farra. Certeza que amanhã eu nem vou conseguir andar, kkkkkkkkkkkkk. Depois conto como foi a bagunça.

É o que tem pra hj.
#bjmeliga

P.S.: Fui na manicure (to rikah) passei aquele vermelho natal, essa cobertura lushoo, por cima desse esmalte baphoo , com direito a foto da melequenta da tia nesse último post. Cêis olha lá pq eu tô sem maquina e com preguiça de tirar foto com o celular. Bêj.

sexta-feira, dezembro 16, 2011

Coisas que só acontecem comigo!

Eu sei que todo mundo diz isso, mas é sério, tem umas coisas que só rola comigo, vou contar a última.
Ontem eu tava dando uma de marido* com o controle remoto (*passar pelos canais aleatoriamente) quando me dei conta de que aqui em casa, os canais "adultos" não são bloqueados. #TodosComemora!!
Quero ver é achar um horário pra assistir na santa paz do capeta...
Bom, ai que tava passando um programa sobre um diretor de filmes "adultos", que ía dirigir uma cena da própria namorada (xiíí, isso num vai prestar), e á claro que eu resolvi ver, né?
Em resumo, o cara surtou e tacou a câmera no casal porque achou que eles estava tendo "to much fun". Mas o fato é que minha mãe tava na salinha do computador, que fica ao lado da de tv, e eu tava narrando o bafo pra ela. Bem na hora da cena que fez o cara surtar, o pintor (é, minha casa AINDA tá em reforma) passou pela porta e arregalou os olhos, diminuiu o passo pra ver quem tava assistindo pornô no meio da tarde, e chocou ao me ver. Kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk.
Isso foi ontem de tarde, aí agora eu levantei toda descabelada e com sede (fui na baladjinha ontem, porque né?) e quem estava do lado de fora da cozinha, na janela??? O mesmo pintor. Que inclusive quase derrubou tudo e ficou me olhando com um zóião, como se tivesse vendo um E.T., kkkkkkkkkkkkkkk.

Pornô no meio da tarde?
Com a sua mãe na sala ao lado?
Cê jura????
É o que tem pra hj.
#bjmeliga!


In time: Sem detalhes, porque né? Mas eu tô com um tal de "rota-vírus" (sei que é coisa de criança, mas eu sempre pego, fazer o que) que tá me dando uma semana de rainha, mas ceis sabem como é gordinho, né? Se tá emagrecendo nem reclama e eu acho que já perdi uns dois quilos. #ToSóCompartilhando.
Alguém aí sabe que raios é esse tal de "rota-vírus"?

segunda-feira, dezembro 12, 2011

Pequenas empresas. Grandes merdas.

Todos sabem que uma empresa, seja qual for o seu porte, tem que ser administrada por pessoas competentes e preparadas, senão seu fim inevitável é a falência. Nenhum empresário, em sã consciência, contrataria uma pessoa que não fosse a mais bem qualificada para exercer uma função em sua empresa. E nem cogitaria contratar alguém sem qualificação nenhuma para um trabalho de responsabilidade. Nem precisa ser empresário para saber disso. Nós, simples mortais, não contratamos serviços não qualificados, até mesmo um simples chaveiro, a gente busca o que é mais eficiente.

Agora eu pergunto porque raios não temos essa mesma postura com os nossos governantes???

É muito fácil falar mal do governo, mas na hora de votar, o povo brasileiro elege um Tiririca.
Sério gente, tem que ver isso aí.

Tem certeza?
Isso tá muito errado, qualquer um se candidata. Politico virou emprego. As pessoas votam em quem simpatizam e não naquele que é qualificado e preparado para exercer a função pública.

Aí o que acontece? O deputado semi-analfabeto precisa contratar montes de assessores, porque não sabe trabalhar. Aumentam-se os impostos pra pagar todo mundo que trabalha pro deputado. E esses funcionários não qualificados a quem entregamos o rumo da empresa chamada Brasil, ao ter acesso irrestrito ao nosso dinheiro, nem sempre agem da melhor forma, e viram corruptos.
Mas culpa não é deles, é nossa, que lhes entregamos um poder tão grande, sabendo de ante mão que não estavam preparados para exercer tais funções. O poder corrompe, é do ser humano isso, para uma pessoa resistir às tentações que um cargo político oferece, tem que ser muito bem preparada.
Para tentar impedir esses abusos, ou pouco preparados tentam criar leis que coibam a roubalheira desenfreada, como a lei da responsabilidade fiscal, e a tão mal elaborada, porém bem intencionada lei da ficha limpa.

E a culpa é do governo? Ou é sua que votou errado??

Na minha opinião, o candidato a um cargo público na área legislativa (deputado, vereador, senador) teria que ter, no mínimo, curso superior em direito. Na área executiva (prefeito, governador e presidente) teria que ter curso de administração ou economia e direito. Sem isso nem se qualificaría a concorrer ao cargo.

Ah, isso seria discriminação, diriam alguns. Exato, separemos o joio do trigo, discriminar pelo bem do país. Ninguém vai alegar discriminação se eu me candidatar ao cargo de presidente da microsoft e não for contratada, né? (*hum, boa ideia, vou processar...).

Um povo que sabe votar e eleger os melhores nunca dará lugar à corrupção e descaso. Por essa razão eu sou a favor do voto facultativo. Só deve votar quem tem consciência politica da responsabilidade que é eleger um cidadão a um cargo público.

É o que tem pra hj.
#bjmeliga

domingo, dezembro 11, 2011

Depressão

Eu nunca fui diagnosticada, mas sei que tenho depressão. Não é frescura, é doença. A tristeza toma conta da gente e fica impossivel ficar feliz. Eu já tive fases bem dificieis e hoje consigo viver um dia de cada vez, mas só porque tenho um objetivo. Um sonho. Acho que foi isso que mais me ajudou a enfrentar a depressão sem medicação (não que eu seja contra, pelo contrário, mas pra isso precisa médico, e pra isso precisa grana e por ai vai...). Assim que eu puder ($) vou me tratar com piscólogo e psiquiatra e medicação, porque a vida nessa corda bamba é muito dificil. Estou numa fase em que qualquer desavença ou desilusão, por mais pequena e boba que possa parecer me jogam num buraco escuro. Eu tenho medo desse buraco, já estive lá no fundo e acho que não morri por pura inanição, por falta de iniciativa. Porque vontade não me faltou. Eu imaginava formas de morrer, eu me sentia absolutamente incomoda e desnecessária, e por isso minha morte tinha que ser o menos incomoda possível. Eu compreendo quem se hospeda em hotel pra morrer, não quer traumatizar, nem incomodar os familiares. Não é porque a pessoa está em depressão que se torna um egoísta insensivel. Na verdade o egoísmo seria até bem vindo nessa hora, eu aho que ajuda a pessoa a querer viver ser egoísta.


Neste exato momento eu tenho duas pessoas muito queridas que estão em depressão. Nenhuma delas está fisicamente ao meu alcance, mas ambas estão sofrendo de formas diferentes. A primeira está emagrecendo a olhos vistos, cheia de complicações de saúde, obviamentes decorrentes da depressão, mas ela já procurou ajuda e vai ser medicada em breve. Quem está me tirando o sono é a segunda. Consegui falar com ela no telefone na quinta e só de ouvir sua voz pude senti o desespero que a atormenta. Ela está sozinha e disse que quer permanecer assim. Mas ela não tem nem pra quem pedir ajuda. Eu quero fazer alguma coisa, mas no momento a única coisa que eu consigo fazer é atormentá-la pelo celular (aliás ela nem me atende mais, então eu só estou a atormentando via sms). Estou muito assustada com o que ela pode fazer, com o tom da sua voz e com o desamparo que a assola. Eu queria mesmo é ir até o seu encontro e resgatá-la, obrigá-la a se divertir um pouquinho, fazê-la rir, dar carinho pra minha amiga e mostrar pra ela que ela não está sozinha. Mas o que eu mais queria agora, nesse minuto é que ela atendesse o celular e falasse comigo, nem que fosse pra dizer pra eu deixá-la em paz, mas eu queria muito ouvir sua voz atormentada pra ter certeza de que ela não desistiu, ainda...

Procurei algumas informações sobre a doença na internet, vejam:

Depressão:
É uma doença física como outra qualquer, só que desorganiza as reações emocionais.
A depressão é muito complexa e difícil de ser diagnosticada, pois um dos seus principais sintomas pode ser confundido com tristeza, apatia, preguiça, irresponsabilidade e em casos crônicos como fraqueza ou falha de caráter.
É muito comum ouvir as pessoas dizer que estão “deprês” ou deprimidas, quando apenas estão chateadas, estressadas ou porque se desentenderam com alguém.
 Independente do estado de espírito, até o ser mais iluminado perderia a paciência ou se chatearia numa briga de trânsito, invertida profissional, falta de grana, doença na família, perda de um ente querido, desemprego, crise conjugal e etc... Isto é comum na vida das pessoas, oscilamos o nosso humor diariamente. Só que depois de um curto período de tempo voltamos ao normal, sem grandes dramas, correndo atrás do prejuízo.
Já a pessoa deprimida ou com predisposição, às vezes com uma chateação corriqueira, pode ser nocauteada e cair num abismo sem fim ou então, ser mais resistente, mas numa crise brava também vai pro abismo. Por que é assim mesmo que se sente um deprimido. Uma pessoa sem perspectiva de vida, sem amor próprio, pessimista, desanimada que não vê graça em nada a não ser no seu isolamento e luto em vida.
Na realidade este desânimo perante a vida não é falta de atitude e sim um mau funcionamento cerebral. Porque embora muitas pessoas acham que depressão é frescura, ela é uma doença, um desequilíbrio bioquímico dos neurotransmissores (mensageiros químicos do impulso nervoso) responsáveis pelo controle do estado de humor.
A dopamina e serotonina são neurotransmissores que estão muito associados ao estado afetivo das pessoas. A serotonina está ligada a sentimentos de bem estar ou mal estar. Ela regula o humor, o sono, a atividade sexual, o apetite, o ritmo cardíaco, as funções neuroendócrinas, temperatura corporal, sensibilidade à dor, atividade motora e funções cognitivas. A dopamina está associada à sensação de euforia, entusiasmo e prazer. Esta regula o controle do movimento, da percepção e da motivação.
Na depressão a dopamina, serotonia e outras substâncias químicas como a noradrenalina, ácido gama-aminobutírico e aceticolina ficam alterados, desorganizando o estado de humor, as emoções, capacidade mental e o bem estar geral do organismo.

Sintomas:
Após um período de tristeza, a pessoa esmorece e fica “isolada do mundo”. Não sente vontade de reagir, não acha graça em nada, se sente angustiada, sem energia, chora à toa, tem dificuldade para começar uma tarefa, dificuldade em terminar o que começou, persistência de pensamentos negativos e um mal-estar generalizado: indisposição, dores pelo corpo, insônia ou sonolência, alterações no apetite, falta de memória, concentração, vulnerabilidade, fraqueza, taquicardia, dores de cabeça, suores ou outros sintomas físicos que joga a pessoa pra baixo.

Tratamento:
Como qualquer outra doença física, o tratamento da depressão será feito após uma avaliação física e psíquica por um médico psiquiatra. O tratamento inclui o aconselhamento psiquiátrico e os remédios antidepressivos, que regulam a química cerebral.
Ás vezes a medicação precisa de ajustes, ou tem um efeito colateral incômodo. Por isso é importante a visita periódica para a avaliação médica e o ajuste ou troca do medicamento. Os antidepressivos demoram de duas a quatro semanas para atuar efetivamente na doença. Uma vez restaurada a química cerebral a depressão tende a melhorar e fica mais fácil erguer a cabeça e tomar uma atitude perante a vida.
Mas é importante ressaltar que apesar da melhora o tratamento ainda vai continuar por um prazo indeterminado, sob a avaliação do psiquiatra.
Além da medicação é importante a psicoterapia, a força de vontade do paciente de correr atrás dos seus sonhos (objetivo), o auxílio da família, dos amigos e de um grupo de ajuda. Quanto mais amparado o paciente estiver, melhor será o processo de cura.

É o que tem pra hj.
#bjmeatende...

segunda-feira, dezembro 05, 2011

Unhas especial.

Acho que dessa vez eu consigo as tão desejadas unhas metalizadas. E pra isso, agora eu conto com duas opções.
A primeira é aquela que eu postei aqui, e que estragou tudo porque eu não tinha um negocio chamado "top coat" que é uma espécie de base transparente, mas cujo objetivo é proteger o esmalte e não apenas dar brilho. Eu ainda não tinha porque dizem que os top coat feitos no Brasil não são bons, aí eu esperei chegar na fronteira pra adquirir o meu, e eis que já o providenciei:

Acrylic top coat
Marca kiss, ofereçe proteção, durabilidade e brilho. Ah! Na embalagem ainda garante secagem rápida. Tem um cheiro diferente, não parece esmalte, então deve funcionar, hehehe. Com isso, agora meu kit tá completo:

Sou teimosa, vou tentar de novo, hehe!
Mas aí que eu tava dando uma pinta no Shopping China e vi uma coisa beeem interessante. Unhas postiças com esmalte, ou seja, já pintadas. Olhei com mais calma e, vejam:


24 unhas postiças cor prata metalizado, quase espelhado, ai ai, muito amor!!! Era exatamente o que eu queria. Só tem um detalhe, eu não sei colocar unha postiça (kkkk) sempre cai na primeira coçadinha. Vou na manicure pra fazer e aprender, senão vou ficar tipo a Adele quando canta...


Mas enfim, quanto o tal do blinxz não entra em cena, vou me virando como posso. Eu soube que tem um salão em SP que faz as unhas com o adesivo que a beyoncé usa, o minx, e custa pouco mais de cem reais a aplicação do adesivo.  A diferença entre os dois? Acho que é a procedência da fabricação o minx é americano o blinxz é europeu. Mas no resto acho que é igual.

O fato é que esse adesivo tá complicado de rolar, então vou me virar com unhas postiças mesmo é isso. Assim que eu colocar eu posto foto.

É o que tem pra hj.
#bjmeliga

domingo, dezembro 04, 2011

Sócrates Brasileiro Sampaio de Souza Vieira de Oliveira

R.I.P.
Hoje de madrugada morreu um dos maiores idolos da história do Corinthians Futebol Clube.
Quando eu tinha pouco mais de 8 anos, ele era o meu maior idolo. Isso mesmo eu tinha 8 anos e parava de brincar, de tomar sorvete, de fazer naninha, ou que quer que uma criança nessa idade faz, só pra assistir o grande SÓCRATES jogar na democracia corinthiana do começo da década de 80.
Eu tinha uma bandeira enorme, mal conseguia segurá-la, abarçando-a, quanto mais chacoalha-lá. Mas bastava ter jogo e eu ía pra varanda do meu prédio em guarulhos, no CECAP, vestida com o uniforme do Corinthians de listas verticais e agarrada na bandeira pra fazer barulho. Naquela época eu não entendia de futebol, mas o meu amor ao time do Parque São Jorge e aos seus jogadores já era um traço marcante da minha pequena existência. Eu mal conhecia os jogadores, mas não tinha problema, porque eu sabia tudo do Sócrates. Aquele jogador magrelo e barbudo conseguia mexer com o coração e as emoções de uma pequena menininha loira e marrenta, moradora da parte leste da região metropolitana da Grande São Paulo, e que hoje está de luto. Eu sempre considerei uma sorte enorme o Corinthians ter tido o Sócrates como jogador. Achava ótimo ele ser médico, qualquer coisa podia dar uma ajuda aos colegas em campo.
Eu amei primeiro o Corinthians e depois a seleção brasileira. E só amei a seleção brasileira por causa do Dr. Sócrates. Quando em 1982 ele foi convocado para o mundial da Espanha, lembro que minha primeira reação foi raiva, porque ele ía ficar longe do time. Mas mesmo assim resolvi acompanhar os jogos. Vê-lo jogando com aquela camisa amarela era estranho, mas acendeu uma chama no meu peito, que eu espalhei por toda minha familia. Lembro-me claramente de ter feito minha primas aqui do MS ficarem nervosas e torcerem de forma doente, como eu fazia, pelo Dr. Sócrates e seus companheiros da seleção canarinho. Eu até rezei no jogo contra a Itália, fiz promessa e fiquei de joelhos assitindo ao jogo. É a minha primeira memória marcante de sofrimento em frente a TV. Mas como jogava bonito aquela seleção.
Obrigada Doutor Sócrates Brasileiro (Corinthiano) Sampaio de Souza Vieira de Oliveira, por tudo.
Hoje o título do campeonato brasileiro, que acontecerá no exato momento do seu enterro, com certeza será uma homenagem à sua história.
Tenho certeza de que todo corninthiano vai torcer com mais garra e os jogadores vão jogar com mais vontade para lhe fazer essa homenagem.
Jamais te esqueceremos.

sexta-feira, dezembro 02, 2011

Post nas altura, ou não!

Era pra ser um post nos céus, mas vai ser um post no estacionamento do aeroporto internacional de SP – Gru, porque sei lá o que aconteceu, que vamos ficar parados por aqui em torno de uma hora a uma hora e meia. Eeee, que legal, SÓ QUE AO CONTRÁRIO. PQP, na hora que eu falei com meu irmão, lá pelo meio dia ele bem que me disse que tava caindo um puta toró em SP, mas aqui em Guarulhos tava um céu de brigadeiro (não o doce) eu achei que não ia interferir... ledo engano.
Ok, vou fazer comentários pertinentes (kkkk) sobre as pessoas que vi hj. Calma não grita, não vi nenhum famoso e sobre os acontecimentos que precederam o presente momento.
Fora de ordem porque eu tô mal humorada.
Eu já tava na fila pra entrar no bumba que nos levaria ao teço-teco da Gol quando avistei um rosto levemente familiar. Olhei de novo, ele sorriu, e disse oi. Puta merda, é um conhecido, e detalhe, não faço a mais vaga ideia do nome dele. Calma, pensa, ele é de Ddos, era amigo da Jú... lógico que vou mandar um sms e perguntar o nome dele, mas preciso de mais dados. Tá, pensa mais um pouco, ele é loiro, tem carinha de nerd (certeza que é amigo da Jú)... ta vindo, é Al... alguma coisa, ta já da pra mandar um sms e perguntar. Caralho a fila andou, vou esbarrar nele em minutos, talvez menos, escreve, mulher, escreve.... merda escreve direito porra, ah maldito corretor automático. Ok, sms enviado. Responde Jú, responde....  (bip-bip-) chegou o sms: ”O nome dele é Alcir, manda um bj.” Obrigada Jú, mas o beijo num vai rolar, senão ele vai sacar que eu não lembrei o nome dele, hehehehehe.
Aí eu entrei na aeronave, sentei e esperei ele passar pra dizer educadamente –“Oi ALCIR, tudo bem?”kkkkkk Amo/sou tecnologia e amigos online em tempo integral.
Bom aí sentei, nem acomodei e eis a notícia do século, encontraram o Osama Bin Laden ??? ok essa é velha, a notícia é que nós só levantaremos vôo dentro de uma hora ou mais. (eu já disse isso, né? Ta foda de ler a tela com essa luz perai ...., fechei a janelinha, melhorou, hehehehe.)
O que me conforta é saber que vou encontrar o José hj a noite, Que José sua loka??Mi amigo  José Cuervo, kkkkkkkkkkkkkkk. Agora vou dar um tempo, senão acaba a merda da bateria e eu nem saí do chão ainda. Eu prometi um post nos ares e vou fazer um post nos ares. 
Liguei pra mamy avisando que ainda to no solo. Ela é ingoal a COl, não ouve o que eu digo, segue o diálogo: ELA - Vc ta falando de dentro do avião? Não desligou o celular? EU – Ainda estamos no chão mãe, fala pro pai não correr que o avião vai atrasar mais de uma hora. ELA – Vc já chegou? EU – Mãe eu nem sai do aeroporto ainda. O avião ta no chão. ELA – vc vai almoçar com a gente. EU – Não, eu já comi, vai almoçar com o pai tranqüila que eu vou atrasar. ELA – vc ainda ta em SP (sério da vontade de responder não, to no posto Maristela na Castelo Branco, o motorista resolveu tomar um cafezinho, o rebite perdeu o efeito. Mas foi bem difícil estacionar o boing na vaga de caminhão do posto, acho que é por isso que vamos atrasar...). Eu pedi pra eles não correr, mas adivinha só, já tavam chegando em CG, aff, Seu Portela é pé de chumbo mesmo.
O pior é esse bando de campo-grandense com sotaque de interiorrrr. Pelo menos o corinthiano cheiroso (One million) ta no avião e dá pra sentir o cheiro dele daqui. Ah, claro que tem um bebe a bordo, Super legal...


Muito, muito tempo depois, três horas para ser mais específica, finalmente eu estou no ar... \o/ TODOSCOMEMORA!!!
Eu explico: Meu vôo foi cancelado, ah! Não acredito. Sério, fomos reposicionados para o vôo das 16:50 que saiu às `17:20, e porque? Bom, a desculpa, explicação, é que um radar em Congonhas tava com defeito e que por isso vários vôos haviam sido redirecionados pra Guarulhos e muitos tiveram que ser cancelados. Porque eu não acredite? Porque o vôo tava vazio, e porque uma atendente de outra CIA não tinha ideia de que história era essa de radar com defeito, e mais nenhum outro vôo foi cancelado e ainda a tripulação deste vôo não sabia de nada de radar com defeito. Agora alguém me alcança um paninho úmido pra eu apagar a palavra OTÁRIA que deve ta escrita na minha testa, please.
Eu, obviamente, fiquei puuuutísssima. Acordei a barraqueira que habita meu ser, só pra vcs terem uma ideia, eu to tremendo até agora, e olha que até uma cerveja eu tomei. Diz que ia dar um tal de voucher, esmola, vale refeição pra gente almoçar. Vc recebeu o seu? É, nem eu... tudo bem que eu nem ia comer mesmo, tava mais é afim de rasgar ou tomar em cerveja (diz que não dá), mas não me deram. Aí na hora que eu olha minha nova passagem RÁ, to numa poltrona no meio. PUTAQUEPARIU, minha nossa senhora do pavio curto, eu compro a merda da passagem com antecedência justamente pra garantir a porra da janela e esse povo agora acha de me colocar no meio. Foi a gota d’água, fiquei puta, e exigiu uma janela, rapidamente EME posicionaram em uma janela. Acho que era capaz de terem me colocado na cabine junto com o piloto do jeito que eu tava,.
Ah, mais um detalha, ta chovendo. Não é maravilhoso? Bom chega de reclamar por hora, porque eu nem to enxergando a tela do notebook mesmo, já escrevi nos céus, depois eu termino esse post.
Mas agora mais do que nunca I REALY NEED A DRINK!!

É mas eu cheguei podre de cansada, morrendo de fome e lokadomeucu por um banho, resumindo, fomos em um rodízio de pizza, que se eu contar o preço o povo de SP vai pegar o primeiro vôo (da TAM, pq GOL, né?) e vir correndo só pra aproveitar, kkkkkkkkkkkkk. E, por isso, depois de comer um monte a única coisa que a ursinha depilada aqui queria fazer era imbernar, SOVELHA?

É o que tem pra hj, ontem.
#bjmeliga.

segunda-feira, novembro 28, 2011

Unhas da semana

Eu demorei pra pintar as unhas porque tava super em dúvida de que esmalte usar. Aí escolhi um laranja, que faz tempo que não uso.
Vejam:


Passei o "pôr do sol" da impala, e por cima a cobertura "encantada" da coleção color effect da risqué.
Como eu tô sem maquina e as fotos do celular nunca ficam tão boas, não dá pra ver direito o efeito que a cobertura deu. Mas eu juro que tá lindo de morrer, hehehe.
É o que tem pra hj.
#bjmeliga

sexta-feira, novembro 25, 2011

I still need a drink!

Se eu acreditasse em deuzi ía dizer que ele ouviu minhas preces.
Tô aqui dizendo faz dias que preciso de uns drinks e num é que no dia que eu vou chegar em Ponta Porã, vai ter uma festa open tequila (ai g-zuiz) girls free-pass no meu Pub preferido?
Ai, isso num vai prestar.
Vejam o cartaz, porque tem mais:


Traduzindo: a entrada é de grátis, as tequilas e caipirinhas idem. Vc não entendeu errado, vai ter strep tease de boy-magia (espero, né?). Isso tudo no dia que eu chego. É muito amor!! Muita felicidade! Me deu até com vontade de dançar e cantar...


Prevejo uma semana looooga pela frente, kkkkkk.
É o que tem pra hj.
#bjmeliga.

terça-feira, novembro 22, 2011

A explicação para os comentários anonimos:


Se você é do tipo que comenta mas não assina, escolhe aí uma parte do seu cérebro (se vc tiver, nada contra, acho ótimo) e comenta ai.
Mas se você tem um cérebro e usa, com certeza tem educação, respeito e por isso sempre que comenta, assina, porque não precisa da máscara do anonimato, pra voce eu deixo um beijo, seu lindo!!!
Uma brincadeirinha para melhorar o humor dessa terça com cara de segunda.
Os comentários são sempre bem vindos e eu resolvi desencanar dos ignorantes, reacionários, sádico, senso-comum, perversos, rancorosos e preconceituosos que SEMPRE vem acompanhados do anonimato (ou não assina nada ou inventa um nome).
Eu aceito críticas, afinal tô aqui me expondo diariamente (ok, exagero meu, afinal não escrevo todo dia). Se eu não levar na esportiva enlouqueço. O que eu não curto é a covardia. Podem assinar, mesmo que me esculhambem. Não vou atrás de quem me chinga pra arrumar confusão, não. Talvez eu tente debater, pra tentar mudar sua opinião, ou me convença de que vc está certo. Mas só analiso o cometário de quem assina, por isso, se vc quer ser relevante neste blog, assine.
É o que tem pra hj.
#bjmeliga.


P.S.: Eu ainda preciso de um drink.

segunda-feira, novembro 21, 2011

I need a drink!!!

I realy need a drink!

Tô só compartilhando. O ironico é que esse é o único álcool que eu tenho em casa, hehehe.

I love to hate you!

Não seria incrível se todos os problemas se resumissem em fossas amorosas? Um encontro de uma bunda (no caso a minha) com um pé (no caso o dele, seja ele quem for).


Horas e mais horas de um choro sofrido e inconsolável na cama (que é lugar quente) ouvindo uma musica cafona e dramática. Agarrada no travesseiro achando-se a pessoa mais infeliz do planeta, não, do universo.


Alguns porres homéricos com direito a vexame público e escandaloso. SMS inconvenientes e sem nexos enviados de madrugada, cheios de erros de digitação e mágoa. Reclamação padrão dizendo que homem não presta e de que vou virar lésbica. Ser aquela que dança como se ninguém estivesse olhando só porque acha que é sexy e na verdade está pagando o maior mico, porque está tão bêbada que não consegue fazer um só movimento ritmado. Ficar com o melhor amigo dele na frente de todo mundo de forma escandalosa e depois se arrepender. Vomitar litros no banheiro da balada (fora do vaso). Chorar no ombro da (coitada) da melhor amiga.


Querer morrer cada vez que vê ele com outra.
Ah! Que saudade de ter esse tipo de problema. Hoje eu não consigo nem me lembrar de alguém que tenha merecido mesmo uma única lágrima. O problema com amores mal resolvidos é que eles geram uma descarga de energia forte, de uma só vez, que faz com que a pessoa acredite que aquilo é a pior coisa do mundo. Depois vai ficando tão insignificante que chega a ser patético.


Quem dera esses serem os problemas que me tiram o sono.
Não que eu tenha realmente um grande problema, como o do Lula ou do Gianecchini, deuzulivre, mas tenho os meus e posso garantir que não basta deitar na cama ouvindo Adele para que eles se resolvam, ou que pelo menos eu sinta um alívio. São mais do tipo money problems. Não, também não to devendo o PIB da Venezuela no mercado. É mais para eunempossofazerumacompraporquenãopossopagar mesmo. E um cansaço de não sair do lugar.
É, realmente hoje eu não tô legal, tô muito cansada...

Cansada dessa MERDA.

Eu tô cansada. Cansada de tudo sempre dar errado, mesmo quando não tem merda nenhuma pra acontecer. Cansada de seguir todas as regras de merda, fazer minha parte e não alcançar nada. A vida deveria ser uma balança mais ou menos equilibrada. De um lado coisas ruins que a gente tem que fazer e passar, do outro lado as compensações por essa merda toda. Pois a porra da minha balança tá quase tombando pro lado. Só tem merda na minha balança. Eu tô tão cansada dessa merda toda que a minha imunidade até baixou, acordei com uma puta pereba de herpes de merda e com dor de garganta. Ou seja, até a merda do meu corpo tá conspirando contra mim.
Eu vim pra cá pra estudar, me propus a isso, mas achei que trabalhar um pouco não ía atrapalhar e fui ser consultora daquela merda de empresa hipócrita de merda. Agora me fudí.
No cursinho eu vou rescindir a merda do contrato hoje, porque menos de um mês pra acabar e mais da metade dos professores (os em que eu mais tinha confiança) simplemente caem fora. A merda do concurso que eu tô esperando desde junho de 2010 não tem nem previsão de abrir e isso me dá uma angustia insuportável.
Eu fico imaginando os sussurros pelas minhas costas, as pessoas (da familia) dizendo que eu sou uma vagabunda de merda (porque não trabalho), uma parasita (porque moro de favor), uma enconstada (de favor com a minha vó) e que não passo em nenhuma merda de concurso (não querendo justificar, mas não tem como ser aprovada num concurso que eu ainda nem consegui prestar, né?). Ok, ninguém fala essas merda na minha cara (quer dizer...), mas as insinuações, até cargo de atendente em mercadinho de merda já tentaram arrumar pra mim, porque acham que essa "história de estudar" é desculpa pra não trabalhar. A primeira coisa que me perguntam é se eu já arrumei uma merda de emprego. PUTAQUELAMERDA, eu nunca disse que vim pra SP pra procurar emprego. Mas claro sempre tem alguém dando palpite na merda da minha vida. E eu aguento tudo isso, sem uma merda de uma cerveja.
Que me desculpem o tom agressivo de minha palavras, mas eu tô engasgada, tô cansada e só queria desabafar, afinal é pra isso que serve essa merda.

domingo, novembro 20, 2011

Unhas da semana (edição especial)

Especial porque o esmalte é especial e porque deu tanto trabalho que sei lá quando eu vou fazer de novo, hahahaha!
Trata-se do NAIL FOIL. Não é bem uma esmalte, seria melhor chamar de cobertura para as unhas.
Primeiro vou postar um video de uma garota que mostra como fazer:


Daí que com essa mina fazendo parece moleza e eu, bem locadomeucu, comprei a paradinha e fui tentar...
Mas acreditem, precisa ter prática, e paciência. Vejam as fotos:

Esse foi o que eu compre, com a cola.
Foto 1: Essa é a tira de foil, tem um metro e a gente corta o pedacinho que vai usar.
Foto 2: Pedacinho do tamanho da unha, que foi previamente pintada com um esmalte de cor parecida com o foil, pra fazer o fundo, o efeito fica melhor.
Foto 3: Passei a cola, que deixa a unha com aspécto fosco, tem que esperar secar, ficar transparente, aí espera mais um minuto + ou - antes de aplicar o foil.
Quando coloca o foil na unha ele cola na hora, aí é preciso espalhar com cuidado por toda a superficie da unha, com um cotonete (desaconselho), ou com o próprio dedo.
Foto 4: Fica assim. Mas para manter assim é preciso passar uma camada de finalizador, top coat. As bases transparentes brasileiras não dão conta de proteger e o esmalte fica grudento.
O que significa dizer que não resistiu a uma noite de sono e nem a um banho. Grudou no edredon e saiu tudo, quer dizer eu terminei de tirar, pq já tava PUTA!!
Mas agora eu sei que precisdo de um top coat importado, descobri que o OPI é o melhor, vamos acompanhar...
Mas olha que lindo que fica:


Muito amor viu....
Dai que hj eu tava fuçando no youtube e descobri outro método de fazer as unhas ficarem prateadas de verdade, como se fosse papel laminado, vejam o video:


Era EXATAMENTE ISSO que eu queria, hummm.
É, mas esse "trem" aí eu nem faço ideia de onde arrumar, kkkkkkk.
Vamos acompanhar...
É o que tem pra hj.
#bjmeliga.

P.S.: Ontem fui no cinema ver "Breaking Danw - part 1", tô só compartilhando.

terça-feira, novembro 15, 2011

Vale quanto?

Eu acabei de ver na tv um anúncio da cruz verde, entidade que ajuda portadores de paralisia cerebral, que dizia mais ou menos o seguinte:

"Ajude as pessoas portadoras de paralisia cerebral, aquelas a quem a vida negou quase tudo".

Achei tocante e válido, como marketing. Apelativo e chama a atenção para a causa, como uma propaganda tem que ser.
Mas eu não gosto de pensar dessa forma. Não me sinto confortável com pensamentos que nos fazem olhar pra quem está em pior situação, para que nossa vida pareça boa e a gente se sinta bem. Acho isso feio, se vc quer saber. A dor do outro não diminue a minha e nem me conforta, pelo contrário, me deprime.
A minha felicidade e alegria não devem depender das mazelas alheias e sim dos meus méritos e das minhas conquistas. Acho que esse tipo de pensamento está muito ligado a religiosidade. A uma espécie de "pagamento" ou "punição" por ser bom ou ruim.

Mas tem também o fato de que a gente realmente não dá muito valor ao que tem, principalmente quando não se lutou por isso. Eu percebi isso quando fiquei sem poder andar em 2001. Quando me acidentei e tive que ficar de cama, dependendo da minha mãe e da minha irmã até pra tomar banho (já vou avisando Nati, se contar a história da cumadre nos comentários eu não publico e não faço lasanha no natal). Foi quando eu dei valor pela primeira vez ao real significado da palavra liberdade. E quando eu começei a fisioterapia, e pude dar meus (novos) primeiro passos depois de 90 dias, nossa, foi uma felicidade tão grande que eu até chorei. Nunca antes eu tinha dado o devido valor ao fato de poder andar. À liberdade de locomoção.

Será que somos tão burros que é preciso ter tirado de nós uma coisa que aparentemente é vital, mas que faz parte do todo para podermos dar valor? Acho que sim.
Aliás, foi depois de ter me acidentado que eu começeia dar valor a muita coisa. Claro que demorou pra eu começar a valorizar na prática, de verdade ao invés só de me lamentar, porque uma das consequências de ter que ficar tanto tempo na cama foi uma puta depressão. Como diriam os mais religiosos, "Cabeça vazia, oficina do diabo". Eu passei tanto tempo sentindo pena de mim mesma e me lementando que não observei a verdadeira maravilha que era simplesmente poder levantar sozinha e ir ao banheiro.

Quando eu tenho cólica menstrual ou enxaqueca hormonal, que são as duas piores dores que me aflingem, logo que a dor passa eu quase choro de alegria. Dou valor ao fato de não sentir dor, acho maravilhoso não ter nenhum incomodo, nada que me restrinja fisicamente. Mas nem por isso saio pulando que nem doida, kkkkk.
Bom, deixa eu aproveitar esse bom humor matinal absolutamente estranho à minha pessoa, e ir lavar os cabelos.
 É o que tem pra hj.
#bjmeliga (já escovei os dentes, relaxem).

Here i am.... A Saga!

Todos os dia eu acordo, ligo o rádio na estação que só toca rock. Aí eu me arrumo, coloco meu fone de ouvido com o celular sintonizado nessa mesma estação, tomo um café preto e vou pro cursinho. Tudo isso antes das 7:00 am.
No dia 04 de setembro deste ano eu estava a caminho do cursinho qdo ouvi uma música simplesmente incrível. Eu tava distraída então não ouvi o nome da música nem do cantor. Isso já me aconteceu uma vez e demorou mais de duas semanas pra música tocar de novo e eu conseguir dados sobre ela, daquela vez a música era Hocus Pocus, da banda holandesa Focus, e era bem difícil mesmo pq não tem exatamente uma letra.
Dessa vez tinha uma letra, e nem era difícil (esse foi o problema) eu pensei em procurar no google qdo chegasse em casa. Assim que cheguei no cursinho escrevi o pouco que me lembrava da letra na agenda (Here I am...), agora vai lá no google e digita "here i am" e vê o que vc acha (...) 
Aparece música do Brian Adams, Camp Rock, Scorpion... nada contra, mas não era nenhuma dessas e de ouví-las eu já tava esquecendo como era a minha here I am.
Eis que essa madrugada insone estava eu lendo e ouvindo rádio quando de repente começa essa música:


Ehehehehe #TodosComemora, era "ELA". A minha música. Na hora eu fiz uma busca no google, mas escrevi : "here I am, on the road again" e surgiram duas versões, essa do Bob Seger e, pasmem, outra do Metallica. Claro que depois que eu localizei na internet do meu celular, a locutora da rádio deu todos os detalhes, né?
Mas sério, se a versão do Metallica que tivesse tocado aquele dia, eu não tinha passado mais de dois meses encanada com a música, porque a voz do James Hetfield é beeem mais familiar, né?

Seu nórdico lindo.
Bom, aí eu fui ouvir a versão do Metallica e me dei conta que já conhecia a música, porque já ouvi muito, hehehe. Mas talves por isso mesmo teria passado despercebida e eu não teria ficado paranóica. Acho que gosto mais da primeira, a voz do Bob Seger é mais blues, apesar de os riffs de guitarra terem deixado ela bem mais rock'n roll, mais pesada. Mas ouçam vcs ai e digam, qual versão ficou melhor:


Eu fiquei tão encanada nisso que sonhei com a música e assim que acordei corri pra fazer esse post de pijama, sem nem escovar os dentes ainda (iéca).
Acho que nesse momento ninguém quer beijo, né? kkkkk
Ok
#Sembjmeliga.

P.S.: O nome da música é "Turn the page".

segunda-feira, novembro 14, 2011

Inteligente ou fraude??

Hoje eu fui marcada numa foto dessas de facebook "eu tenho uma amiga..." e o adjetivo a mim atribuído foi: INTELIGENTE.

Mas se vcs querem saber, eu não me considero inteligente. Na verdade eu me sinto mais inteligente que muita gente que eu conheço, mas por demérito deles e não por mérito meu (sem ofensas).
Volta e meia eu me surpreeendo com um novo conhecimento e a vezes fico embasbacada de não ter percebido, ou chegado a essa conclusão antes. Aí eu imagino que seja algo novo e por isso quase ninguém conhece ou sabe Aí eu me sinto a criatura mais ignorante do mundo por perceber que na verdade só eu é que não sabia disso. Isso em relação às pessoas que poderiam ter acesso a tal informação.

Vou tentar ser mais clara, exemplificarei. Eu me sinto burra por ter demorado a perceber, por exemplo, que, basicamente todas as matérias em direito são absolutamente vinculadas entre si. Nós as estudamos separadamente apenas para facilitar a aprendizagem, porque o mais correto seria estudar o sistema como um todo. Ocorre que eu estudo direito desde 1993 e só percebi isso agora, em 2011. São 18 anos, levou só toda uma vida sem poder dirigir pra eu compreender que o direito é uma ciência sistematizada, e se vc não entende um parte dela é impossivel entender o todo. Isso em palavras simplistas, porque o negócio é mais complicado.
Sou inteligente porque cheguei a essa conclusão agora ou sou burra porque demorei 18 anos?

Também não sou esse tipo de burra, né?
O fato é que eu disfarço bem. Apesar de lá no fundo eu saber que astrologia é uma baléla, gosto de pensar que como uma boa geminiana eu curto conhecer superficialmente um pouco de tudo, por isso sempre sei conversar sobre qualquer coisa. Independentemente de signo ou astrologia, eu sou assim. O ruim é que dificilmente eu tenho vontade de me aprofundar em determinado assunto. Não porque eu não ache interessante, pelo contrário, mas porque eu quero sempre saber um pouco sobre tudo e se me prender a um só tenho a sensação de que vou perder os demais. Como se o fato de me aprofundar em algo me impedisse de ver o resto, aí eu fico na superficie. Quando me concentro em determinado assunto, sou distraída o suficiente pra não perceber algo simples ao meu redor. Sou muito curiosa e gosto de estudar e aprender. Serei eu uma fraude?

Sei que sou preguiçosa e esse é um dos meus maiores impecílios na vida, com o qual eu luto arduamente dia a dia. Mas também sei que existem pessoas que olham uma coisa e simplemente entendem, na hora, sem precisar pensar muito, analisar todos os angulos. Minha preguiça me leva a creer que algumas conclusão são acertadas e depois acabo percebendo que se tivesse perdido um pouco mais de tempo raciocinando, teria chegado a uma outra conclusão, a mais acertada. Como também tem algumas coisas que eu não discutia, me vinha prontas e eu as aceitava, sem questionar. Pura preguiça, ou burrice mesmo.
Se bem que sempre que eu começo a questionar algo, é como se abrisse em minha frente uma enorme porta e eu me dou conta que do outro lado dessa porta é que está a luz. Ou seja, eu estava nas trevas e nem percebi.
Muitas vezes aceitei as sombras da caverna como individuos completos sem questionar se eles existiam de uma outra forma. Eu nunca fui aquele que primeiro questiona e sai em busca de outras explicações porque não aceita a verdade imposta. Mas também não sou tacanha a ponto de nem ouvir e julgar sem conhecimento.
Talves o que me falte seja iniciativa de buscar o novo.
É bom conhecermos a nós mesmos, só assim podemos nos aperfeiçoar, melhorar e aprender mais.
Quem sabe um dia eu me considere inteligente, como muitos dos meus amigos o fazem. Seriam eles tolos, e eu uma fraude, ou serei eu realmente modesta e cega aos meus saberes?
That's an answer all never now!!!
X.O.X.O.

sábado, novembro 12, 2011

Está declarada a guerra!!!

Chega! Cansei de ser tolerante, fazer a fina e fingir que era educada. Não vou mais ser falsa. Acabei de declarar guerra contra a vaca da ex-mulher do meu tio. Quer saber, foda-se, vou dar nome aos bois. Ana, esse é o nome da vadia, quer dizer é assim que ela é conhecida. Essa mulherzinha consegue fazer a vida de toda a familia um inferno e usa o filho dela como arma de manipulação. Mas pra mim chega, eu não tenho contato suficiente com ele pra sentir realmente falta. Nasceu filho de cascavel, sinto muito, não podemos mudar isso, só posso lamentar.
Ela fez mais uma das armações dela esses dias e quando os primeiros efeitos foram detectados, e eu os senti, tentei intervir para evitar um dano irreparável, ou seja, avisei meu tio - só isso. Mas aparentemente a armação dela não atingiu os resultados esperados. Aí hoje ela ligou aqui e tentou me manipular para aumentar o poder de destruiçào de sua artilharia.
Mas ela não contava com um pequeno detalhe: EU ESTOU NA TPM. E acreditem, isso muda tudo.
Não tô com paciencia nem pra ouvir as merdas que ela fala, aí eu disse que não tinha tempo nem paciencia pra ouvir as "histórias" dela, mas até aí eu tava sendo educada. Falei que não tinha conhecimento de nada do que ela tava falando e que não queria me envolver, se ela podia, porfavor ser direta e dizer o que queria de mim, e se eu pudesse ajudar talves o fizesse. Aí ela, vendo que atirou na água perdeu a calma e começou a tentar apelar, usou a arma (nem tão) secreta, o filho. Aí sério, perdi a calma, falei que nada daquilo me interessava e que eu tinha mais o que fazer. Bastou pra cair a máscara (sempre cai e ela vira uma feirante na hora da chepa). Começou primeiro a  se fazer de vítima, e em seguida ser agressiva. E aí eu disse a frase que não é a resposta da pergunta sobre a vida, o universo e tudo mais, mas é o que todos gostariam de ter dito. Disse que ela é que era a amante e que se aceitava essa situação pra não vir encher o meu saco e desliguei.

Prevendo repressalias de cunho extremamente baixos, eu liguei para o meu tio e informei que minha educação tinha acabado e que eu não ía mais ser falsa com a vadia da ex-mulher dele. que ela tava enchendo meu saco e que era só pra ele saber que alguma coisa pode estar por acontecer. Ele me pediu calma (como sempre, frouxo) e disse que tava avisado. Eu sou fina, meu amor, mas se precisar, sei usar a navalha, ALOKA!!!

Mas até esse momento ainda havia paz no universo. Foi quando o telefone tocou de novo. Eu sabia que era ela. Era o tempo exato que ela espera pra ligar de novo, afinal ela não sabe articular muito bem as palavras, precisa pensar muito e treinar antes de dizer algo coerente (não obtem muito sucesso, é verdade), por isso demora. Aí ela (nitidamente tentando parecer calma) começou a dizer que estava tudo bem, pediu desculpas por me incomodar e que não entedia minha grosseria... Ah chega, eu pensei, cansei dessa merda. Falei que eu tava cansada de ser falsa com ela, tolerante por causa do menino e que nem isso mais ía me impedir de dizer a verdade, e que eu não gosto dela nem um pouco e gosto menos ainda das "armações"que ela faz. Que eu não envolvia minha familia na minha vida pessoal então não era obrigada a me ver envolvida na dela.

Eu imagino que o que doeu nela foi o fato de eu ter chamado ela de amante, porque aí a máscara despencou de vez e ela começou a berrar (nem prestei atençao, pq, né?), dizendo que ela era casada com meu tio, eu respondi que isso não me interessava e pedi pra ela parar de me incomodar, afinal foi ela quem ligou, até frisei isso, eu disse que nunca, vejam bem NUNCA telefonei pra ela. Sempre é ela que envolve todo mundo na confusão.
Nesse momento ela deu o golpe errado, primeiro falou que eu não envolvo a familia na minha vida pessoal pq eu não tenho vida pessoal (claro que ela não usou essas palavras elegantes, foi bem chula, né? Mas vou poupá-los). Foi nesse momento que eu pedi que ela nos deixasse em paz, que não incomodasse mais a gente e ela falou merda da minha vó e da minha mãe... não falou nada de mais, mas eu perdi o pouco da elegancia que me restava e DECLAREI GUERRA, disse a ele que se era confusão que ela queria, tinha achado, fale de mim, mas não fale da minha mãe, eu fico cega de ódio, perco as estribeira de vez, é um caminho quase sempre sem volta. Disse que se ela acredita em deus que era melhor começar a rezar pra não cruzar meu caminho, porque eu nem vou conversar, vou partir pra porrada. Desafiei ela pra briga mesmo, chamei pra vir aqui que eu vou quebrar ela na pancada e não ouvi mais nada do que ela disse. Desliguei.
Liguei pra minha mãe avisando, porque a Ana é do tipo que fala um coisa e depois liga pra pessoa dizendo que foi vc que falou.

Vão ter consequências? Com certeza! Eu tô ligando? Nem um pouco.

Se ela falar bom dia atravessado pra minha vó, vai apanhar, se ela olhar pra mim na rua, vai apanhar. Ela acordou a barraqueira dentro de mim. E não é a primeira vez, mas das outras duas meu pai e meu avô me impediram de surrar essa filha da puta. Mas eles não estão aqui agora, então nada vai me empedir.
É o que tem pra hj.
#bjmeliga

sexta-feira, novembro 11, 2011

TBBT, 11.11.11, insônia e vergonha alheia.

Eu ando dormindo muito bem, obrigada!
SÓ QUE AO CONTRÁRIO!!!
Duas noites seguidas que a última vez que eu olhei o relógio eram 3:00 e quando eu acordo são 5:00, sério gente, dormi só duas horas. Não consigo dormir mais que isso. O pior é que na aula eu fico morrendo de sono, quer dizer, na quinta eu nem consegui ir....

Hoje eu fui na base do café, tipo Sheldon Cooper no ep. 18 da segunda temporada do TBBT, quando ele resolve ajudar a Penny na produção de enfeites de cabelo "penny's blosson" e eles tem que ficar a noite toda fazendo as flores, aí quando bate o sono ela oferece café e ele diz:

Mas ela insiste, dizendo que só vai ajudá-lo a ficar acordado, então ele concorda, mas faz um alerta:

 Aí ele toma o café, e como não é habituado, digamos que ficou "um pouco" agitado, pra se dizer o mínimo:

"Bang!!!"
Tomei tanto café que tive até uma leve taquicardia, hehehe.

Mas hoje eu vou tomar um "remedinho" e vou dormir a noite toda... aliás vou lá tomar agora mesmo.

Calma não é nenhum tarja preta, rivotril da vida, é apenas valeriana, um fitoterápico que ajuda a dormir, quase um maracujá misturado com alface. Eu acabei de ler todas as propriedades desse troço aí e olha é mára viu, do tipo magic. Dá sono, emagreçe, andepressivo, uau, viu! Vamos acompanhar...

11.11.11
Data com cara de cabalística. No twitter o povo tava anunciando o fim do mundo pra 11 da manhã, e se não fosse, então seria às 11 da noite (ou seja, daqui a pouquinho, vamos acompanhar... kkkk).
Mas o anuncio mais importante do dia foi outro, hoje de tarde, direto de L.A. California, quatro rapazes de Birmingham, Inglaterra, fãs do The Beatles, que no ano de 1968 integravam originalmente uma banda de heavy metal conhecida como BLACK SABBATH, formada por Ozzy Osbourne (vocal), Tony Iommi (guitarra), Geezer Butler (baixo) e Bill Ward (bateria), anunciaram seu retorno. No começo do ano entram em estudio para gravar um albúm de músicas inéditas (não gravam nada juntos desde 1978), e a partir de junho de 2012, sairão em turnê mundial.

Black Sabbath em 1968.
Black Sabbath hoje (me segura que eu vou ter um troço).
Se eu não morrer certeza que vou no show que, obviamente, vai ter em São Paulo.
Vamos acompanhar....

Mudando de assunto, agora vamos falar de topterm? Hahahahaha!

Aí eu cheguei da aula e vi na cozinha uma caneca muito esquisita, com a foto do vizinho do 5.o andar em frente a uma placa indicando o caminho de Santiago de Compostela, na Espanha.... OIE?? WTF??
Pois é, se vc acha que tem vizinhos estranhos, segura essa.
Tem esse vizinho, que eu mal conheço, mas toda vez que cruza comigo no elevador faz questão de falar alguma coisa sobre a vez que ele viajou pra Europa, como eu moro aqui tem quase dois anos, ele deve ter ido no mínimo em 2009.
Ok. Tudo bem que é caro viajar e talz, mas eu nem sei o nome dele, mas sei que ele fez esse caminho aí na Espanha e passou uma temporada viajando por Portugal entre outros paises (eu não presto atenção qdo ele ou a mãe chata dele começam a falar, só dou um sorriso e balanço a cabeça torcendo pro elevador chegar logo no térreo). Não satisfeito em contar pra todo mundo sempre que tem oportunidade (e quando não tem tbm), ele resolveu "distribuir" souveniers da viagem. Chupa essa manga!!
Minha vó falou que tava na mesa de mármore que tem no hall de entrada, que tinha um monte de coisas (cacarecos) canecas, potes, porta-retrato, tudo com fotos dele em lugares pitorescos da Europa, com um bilhete dizendo que era um "brinde" pra todo mundo pegar. Sério gente, o que é que passa na cabeça de uma pessoa pra fazer uma coisa assim? Tá tudo muito errado. Ele gastou DINHEIRO pra fazer samerda, pq, eu pergunto?
Só de olhar a tal caneca eu fiquei constrangida, vou ter que postar uma foto, perai...

Não sei o que é pior, ele fazer isso ou minha vó achar legal pegar.
A caneca com a foto dele ao lado da placa que indica o caminho de Santiago de Compostela, e o porta-treco (com divisórias) com a foto da namorada dele em um campo de flores provalvelmente na Holanda né?
Cêjura? Não sei nem o que pensar...
Tô muito constrangida. Como é que eu vou conseguir olhar pra cara dele no elevador agora? E pior, e se ele toca no assunto? Se perguntar o que eu achei das fotos? Muita vergonha alheia viu, vou me enfiar debaixo do edredon e fingir que isso nunca aconteceu.
É o que tem pra hj (fazer o que né?)
#bjmeliga

P.S.: Era tanto assunto que eu esqueci de comentar, hoje faz um mês que eu caí na balada e bati meu joelho e eu ainda tô mancando, pode isso produção??? As caminhadas que eu começei qdo esquentou, parei quando esfriou e planejava voltar, dançaram, eu mal consigo andar. Esses dias eu fui lá perto do extra, depois do Bosque Maia, a pé. Quase morri  na volta e no outro dia meu joelho tava mais inchado que antes... Minha pomada anestesiante de cataflan acabou e eu parei um pouco com o diclofenaco pq tava me deixando muito inchada... ODEIO FICAR VELHA!!!

terça-feira, novembro 08, 2011

Deus está morto!

Essa é uma afirmação do filosofo Friedrich Wilhelm Nietzsche ( 1844-1900 ) nascido em Rocken, localidade próxima de Leipzig, Prússia, no dia 15 de outubro. Seu pai e seus avôs eram pastores protestantes. Nietzsche teve muito desse espírito religioso durante a infância, e cogitava continuar a linhagem. (...) Por volta de 1865, passava por uma livraria quando viu a reedição de um livro que não havia feito muito sucesso na época em que foi feito: "O mundo como vontade e representação". Encontrou nele um espelho no qual redescobriu a vida com uma natureza assustadora. Passa então, a realmente se interessar por filosofia. No livro está contida a idéia principal de que os atos dos seres vivos são fruto de uma cega vontade de viver. Admira-se com o seu ateísmo, e no Gaia Ciência chama Schopenhauer de "o primeiro filósofo assumidamente ateu". 


Em sua auto biografia afirmou "Para mim o ateísmo não é nem uma consequência, nem mesmo um fato novo: existe comigo por instinto" e me perdoem a blasfêmia da comparação (hehehe), mas pra mim também é assim. Eu não "virei" atéia, não foi uma consequência de algum acontecimento, foi uma simples constatação. Gradativamente eu fui me descobrindo descrente das "coisas sobrenaturais".  Apesar de...
Esteve em mim desde sempre, como uma marca de nascença, que vc só descobre adulta porque estava em uma região de dificil acesso visual.

Nietzsche cria e cai em seu próprio Imperativo Categórico, por certo, imperativo este baseado na completa liberdade do ser e ausência de normas. Porém, a liberdade de Nietzsche está entre a aceitação consciente (livre-escolha) de um objetivo moral superior (que transcende a racionalidade do ser humano) e a matéria, a razão material Kantiana. Portanto, a realidade está na escolha consciente entre a moral superior (instinto, vontade do coração) e a moral racional (somatório de valores criados pelo homem). O que reside não nas palavras mas nos sentimentos (amor, musica, etc).

Eu entendo da seguinte forma, o homem tem que ser bom e fazer o bem porque é o certo, e porque dessa forma não terá problemas pra ter uma boa noite de sono, não porque a moral cristã o briga a isso, entende?
A pessoa não deverá matar, não cobiçará a mulher do próximo por uma questão de bom senso e caráter, e não porque se trata de um mandamento de deus.
Eu acho, inclusive, que o bom caráter por opção própria é muito mais válido e relevante do que o por receio e temor a deus. A religião e a crença no sobrenatural, na minha opinião é uma muleta.

"Para quem sofre, é uma alegria inebriante desviar o olhar de seu sofrimento e esquecer de si mesmo. (...) Sofrimento e impotência: eis o que criou todos os além-mundos, e este breve delírio da felicidade que só conhece que mais sofre." 

Não fascinante quando as coisas acontecem na hora certa? Na verdade quando algo se precipita nem chega a ter valor, porque não era a hora certa. Porque eu digo isso? Explico: Eu tenho vontade de ler pelo menos uma obra (não apenas frases soltas) de Nietzsche faz muito tempo. Conhecia superficialmente suas ideias mas queria conhecer mais. Não que eu já esteja nesse estágio, mas caminho para ele.
Antes de me "descobrir" atéia, ou como eu gosto de dizer, antes de eu sair do armário da sacristía, eu não estava pronta pra ler e compreender os textos e os pensamento de Nietzsche. Aliás, muito do que eu li antes, só começou a fazer sentido quando eu questionei pela primeira vez as minhas supostas crenças, e foi aí que a vontade de lê-lo se intensificou.

Hoje estou mais preparada pra entender esse filósofo e estou me embebedando de suas palavras. Meu livro de cabeçeira, que estou lendo com muita calma, relendo partes que me chamam a atenção e fazendo até marcações  é "Assim falou Zaratustra". E eu tô curtindo muito.
Loucura em estágio avançado mode on!!
É o que tem pra hj
#bjmeliga

domingo, novembro 06, 2011

unhas da semana

Ontem de noite eu fiz minha unhas. Passei o meu outro holográfico da hits, o "Dionísio". Trata-se de um roxo bem bonito e o holográfico dele é bem marcante. Foram necessárias três camadas, mas né? Eu sempre passo três camadas, hehehe. Vou postar duas fotos, das minhas unhas, que ficaram horríveis pq minha camera morreu e a do celular num lá essas coisas. E outra surrupiada por aí, de outro blog, porque achei que era válido mostrar o efeito holográfico que meu celular não consegue registrar pra vcs terem ideia da beleza desse esmalte.
Vejam:

Minhas unhas.
Foto surrupiada.
Então é isso.
É o que tem pra hj.
#bjmeliga

Let it go!!

Porque é tão difícil deixar o passado pra trás? Seguir em frente sem o peso de lembranças inúteis e desnecessárias. Não que sejam ruins, mas nem sempre são fácil de carregar. As pessoas entram e saem da vida da gente toda hora, e nem por isso a gente tatua as mais importantes na pele. Andar pra frente olhando pra trás, é perigoso pra integridade física.


Acho que o problema é esse monte de rede social. Agora é possível ter acesso a detalhes da vida de alguém que foi importante e muito participativo no nosso passado, mas que agora não passa de uma lembrança. Pode parecer piegas, mas vou ser sincera, tenho ciúmes de ex-melhores amigos que tem novos melhores amigos. Sinto-me traída e abandonada. Como se a pessoa não pudesse ter uma nova vida na qual eu não me encaixo. É irracional, eu sei, mas é o que eu sinto. Nós seguimos por caminhos diferentes e por mais que um dia a gente tenha andado de mãos dadas e nos apoiando mutuamente, hoje a gente nem se vê mais. Seria mais saudável se a gente nem soubesse muito um da vida do outro, já que estamos afastados. É difícil pro meu ego aceitar que a vida continua e meus ex-amigos tem novos melhores amigos e que sua vida está muito bem sem mim.
Não que a minha não esteja, mas estou sendo egoísta e infantil nesse momento, se vcs me permitem.
Acho que eu ficaria mais conformada se soubesse notícias esporádicas, mas os detalhes me incomodam. Sei que foram colocados lá pra outros amigos e não pra mim e isso me machuca. Mas eu faço a mesma coisa, atualizo minha vida na internet para meus amigos mais próximos, mais atuais.

É incoerente, eu sei, mas como eu já disse antes "NÃO TRABALHAMOS COM COERÊNCIA".

Coerência? Pra quê?
Tenho duas explicações pra esse ciúmes que sinto. Vamos a elas:
1. no fundo eu sei que vc foi uma grande amiga, talves a maior e lamento profundamente que a vida tenha nos afastado. Tenho esse sonho infantil de que seriamos unidas e inseparáveis para sempre, que ficariamos falando ao telefone por três horas até fazermos noventa anos e que seriamos madrinhas uma dos filhos da outra;
2. na verdade eu tô carente demais e qualquer manifestação amorosa de quem eu já amei muito para quem eu nem conheço me trás um sentimento de inveja, com o qual eu não sei lidar.

Na verdade, mesmo se a vida não tivesse nos enviado para distâncias tão grandes, talves não fossemos mais amigas, porque no fundo eramos bem diferentes e queriamos coisas diferentes e acabariamos nos distanciando aos poucos. Mas como foi de uma vez, parece que podia ser diferente, que hoje seríamos as astrounautas que sonhamos na quarta série e estariamos desbravando o universo em uma nave contruída no quintal em formado de abacaxi. Ou moraríamos juntas em uma quitinete na Augusta e festariamos todos os fins de semana. Ou teríamos nos casado com dois caras incríveis, de preferência irmãos e passariamos os natais com nossas familias juntas e nossos filhos que teriam idades parecidas e seriam melhores amigos.


 Como eu já disse antes, estou carente e por isso idealizo. Idealizar é um troço que eu faço muito. Idelizo situações, relações, amores. Sonho de olhos abertos e isso não é legal, porque torna a realidade um pouco enfadonha. Quando vejo na internet pessoas que passaram por minha vida seguirem adiante sem mim, sinto-me rejeitada e se tem outro troço com o que não trabalhamos muito bem é com a rejeição.
O melhor da festa é esperar por ela, comigo sempre foi. No fim minha vida e meus problemas se resumem a uma puta de uma ansiedade que tenho em excesso.
É o que tem pra hj
#bjmeliga