terça-feira, maio 31, 2011

Meu primeiro presente de aniversário.

Na verdade o segundo, porque mamy já me deu o desse ano e faz tempo (hehehe). Ela me deu meu celular lindo, olha só:
 Ela me deu um monte de coisas qdo eu fui em PP, mas o celular foi denominado presente de aniversário adiantado, kkkkk.
Mas ontem eu ganhei o presente da vó, uma bota. Como a pessoa aqui tem panturrilhas de boxeadora, eu fiz pouco mais de um ano de aulas de boxe, nenhuma bota de cano alto fechou na panturrilha. A única que serviu na perna era mais curta, achei  melhor, sou baixinha, bota muito longa não fica legal mesmo. Rasteirinha e de couro, ou seja, vai durar mais que eu, kkkk. Ah! E é super quentinha \o/.
Olha que linda:
Sem flash e com flash.
Eeee, todos comemora \o/!!!!

Hoje eu ainda fiz uma "arte". A janela do meu quarto é muito vazada, ou seja entra vento gelado horrores. Aí eu peguei umas caixas de papelão e fiz um "quebra vento", vedei a parte de baixo da janela, que é de pvc. Pra não aparecer o papelão, colei em cima dois posteres de cinema, dá pra ver alí na foto, no fundo o poster do filme "As melhores coisas do mundo".

É o que tem pra hj.
Bjmeliga.

P.S.: Eu sou gorda, mas minhas panturrilhas não são grandes por causa de gordura, é músculo mesmo, ela é super dura, morro de orgulho disso. Minhas panturrilhas são as mais duras que eu conheço.

segunda-feira, maio 30, 2011

Ciberativista do GREENPEACE


Hoje eu me filiei ao Greenpeace. Era uma coisa que eu queria fazer já tem um bom tempo. Aí que eu tava passando pela D. Pedro, em Guarulhos quando um carinha muito lindo me parou pra falar do trabalho do greenpeace. Unindo o útil ao agradável, eu me filiei. Na verdade fiquei meio que me sentindo que nem aqueles velhos babões que compram um monte de produto que não precisa só porque a vendedora é gostosa, kkkkkk. O fato é que a beleza ajuda e muito, não há como negar. Se ele fosse feioso talves eu nem parasse, confesso.

Mas falando do que realmente interessa, eu acho o trabalho do Greenpeace incrível. O povo que faz as manifestações é foda, merece aplausos. Foi graças a essas manifestações destemidas que hoje é proibida a caça às baleias quase no mundo todo. Todos comemora \o/. No Brasil a estrada é longa, tem muita coisa pra fazer. Eu assinei hoje a  Petição contra Angra III. Sério gente, o que o nosso país menos precisa é de Usina Nuclear, ainda mais naquele paraiso que é Angra dos Reis, né não?

Então clica aqui e assina vc também.

É o que tem pra hj.
#bjmeliga

ERRATA:  Corrigindo o que eu disse anteriormente, a caça às baleias ainda é permitida no Japão, mas o trabalho do Greenpeace é tão efetivo por lá, que a população já se conscientizou e por conta disso, a industria baleeia tem em estoque (por falta de procura) em torno de 6 mil toneladas de carne. Isso mesmo SEIS MIL TONELADAS. Esse ano os navios de caça saíram para o mar em número mais reduzido e voltaram bem antes do habitual. O governo japonês sempre deu subsídios para a industria baleeira, e desde que a atividade tem demonstrado sinais de decadência, isso tem diminuindo drasticamente. A caça às baleias está com os dias contados no Japão, ela não representa o interessa da maioria da população, não traz ganhos econômicos e ainda causa impactos ambientais. Mas precisa doer no bolso pra que alguns tomem consciência, né?

sexta-feira, maio 27, 2011

Vou ter fé, ok?

Tava olhando umas fotos antigas e achei essa aí embaixo. Aí resolvi ter fé, virar religiosa, orar.

"Senhor deus, róla me devolver esse corpinho aí? Juro que se isso acontecer (rápido e sem muito sacrifício) eu frequentarei a igreja que o senhor quiser e sem discutir, aceitando tudo. Pode ser? AMEM!!"
Acreditem, sou eu mesma.
É o que tem pra hj.
#bjmeliga.

Mundo, vasto mundo, se eu chamasse Raimundo...

Uma homenagem a todos aqueles que me fazem falta, vcs são muitos.

É o que tem pra hj.
#bjmeliga.

quinta-feira, maio 26, 2011

Unhas da semana

Inshalá!! Ôro, muito ôro!!!
Hihihi, é issaê, as unhas dessa semana são douradas. Mas num é nenhum dourado tipo cigano ou aquela pulseira da sua vó. É um dourado discreto, porque eu não curto muito esse troço de dourado não.
Vejam:
Como vcs podem ver é um dourado quase prateado. Ouro 18 e não 24, kkkk.
Trata-se do esmalte "fashion chrome-vibrancy", da Eliana. O mais legal desses cromados da eliana (já usei o prateado lembra?) é que fazem o mesmo serviço dos da impala e os importados e são bem mais baratos. Acho que não custou nem R$ 2,00, enquanto que os cromados, o da impala, por exemplo custam de R$ 11 à 14, dependendo do lugar.
Falemos do esmalte. Ele é bem ralinho, parece mais aguado. Na verdade não tem textura de esmalte, parece mais uma tinta mesmo. Cobre bem a unha, mas como é ralo, passei três camadas pra não aparecer o branco. Seca rápido.

É o que tem pra hj.
#bjmeliga

Vesga? Um olho no gato e outro no peixe.

Tava lendo num sei o que, num sei aonde qdo vi uma notícia sobre uma tal de Tathy Rio, ex-bbb. Olha não me considero a especialista e tal, mas eu assisti a todos os bbbs e num lembrei dessa moça não. Mas enfim...
Aí que eu fui procurar fotos, pra ver se lembrava dela, já me achando com problemas de alzheimer (tá certo?) qdo me deparei com essa foto:


É isso mesmo genthy? Os bicos dos peitos tão olhando um pra cima outro pra baixo, tipo vesgo? Sério mesmo? Ah, se é comigo... Eu processava. Processava o cirurgião. Processava o hospital. Processava o fotografo. Processava a revista de mulépelada. Os blog que tiram sarro dessa anomalia (...), melhor parar de dar idéia, vai que ela sabe ler, né?
Só sei que agora nem tô me importando mais em lembrar quem é essa vesga, porque, né?

É o que tem pra hj.
#bjmeliga

quarta-feira, maio 25, 2011

Dia do orgulho nerd.

Eu nunca pensei que pudesse ser nerd, que no meu tempo chamava CDF. Achava que não curtia a escola, mas curtia tanto que no último ano, pra surpresa geral, eu fui a melhor aluna da sala, \o/, e depois disso eu percebi que curtia sim estudar (eu estudo até hj). Então se é assim, vendo por esse lado, eu posso me considerar um pouco nerd. Gosto de muitas coisas da cultura nerd.

Mas Lalá, que é NERD??? Vamos ao google:

Wikipedia: "Nerd é um termo que descreve, de forma estereotipada, muitas vezes com conotação depreciativa, uma pessoa que exerce intensas atividades intelectuais, que são consideradas inadequadas para a sua idade, em detrimento de outras atividades mais populares."
Essa definição não combina comigo.

Vamos tentar outra:

"…é o rapaz (ou moça) que nutre alguma obsessão por algum assunto a ponto de a) pesquisar; b) colecionar coisas; c) fazer música; d) escrever sobre (normalmente acompanhado de pesquisa); e) não sossegar enquanto não descobrir como funciona; f) não dormir enquanto o programa não rodar."

Essa parece mais, e me lembra minha irmã, hehehe. Vamos ver mais uma:

"Existe uma relação entre ser esperto/inteligente e ser nerd, ou melhor, há uma correlação inversa maior ainda entre ser nerd e ser popular. Se ser esperto parece fazer a pessoa não popular."

Nem tão esperto assim, porquê o esperto de verdade sabe se fazer popular. Esperto não é igual a inteligente, né?

E ainda tem uma espécie específica de nerd, os Geeks, em alguns lugares também chamados de tecnonerds, são os nerds cujo interesse volta-se especialmente para a tecnologia, ciência e informática.

O fato é que hoje, dia 25 de maio é o dia do orgulho nerd.

"O Dia do Orgulho Nerd, ou Dia do Orgulho Geek é uma iniciativa que advoga o direito de toda pessoa ser um nerd ou um geek. Teve origem na Espanha ("dia del orgullo friki", em espanhol).
O dia do orgulho nerd foi celebrado em 25 de maio desde 2006, comemorando a première do primeiro filme da série Star Wars, em 1977."

Foi criado um manifesto para celebrar o primeiro Dia do Orgulho Nerd, que incluía a seguinte lista de direitos e deveres dos nerds:
Direitos
 1. O direito de ser nerd.
 2. O direito de não ter que sair de casa.
 3. O direito de não gostar de futebol ou de qualquer outro esporte.
 4. O direito de se associar com outros nerds.
 5. O direito de ter poucos (ou nenhum) amigo.
 6. O direito de ter o tanto de amigos nerds que quiser.
 7. O direito de não ter que estar "na moda".
 8. O direito ao sobrepeso (ou subpeso) e de ter problemas de visão.
 9. O direito de expressar sua nerdice.
10.O direito de dominar o mundo.
Deveres
 1. Ser nerd, não importa o quê.
 2.Tentar ser mais nerd do que qualquer um.
 3. Se há uma discussão sobre um assunto nerd, deve dar sua opinião.
 4. Guardar todo e qualquer objeto nerd que tiver.
 5. Fazer todo o possível para exibir seus objetos nerds como se fosse um "museu da nerdice".
 6. Não ser um nerd generalista. Você deve se especializar em algo.
 7. Assistir a qualquer filme nerd na noite de estreia e comprar qualquer livro nerd antes de todo mundo.
 8. Esperar na fila em toda noite de estreia. Se puder ir fantasiado, ou pelo menos com
     uma camisa relacionada ao tema, melhor ainda.
 9. Não perder seu tempo em nada que não seja relacionado à nerdice.
10.Tentar dominar o mundo.

Meu nerd favorito: Sheldon Cooper
Ao ser convidado por uma escola para dar uma palestra, Bill Gates nerd assumido, leu para os alunos 11 regras. A última delas se refere aos nerds: "Seja legal com os NERDs. Existe uma grande probabilidade de você vir a trabalhar PARA um deles."
Acho que foi num filme que eu vi uma garota dizendo que era aconselhável observar os nerds pq os populares da escola acabam se tornando os pobres e funcionários dos ricos nerds, repense sua paquera, hehehe!! 

E em homenagem a esse "dia lindo", vou postar uma foto minha usando meus óculos tipicamente nerds. 

Super geek!!
 Tô linda???

É o que tem pra hj.
#bjmeliga.


UPDATE: Só pra não restarem dúvidas, eu acho engraçado existir um dia do orgulho de ser nerd, mas isso é coisa de mídia e modinha. Na verdade o verdadeiro nerd não curte ser nerd, é ele o principal alvo do tal bullying e ninguém gosta disso. Nerd é o desajustado social e não o descolado. Eu curto, já curtia e vou continuar curtindo várias coisas que nerd curte, mas o fato de eu gostar de estudar e curtir a cultura pop/nerd não basta para eu ser rotulada como tal (odeio rótulos, mas isso é outra história), nunca fui socialmente desajustada, sempre tive muitos amigos e jamais trocaria uma balada por uma partida de RPG.

terça-feira, maio 24, 2011

Toda trabalhada no glamour

Hoje eu fiz uma produção mais elaborada pra ir no cursinho.
Meia calça preta com leve xadrez.
Sapatilha de laçinho preta.
Vestido na altura do joelho e blusa de malha pretos.
Cachecol xadrez branco e preto.
Cabelo meio preso.
Sabe porque de tudo isso? Hoje é dia de lavar roupa e eu não tinha uma calça jeans limpa, kkkkkkkkkkkk.
E o cabelo? Hoje é dia de lavar também, hehehe.
Depois que eu fiz a progressiva ele ficou meio oleoso (iéca) então eu tenho que lavar com mais frequência, mas tá frio....
Mas eu vou lá lavar agora enquanto a maquina bate a roupa, hihihi.

É o que tem pra hj.
#bjmeliga

segunda-feira, maio 23, 2011

Bophe escândalo.

Isso mesmo, kibando Katylene que foi onde eu conheci essa bophiscandalo, com vcs Matheus Verdelho fotografando sua néca odara. Aiaiaiai....
MORRI!!!
Adoro bophe tatuado, adoro bophe roqueiro, adoro bophe com cara de bonzinho que ficou mau, adoro bophe igualzinho a esse.
Eu queeeeero!!

É o que tem pra hj.
#bjmeliga

Evitando dor de garganta e estômago

Vou reclamar:

Se tem uma coisa que eu não tolero é a falta de respeito. Cada um tem direito a ter sua própria opinião a respeito das coisas. Eu posso não entender ou não aceitar a opinião de alguém, o que não me dá o direito de tentar impor a minha. Isso é falta de respeito. Por mais que eu acredite que a minha opinião seja a certa não posso tentar mudar a do outro. No máximo expor a minha para que a pessoa pense a respeito.
Ontem eu fiquei muito aborrecida porque uma pessoa que se diz cristã me julgou, me condenou e me amaldiçoou, sem maldade nenhuma, claro, afinal ela é cristã, só constatou o fato de que devo ser filha do capeta, ou parente próxima. Mas falando sério, essa pessoa acredita em coisas diferente das que eu acredito. Quando entendeu meu ponto de vista fez uma coisa que eu achei uma puta falta de respeito. Disse com todas as letras que eu ía sofrer muito e porque quem não aprende pelo amor aprende pela dor. Ou seja, ela tá certa e eu tô errada. Só a opinião dela que vale e por isso eu vou para o inferno. É o assunto era religião (eu tento fugir mas ssamerda de assunto me persegue).

Então é assim, não importa se eu tento ser uma pessoa decente, se eu não faço ou desejo o mal intensionalmente a quase ninguém (num vou ser hipócrita, né?). Só porque eu não sou religiosa vou para o inferno? Ah, também vou porque tenho tatuagem e isso significa que eu conspurquei meu corpo, envenenei (palavras dela), mas tomar remédio, mesmo que desnecessariamente não é se envenenar (ok, não vou enveredar por essa seara porque é muito árida e não comungo de tal opinião).

O fato é que se existe mesmo um deus, ele não se importa com seus atos e sua índole, só com a sua submissão. É isso então?

Então tá fácil, vc mata, rouba, fere, destrói, machuca, ofende depois se arrepende, entra pra uma igreja reza até esfolar os joelhos e pronto, tá salvo.

Eu queria ser simplista assim, ignorante assim. Acreditar em coisas como essa. Seria mais fácil. Mas pra mim essa "crença" sem explicação não basta. Respostas baseadas em fé não me satisfazem. Eu preciso de mais, preciso que faça sentido de maneira lógica. Preciso que seja no mínimo coerente e explicável. Cientificamente possível, mesmo que eu não entenda todos os trâmites da coisa em si.

Alguém disse uma vez (não sei quem foi) que "a ignorância era a chave da felicidade", isso sim faz sentido.

É o que tem pra hj.
#bjmeliga

Sintomas e suas causas:

Este alerta está colocado na porta de um espaço terapêutico

O resfriado ocorre quando o corpo não chora.
A garganta entope quando não é possível comunicar as aflições.
O estômago arde quando as raivas não conseguem sair.
O diabetes invade quando a solidão dói.
O corpo engorda quando a insatisfação aperta.
A dor de cabeça deprime quando as duvidas aumentam.
O coração desiste quando o sentido da vida parece terminar.
A alergia aparece quando o perfeccionismo fica intolerável.
As unhas quebram quando as defesas ficam ameaçadas.
O peito aperta quando o orgulho escraviza.
O coração infarta quando chega a ingratidão.
A pressão sobe quando o medo aprisiona.
As neuroses paralisam quando a"criança interna" tiraniza.
O plantio é livre. A colheita, obrigatória.


P.S.: Normalmente, o(s) sintoma(s) ocorre(m)  3 dias após o
"acontecido".  Descubra o que te prejudicou e coloque para fora, em
conversa com amigos ou com um profissional, que vc se cura!!!
Sua saúde e sua vida dependem de suas escolhas!!!


Achei esse texto interessante, por mais cética que a pessoa seja, tem que admitir que passar raiva dá mesmo dor de estômago.
Se os sintomas forem realmente causados pelos males alí descritos, eu vou ficar resfriada e com dor de garganta em breve...
Agora as dores de cabeça e alergia fazem sentido, e também porque eu parei de engordar, hehehe.
Mas de diabetes e infarto eu não morro.


É o que tem pra hj.
#bjmeliga

domingo, maio 22, 2011

Domingo é dia de ir no cinema.

E eu fui. Tava a fim de assistir "Piratas do Caribe - Navegando em águas misteriosas".
Na minha opinião o Johnny Depp deveria fazer o capitão Jack Sparrow pra sempre. Tipo nunca acabar a franquia, virar uma série mesmo, porque é bom demais. Eu soube que pelo menos o quinto e o sexto filme estão garantidos, #todoscomemora\o/.
Se fosse outro ator não seria tão bom, Johnny Depp parece que nasceu pra fazer esse papel. Antes da estréia do primeiro filme os executivos da Disney ficaram preocupados, odiaram o personagem achando que era muito afetado e extravagante. Johnny explicou que tinha se inspirado em uma personalidade real, o roqueiro Keith Richard, dos Stones, e deu tão certo que Keith fez pequenas participações nos dois últimos filmes da série como o pai de Jack Sparrow, ficou perfeito.


O filme é ótimo, como sempre. Mas eu cometi o erro de ir no primeiro fim de semana. Dei sorte de não pegar fila, mas foi porque eu comprei o ingresso pra sessão das 15:15 às 14:15. Eu queria o das 14:30, mas não tinha mais. O chato é que tinha uma "galera" ocupando a fila inteira atrás da minha e o muleque de uma ponta insistia em conversar com o da outra, porra devia ter sentado do lado, né? Mas enfim, só pra me recordar porque eu sempre acabo perdendo os "blockbusters". Vou enrolando pra não passar por isso e qdo decido ir já saiu de cartaz...


Mas voltando ao Johnny Depp. Ele é incrível e ainda um gato. Foi um dos primeiro atores por quem eu suspirei na minha adolescência e ele ainda parece ser o mesmo.Lembro dele no seriado "Anjos da Lei", bem novinho.

Olha só que "guti guti"... Um lindo, né?
Ele fica bem no papel de galã tanto quanto nos mais bizarros que ele curte tanto fazer, como o Edward mãos de tesoura, o Chapeleiro Maluco, O Willy Wonka. Acredito que qualquer personagem que ele fizesse o teria consagrado. Ele deixou de fazer papéis que tornaram os atores que fizeram ídolos, como o "Neo" de "Matrix", ele era aprimeira opção, descartado na última hora, e em "Velocidade Máxima", também de Kaennu Reeves ele recusou o papel do policial Jack. Também era ela a primeira escolha para o "Sr. e Sr.a Smith" (Jennifer Aniston teria gostado muito se ele tivesse feito esse papel, hehehe).
Já foi considerado rebelde, briguento e hoje é astro de primeira grandeza, garantia de cinema lotado. Além de lindo é muito charmoso e talentoso. Eu sou fã.

Bete faria hein...
Ooh lá em casa...

É o que tem pra hj.
#bjmeliga.

sexta-feira, maio 20, 2011

Sou brasileira com muito orgulho.

Se eu pudesse fazer uma escolha, baseado no que sei hoje, não sei se escolheria ter outra nacionalidade. Eu não conheço pessoalmente outros países fora da América do Sul (ok, fora o Brasil só o Paraguai), mas tenho orgulho de ser brasileira. Por muitos motivos, defendo meu país, nossas leis e as coisas certas que acontecem. Não relevo os erros, na verdade sofro muito quando sei de noticias vergonhosas, como a história daquela mãe, que foi acusada de ter colocado cocaína na mamadeira da filha e provocado sua morte. Ela foi condenada pela mídia, foi torturada, estuprada, humilhada, não enterrou a própria filha e no final era inocente. E pior, ninguém pagou pela morte da criança e pelo estupro que ela sofreu. Histórias como essa me deprimem. Mas são a exceção e não a regra. Isso poderia ter acontecido em qualquer lugar, mas aconteceu no Brasil.
Mas hoje eu recebi um email que achei bacana, não sei se realmente foi escrito por uma holandesa, não sei quem ela pode ser, mas as informações que dele constam são verdadeiras, o problema é que a gente não dá muito valor. Não sei se só o brasileiro é assim, a gente prefere olhar o defeito e ignorar a qualidade. Eu faço isso, comigo, com minha aparência, por exemplo. Sei que não sou feia, tenho olhos bonitos, minha pele é ótima, mas eu sempre me concentro no que eu não gosto, meu peso, minha altura... Nesse ponto eu queria ser americana. O raça que sabe salientar as qualidades e camuflar os defeitos, viu. Mas voltando ao email, que vou colar aí embaixo, eu gostei dele porque faz a gente refletir sobre o nosso país, nossa pátria. Nós somos bem mais que futebol e samba. E eu tenho orgulho disso.


UMA ESCRITORA HOLANDESA ESCREVEU SOBRE O BRASIL:
 
Os brasileiros acham que o mundo todo presta, menos o Brasil, realmente parece que é um vício falar mal do Brasil. Todo lugar tem seus pontos positivos e negativos, mas no exterior eles maximizam os positivos, enquanto no Brasil se maximizam os negativos. Aqui na Holanda, os resultados das eleições demoram horrores porque não há nada automatizado.
Só existe uma companhia telefônica e pasmem!: Se você ligar reclamando do serviço, corre o risco de ter seu telefone temporariamente desconectado.
 
Nos Estados Unidos e na Europa, ninguém tem o hábito de enrolar o sanduíche em um guardanapo - ou de lavar as mãos antes de comer. Nas padarias, feiras e açougues europeus, os atendentes recebem o dinheiro e com mesma mão suja entregam o pão ou a carne.
 
Em Londres, existe um lugar famosíssimo que vende batatas fritas enroladas em folhas de jornal - e tem fila na porta.
 
Na Europa, não-fumante é minoria. Se pedir mesa de não-fumante, o garçom ri na sua cara, porque não existe. Fumam até em elevador.
 
Em Paris, os garçons são conhecidos por seu mau humor e grosseria e qualquer garçom de botequim no Brasil podia ir pra lá dar aulas de 'Como conquistar o Cliente'.
 
Você sabe como as grandes potências fazem para destruir um povo? Impõem suas crenças e cultura. Se você parar para observar, em todo filme dos EUA a bandeira nacional aparece, e geralmente na hora em que estamos emotivos.
 
Vocês têm uma língua que, apesar de não se parecer quase nada com a língua portuguesa, é chamada de língua portuguesa, enquanto que as empresas de software a chamam de português brasileiro, porque não conseguem se comunicar com os seus usuários brasileiros através da língua Portuguesa.
 
Os brasileiros são vitimas de vários crimes contra a pátria, crenças, cultura, língua, etc... Os brasileiros mais esclarecidos sabem que temos muitas razões para resgatar suas raízes culturais.
 
Os dados são da Antropos Consulting:
 
1. O Brasil é o país que tem tido maior sucesso no combate à AIDS e de outras doenças sexualmente transmissíveis, e vem sendo exemplo mundial.
 
2. O Brasil é o único país do hemisfério sul que está participando do Projeto Genoma.
 
3. Numa pesquisa envolvendo 50 cidades de diversos países, a cidade do Rio de Janeiro foi considerada a mais solidária.
 
4. Nas eleições de 2000, o sistema do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) estava informatizado em todas as regiões do Brasil, com resultados em menos de 24 horas depois do início das apurações. O modelo chamou a atenção de uma das maiores potências mundiais: os Estados Unidos, onde a apuração dos votos teve que ser refeita várias vezes, atrasando o resultado e colocando em xeque a credibilidade do processo.
 
5.. Mesmo sendo um país em desenvolvimento, os internautas brasileiros representam uma fatia de 40% do mercado na América Latina.
 
6. No Brasil, há 14 fábricas de veículos instaladas e outras 4 se instalando, enquanto alguns países vizinhos não possuem nenhuma.
 
7. Das crianças e adolescentes entre 7 a 14 anos, 97,3% estão estudando.
 
8. O mercado de telefones celulares do Brasil é o segundo do mundo, com 650 mil novas habilitações a cada mês.
 
9. Na telefonia fixa, o país ocupa a quinta posição em número de linhas instaladas.
 
10. Das empresas brasileiras, 6.890 possuem certificado de qualidade ISO- 9000, maior número entre os países em desenvolvimento. No México, são apenas 300 empresas e 265 na Argentina.
 
11. O Brasil é 1º maior mercado de jatos e helicópteros executivos do mundo.
 
Por que vocês têm esse vício de só falar mal do Brasil?
 
1. Por que não se orgulham em dizer que o mercado editorial de livros é maior do que o da Itália, com mais de 50 mil títulos novos a cada ano?
 
2. Que têm o mais moderno sistema bancário do planeta?
 
3. Que suas agências de publicidade ganham os melhores e maiores prêmios mundiais?
 
4. Por que não falam que são o país mais empreendedor do mundo e que mais de 70% dos brasileiros, pobres e ricos, dedicam considerável parte de seu tempo em trabalhos voluntários?
 
5. Por que não dizem que são hoje a terceira maior democracia do mundo?
 
6. Que apesar de todas as mazelas, o Congresso está punindo seus próprios membros, o que raramente ocorre em outros países ditos civilizados?
 
7. Por que não se lembram que o povo brasileiro é um povo hospitaleiro, que se esforça para falar a língua dos turistas, gesticula e não mede esforços para atendê-los bem?
 
Por que não se orgulham de ser um povo que faz piada da própria desgraça e que enfrenta os desgostos sambando..
 
É! O Brasil é um país abençoado de fato.
Bendito este povo, que possui a magia de unir todas as raças, de todos os credos.
 
Bendito este povo, que sabe entender todos os sotaques.
Bendito este povo, que oferece todos os tipos de climas para contentar toda gente.
Bendita seja, querida pátria chamada
Brasil!!

É o que tem pra hj.
#bjmeliga.

quinta-feira, maio 19, 2011

Unhas da semana

Olá amiguinhos, hoje tá muito frio. Parece até PP. Porrãh, não tamo no inverno ainda e já tá desse jeito, putafaltadesacanagem viu. Num dá vontade de fazer nada, uma merda. Mas a vida continua e a gente que que mexer o traseiro gordo se quiser continuar por aqui nesse planeta, né?
Então vamos as unhas da semana, kkkkk.
Hoje eu me rendi aos flocados. Passei o "dragão negro" da Ana Hickmann, e por cima o flocado "labamba" da Hits, que dá esse colorido bem locão aí.  A cobertura é bem lisinha, diferente dos gliters. Mas demora um pouco mais pra secar, então tem que ter cuidado. Duas camadas do preto e uma da base flocada e ficou bem legal.

Fiquei bem feliz agora a pouco, consegui recuperar (traduzindo, apareceu sozinho) aquele post que tinha sumido no dia 12. Publiquei aí em baixo. Eu curti escrever, tomara que vc curta ler (kkkk tipo facebook).

E por falar em FB, li no de um amigo hj uma frase muito legal, era sobre o dia dos namorados. Tem toda uma pressão psicológica pra gente arrumar um bophe até o dia 12 de junho e parece que se uma pessoa passa o dia dos namorados sem namorado vai morrer encalhada numa praia do litoral sul de SP, kkkk. A frase dizia assim: "Porque é que eu tenho que passar o dia dos namorados com um namorado? Eu não passo o dia do índio com índios e nem o dia da árvore com árvores." G-E-N-I-A-L.

É o que tem pra hj.
#bjmeliga

Não gosto de ISMOS, não passam de rótulo.

(OLHA QUEM VOLTOU, MEU POST SUMIDO, TODOS COMEMORA \o/.)

Sou anti-sexista. Não acredito que o que uma pessoa tem entre as pernas defina seu caráter e sua personalidade. Eu venho de uma geração machista em um tempo onde o feminismo começou a surtir efeito na educação das crianças. Eu tenho um discurso bem diferente do meu pensamento, isso porque o que falo, geralmente é gozação, mas na seriedade tenho meus princípios, só não os coloco numa bandeira e saio em praça pública.

Conheço muita mulher que "se diz" feminista, mas na hora de fazer algum trabalho mais duro, faz a meiguinha e chama um homem. Não que eu ache que mulheres tenham que carregar mais peso do que aguentam para ser feminista ou ser tratada igual a um homem. Mas cadê coerência?

Eu sou a favor do ser humano. Sou a favor de tratamento igual pelas leis, que todos tenham os mesmos direitos e deveres, isso é isonomia. Como disse Rui Barbosa, justiça é "Tratar os iguais como iguais e os desiguais na medida de sua desigualdade".

Apesar de não levantar a bandeira do feminismo, analisando minha vida, vejo que sempre fui um pouco feminista, desde muito cedo. Quando eu era criança eu já dizia que não queria me casar. Não queria ter uma familia, filhos e uma casa pra cuidar. Não queria ser subordinada a um marido. Não sabia direito o que queria (acho que ainda não sei), mas sabia bem o que eu não queria. Todos diziam que era bonitinho e tal, mas que era coisa de criança.

Bem, eu tenho 36 anos e ainda sou solteira...

Ouvi uma frase sobre os contos de fadas uma vez que fez todo o sentido pra mim. Com direito a licença poética minha, era mais ou menos assim: "Principe encatado meu coockie pra vc, eu prefiro é o Lobo Mal, ele me ouve melhor, me ve melhor e ainda me come...", kkkkk. Mas é sério, sempre me senti atraida pelo Lobo Mal, e ele não casa, né?

Eu acho que ser feminista é bem mais que levantar uma bandeira a favor do aborto, é toda uma atitude. Eu não sou pessoalmente a favor do aborto, mas sou contra a criminalização de quem o pratica. Defendo o direito da mulher dispor do seu corpo. Eu acho que não faria, mas nunca se sabe.

Na hora do vamovê eu sou beem feminista. Não gosto de pedir ajuda a homem só porque é mais forte, me viro. Que nem ontem. Eu sempre tive meu dady pra fazer esses servicinhos pra mim, mas percebi que dou conta de fazer sozinha. Não preciso trocar meu pai por um marido ou pelo zelador do prédio. Posso muito bem manuzear uma furadeira com presteza e também troco pneus furados sem ajuda.

É claro que eu quero um homem pra chamar de meu.
Meu companheiro, meu amigo, meu amante.
Nunca meu dono, meu marido, meu senhor.

Sejamos feministas nos pequenos momentos do dia-a-dia e os homens nos respeitarão como iguais, mesmo que nunca sejamos. Eles são tolos, acreditam que é isso que queremos, hehe. Não acho que seja o que querem as mulheres. Mas será que sabemos realmente o que queremos?

São as pequenas diferenças que nos atraem. Mas nada impede que de vez enquando a gente faça a meiguinha, eles curtem salvar donzelas em apuros, faz bem pro ego. Desde que ficamos independentes eles estão perdidinhos, kkkkk.

Mas acredite, seria muito mais simples ser lésbica, believe me!!

É o que tem pra hj.
#bjmeliga

Escrito em 12 de maio de 2011.

quarta-feira, maio 18, 2011

Alergia.

Ontem fez muito frio em SP, nada comparado com o frio de PP, mas enfim, tive que pegar um cobertor extra. Resultado, fiquei com a garganta peluda, kkkkk. Bom, aí pra conseguir dormir sem cuspir bolas de pelos (kkkkk) tomei um anti-alérgico, aí hj eu passei um dia zumbi, muito sono viu.

É o que tem pra hj.
#bjmeliga

terça-feira, maio 17, 2011

Eu não devia ler livro de não-ficção

Já disse aqui que adoro ler. Muito mesmo. Mas eu não devia ler livros de não-ficção. Saber que aquilo aconteceu de verdade mexe muito comigo. No presente momento eu ando insone por conta do livro "ROTA 66" do Caco Bacellos, eis uma sinópse:

"Rota 66 - A Historia da Policia que Mata é uma obra do jornalista brasileiro Caco Barcellos. O livro ganhou o Prêmio Jabuti na categoria Reportagem em 1993. O livro trata do assassinato de um grupo de jovens de classe média de São Paulo por uma ação equivocada de uma unidade das Rondas Ostensivas Tobias de Aguiar (Rota). A partir deste ponto o fato se torna o elo entre tantos outros assassinatos sem explicação realizados pela policia militar. O livro foi feito após o assassinato jovens de classe média, por engano, o jornalista em busca dos fatos e as milhares de histórias de violência policial na grande São Paulo.Uma pequena história que desencadeia casos onde a policia atira antes de perguntar. O livro-reportagem de Caco Barcellos, além de buscar transcrever a realidade, mostra também um pouco do dia a dia do repórter investigativo. Em sua busca pelos casos semelhantes ao do Rota 66, o repórter narra sua investigação em lugares pouco agradáveis para maioria das pessoas. Entre pilhas de jornais e documentos em um escritório até madrugadas inteiras dentro de uma espécie de almoxarifado de um necrotério. A narrativa também ressalta anotações e um árduo trabalho de pesquisa em jornais locais, documentos e entrevistas acompanhados dos comentários do jornalista. O livro traz duas historias que atraem o leitor: a primeira o fato em si. A realidade que na maioria das vezes é camuflada pelos órgãos públicos. A policia, que em alguns casos tem de ser sanguinária. O uso do poder de fato. A violência pela violência. Citando nomes e desmascarando a impunidade desses servidores da sociedade que servem apenas a si mesmo desconsiderando a vida alheia. O olhar critico de uma sociedade regrada pela falta de bom senso. Do outro lado o trabalho fascinante de um jornalista. A narrativa rápida envolve o leitor desde os primeiros parágrafos."


  23.abr.1975
Os estudantes Francisco Nogueira de Noronha, 17, João Augusto Diniz, 19, e Carlos Ignácio Rodrigues de Medeiros, 21, são assassinados por policiais da Rota 66, em São Paulo (SP). Os policiais forjaram a cena do crime, na tentativa de incriminar os rapazes, mas foram desmascarados. O crime ficou conhecido como "O caso Rota 66" (Almanaque da Folha)



Talvez seja porque eu agora moro na Grande São Paulo e volta e meia passa por mim uma viatura da ROTA, ou porque quando ocorreu o assassinatos dos jovens de classe média que deu origem ao livro eu morava aqui também. Geralmente a gente lê um livro ou assiste um filme baseado em história real que aconteceu faz muito tempo ou então muito longe. Essa história aconteceu bem perto de mim e continuou acontecendo e isso é bem assustador.

A história desse policiais assassinos (não são todos, mas uma minoria, só que seus atos são muito significativos) consegue ser, na minha opinião, pior do que as ações das milícias no Rio de Janeiro. As milícias, pelo menos, tem razões, ainda que matem por dinheiro, para encobrir outros crimes ou simplesmente para impor o medo, não justifica, mas é entendível. Já esses policiais da ROTA matavam por puro prazer de matar, não era por dinheiro, era pra impor respeito, medo e por tédio, prazer, sei lá. Eles escolhiam algum alvo, preferencialmente homem, negro, jovem, pobre, abordavam e executavam, simples assim, com requintes de crueldade e direito a tortura. E pior, na sua maioria absoluta as vítimas eram inocentes. A periferia de São Paulo aprendeu a temer a ROTA. Se eles viam a viatura só tinham uma chace de sobreviver, conseguir fugir, se eram abordados, era morte na certa.

Eu ainda não terminei o livro, falta pouco, mas o que eu mais queria é que no final estivesse escrito que esse tipo de coisa não acontece mais, que a polícia não mata mais inocentes por puro prazer e que hoje podemos confiar na integridade de toda a coorporação da policia militar, mas não tenho muita esperança...

É o que tem pra hj.
#bjmeliga

segunda-feira, maio 16, 2011

There Are Worse Things I Could Do


Ontem eu baixei o filme "Grease". Adoro, sempre curti, desde que me conheco por gente. Minha mãe comprou a trilha sonora quanda saiu, e eu sei de cór todas as músicas de tanto ouvir. Cantava a lá embromation, mas cantava. Eu assisti esse filme zilhões de vezes e me lembro de ter simpatizado com a Rizzo desde a primeira vez. Pra mim ela é a melhor personagem. O filme se passa numa época em que as mulheres tinham pouca opções. E a virgindade era um prêmio. Rizzo fica grávida e é considerada biscate. Mas eu nunca a vi desse modo. Pra mim ela era a mais forte, a lider, aquela que estava a frente das demais e de seu tempo. Foi crucificada porque viver sua sexualidade como bem entendeu. Era dona do seu nariz numa época que o nariz das mulheres pertencia aos pais e depois era entregue ao marido.
Talvez Rizzo tenha sido minha inspiração para a rebeldia. Eu não torcia pra ela ficar com o Danny e nem com o Kenickie, ela merecia mais. Ela era libertária e foi julgada por isso.
Mas ela era orgulhosa e não era fingida, por isso mesmo impunha respeito e até uma dose de medo.
Nessa canção ela diz isso, sobre ser orgulhosa e que a pior coisa que ela poderia fazer era chorar na frente dele... A música também fala que ela poderia ter ficado em casa, esperando pelo príncipe encantado, por uma sonho que nunca se realizaria, ou poderia ter saído e vivido a vida lá fora, ela ficou com a segunda opção.
Acho que eu tentei ser um pouco Rizzo a minha vida toda.
Bem, Sandy é que eu não fui, hehehe.

É o que tem pra hj.
#bjmeliga

domingo, maio 15, 2011

Da série: "vergonha alheia, só que ao contrário"

Vou mostrar aqui no blog algumas fotos do tipo que a gente queria não ter tirado, pq dá vergonha. Mas como sou boazinha, vou devagar pra não assustar (muito) a galera, kkkkkkkkk.
Na de hoje estou eu e minha amiga Lysian. Motivo da vergonha, esse cabelo cor de milho.
Essa foto foi tirada na época da faculdade, lá em casa. Acho que foi por volta de 1997/98.
Eu já tive cabelo de quase todas as cores, mas teve uma época que eu insisti em querer ser loirona. Aí ficava assim, desse jeito:

Tudo bem que eu tava magrinha, mas gente parecia que era um dos Cullen de tão pálida, kkkkk.
E tem gente que fala que eu fico pálida qdo meu cabelo tá preto. A verdade é que eu fico pálida, ponto. Sempre, seja qual for a cor do cabelo eu fico pálida. Eu sou pálida e fim, kkkkk.
Mas essa cor de milho é feidimais, credo. Acho que eu não tinha amigo nem espelho nesse tempo viu, porque né?


É o que tem pra hj.
#bjmeliga.

sábado, maio 14, 2011

Uma princesa, duas princesas...

Era uma vez, um reino muito distante chamado Coxim, onde vivia uma princesa. Ela era diferente das outras princesas de lá, tinha um estilo diferente, mas era feliz. Um dia ela montou em sua carruagem e foi viver no reino de Dourados. Foi lá que eu a conheci. Seu nome, Luanda. A mina mais rock'n roll do MS, sem dúvidas. Quando eu a conheci tive certeza de que ela era de São Paulo (preconceito meu admito, em terras sertanejas também nascem roqueiros). Nós não convivemos muito, mas sempre que nos encontramos foi muito divertido. Foi ela que me apresentou ao S.O.A.D. (gracias). Lembra do "♫ Uh! Passarinho!!♪"?
Alguns anos se passaram sem que eu tivesse notícias de Luanda. Mas eis que a internet nos reaproximou e agora eu posso saber de sua vida e de sua pequena princesinha Katalin.
Esses dias eu vi o seguinte comentário no facebook da Luanda:

 "Minha filha Ñ se chama mais Katalin, ja tem duas semanas que o nome dela tinha mudado p/ Sid (do desenho Sid o cientista) e agora p/melhorar tudo ñ quer tirar a roupa da branca de neve e só responde se a gente chamar ela de SID DE NEVE.kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk ( o pior é que eu acho legal)".


Sid de Neve, ex-Katalin

Achei simplesmente genial. Nesse comentário pude perceber o quanto essa menina, a princesa Sid de Neves (ex-Katalin) tem potencial para ser feliz. Como ela tem uma das coisas mais importantes para a formação de um caráter, liberdade. Fiquei encatada. É claro que um dia (talvez hoje mesmo) ela vai enjoar da roupa de Branca de Neve e do nome que escolheu, isso se chama crescer. Mas ela já sabe que pode fazer suas escolhas livremente e que terá o apoio da familia sempre. Ela pode até não ter a dimensão do que isso significa, mas ela poderá errar, quebrar a cara que sempre terá força e coragem pra tentar de novo, sabe por quê? Porque ela aprendeu a escolher sozinha. Não foi proibida só por que não era "adequado". Está aprendendo a experimentar e escolher, a ousar. Parabéns Luanda. 


Katalin e Luanda (marca registrada-olhão preto)

É o que tem pra hj.
#bjmeliga

sexta-feira, maio 13, 2011

Saidera.

Eu acabei de ver um video que tenho que compartilhar com vcs:


That's true.
A gente faz isso mesmo. Aquela que não faz que atire o primeiro dildo! Hehehe!
Agora sim.
É o que tem pra hj.
#bjmeliga.

Ok, tô + calma, vamos ao que tem pra hj.

Já me acalmei (um pouco). Dou aquele post por perdido, porque mesmo que eu queria reproduzí-lo, não vai ficar tão bom e por isso vou achá-lo medíocre. Vcs acharem o que eu escrevo medíocre, tudo bem, tá no direito da galera, mas a minha opinião é super importante então vou respeitá-la, tá.
Afinal esse blog é sobre meu umbigo mesmo. Kkkkkkk

Ok. próximo...

Como prometido vou postar as unhas da semana, que eu fiz ontem:
The blue man nail polish
Passei o "Água fresca" da Impala. Duas camadas já ficou bom.
\o/ Oba, vai durar!! É porque qto mais camadas a gente passa, menos tempo dura o esmalte, com raras exceções. Achei ele bem parecido com o "celestial" da Big Universo que eu usei uma vez, mas ainda não postava aqui. Então é novidade, hehehe.



Mas não é só, por apenas um acrescimo de 99,90 hj tem post bônus....



\o/



Vou contar sobre o meu momento TPM/MUDAMOVÉISDELUGAR de quarta-feira. Que me deixou com uma PUTA dor nas costas, kkkk (bem feito).

Meu quarto estava assim: Abre a porta, em frente a cama, do lado da cama a janela, em frente à cama a mesinha do computador e o guarda-roupa. Agora tá assim: Abre a porta, mesinha do computador, do lado da janela, na mesmo parede o guarda-roupa e em frente ele, na parede oposta da janela a cama.

Vejam as fotos de como ficou:

Visào da porta.
Minha cama bem longe da janela
Área de trabalho e diversão.
Detalhes: olha lá no espelho eu fazendo um sinalzinho bocó, kkkk.
(Como eu tenho cacaréco, aff.)
(Essas duas mesinhas vintage eu vou roubar e mandar restaurar, shh!! Num conta pra ninguém)

Essas prateleiras não ficavam aí. A grande tava onde está o guarda-roupa. Eu tirei (difícil), desparafuzei com uma faca sem ponta (todas as ferramentas dessa casa sumiram). Aí eu peguei a furadeira da D. Vera (vizinha) e fiz novos furos pra essa, pra menor onde estão meus perfumes e para o espelho (que eu tive que mudar de lugar tbm).
Teve uma hora que a prateleira tava frouxa e eu pensei: Eu devo estar fazendo isso de um modo muito mulherzinha, muito metódico e perfeccionista,
"Como que um homem resolveria isso?"
- NA PORRADA, CLARO.
Não pensei duas vezes, dei uma cassetada com o martelo, resultado: RESOLVEU. Kkkkkkkk.
Eu virei o guarda-roupas no muke, sozinha, hehehe. Minha vó (de 80 anos) queria me ajudar, ahnrã claudia.
O resto foi moleza. Na verdade a furadeira também foi moleza (tá no sangue né Seu Portela?).

Olha a intimidade da garota:
Dani The Kid...
A furadeira mais rápida do sudeste. Rá!!
E antes que algum hominho diga, é claro que eu sei que na foto ela tá sem broca, eu usei, lembra?

Amanhã farei um post especial sobre a filhota linda e cheia de personalidade de uma amiga minha, aguardem.

É o que tem pra hj
#bjmeliga


P.S. : Agora que eu vi, na primeira foto minha com a furadeira dá pra ver no fundo meu quarto beeem bagunçado, nessa hora eu só tinha furado as paredes, não tinha limpado nem virado o guarda-roupa, por isso o sorriso, ainda não tava doendo nada, kkkk.

PUTAQUEPARIU

Eu tinha escrito um texto super legal na quarta, como já tinha publicado, guardei nos rascunhos pra publicar ontem. Foi um dos melhores que eu escrevi. Aí ontem SAMERDA deu pau e eu não consegui nem acessar. Agora fui abrir pra publicar meu textinho e cadê? Cadê? SUMIU.
Ai que ódio.

Vou chingar muito no twitter!!
Mais tarde eu posto as unhas da semana porque agora eu tô muito puta.

#bjnãomeliga

quarta-feira, maio 11, 2011

R.I.P.

Morri.

Era só.

Grata.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
Kkkkkkkk brinks.
Na verdade eu tô muito, mas muito cansada. Até hj de manhã, minha cama ficava próxima da janela. Infelismente a janela não tem uma boa vedação e eu acordo todo dia com dor de garganta por causa da friagem.
A única solução era mudar a cama para o outro lado, onde ficava o guarda-roupas. Mas aí eu teria que mudar uma prateleira também.
Bom, fui na vizinha na maior cara de pau e pedi a furadeira emprestada. Furei a parede, coloquei não uma, mas duas prateleiras, movi o espelho 05 cm porque senão não caberia. Virei (sozinha) o guarda roupas, e mudei a cama de lugar............................ ou seja, MORRI!
Amanhã, ou depois de amanhã, vai depender do meu cansaço, eu posto uma foto pra mostrar como ficou.
Agora vou tomar um banho e me enfiar no pijama,

É o que tem pra hj.
#bjmeliga.

terça-feira, maio 10, 2011

Osama não morreu.

Osama não morreu, olha aí mais uma prova:

Mas também tem outro video:



KKKK, O primeiro é a inspiração do segundo. RI ALTO!!

Agora deixa eu ir porque hj eu tô embucetada e é melhor nem escrever pra não aborrecer meus leitores.
É o que tem pra hj.
#bjmeliga

segunda-feira, maio 09, 2011

"O" batom.

Imagine um batom de textura perfeita, cor linda (na minha opinião), que fixa bem sem ser difícil de tirar.
E isso ainda não é o melhor de tudo. O melhor vem agora, o preço, míseros R$ 12,90. Isso mesmo menos de treze legais. Esse batom existe. Foi lançado pelo O Boticário em novembro passado como uma edição limitada. Eu comprei um meio sem querer. Tava na loja com um amigo, ele escolhendo um presente e pra passar o tempo fiquei dando uma pinta nas maquiagens, qdo vi esse bebezinho, por esse precinho, comprei. Não sabia que a venda seria tão limitada. Gostei tanto do batom que menos de um mês depois resolvi comprar mais um, porque era lindo e barato. Eis minha surpresa qdo cheguei na loja e a vendedora me disse que já havia esgotado e que não ía voltar. Eu percorri TODAS as lojas do O Boticário de Guarulhos e qdo estive em Ponta Porã também fui procurar e nada. Aí mandei vários emails reclamando dessa miséria de venda para O Boticário (hehehe).

Só que qdo eu fui na loja de Ponta Porã a vendedora acendeu uma luz no fim do túnel. Ela me disse que a procura foi tanta que eles resolveram re-lançar o batom ( \o/ ), até me mostrou o monstruário recém chegado (babádo). Disse que ele estaria a venda novamente dia 09 de maio de 2011, isto é, HOJE.

Bom, munida dessa preciosa informação, hj depois da aula me dirigi à loja do O Boticário mais próxima e comprei o danadinho (claro que com uma pitada de drama, a vendedora demorou horrores pra achar no estoque e disse que talves esse não tivesse chegado ainda).

Eis a preciosidade:
Trata-se do batom 230 rosa-matte, coleção intense. 
Ele é a melhor réplica do SNOB da M.A.C. (o queridinho das internationales celebs), que custa quase R$ 100,00, aqui em SP. No Paraguai custa pouco menos de R$50,00. Mesmo assim, é beeem mais barato comprar o brasileiro do O Boticário, que também não fica devendo em nada na qualidade. Pretendo adquirir mais uns dois ou três, porque a vendedora já me alertou que a venda será reduzida a uns poucos meses.

Aproveitando o post, eis a fotinho que tiramos eu e Paty no Molokos:

Eu e Paty, sem flash, pra variar...

Paty, minha jornalista favorita.
Agora sim.
É o que tem pra hj.
#bjmeliga.

RuPaul Drag Race, 3 temp.

Esse fim de semana eu passei assistindo RuPaul Drag Race, terceira temporada.
Mas Dani, WTF is this? (que merda é essa, em inglês). Se essa foi sua pergunta, vou explicar:

RuPaul é simplesmente a maior Drag Queen de todos os tempos. Ela resume loosho, riqueza e glamour numa única drag. Que ninguém nos ouça, mas a danadinha tem 50 anos e ainda é super power.

Nos EUA as drags tem um tratamento diferente do que em terras tupiniquins. São artistas, tratada como estrelas, que realmente são. Não tô dizendo que não sofrem preconceito, não é isso. É que lá elas tem o espaço na mídia como artistas e não como "curiosidade circense" que apenas gera ibope em programa de tv aberta pela curiosidade de quem não frequenta seus shows. No Brasil os shows de drags fica limitado ao circuito GLS, como um gueto. Pelo menos é essa a impressão que eu tenho. Conheço muita gente que gostaria de assistir uma apresentação de drag queen, mas tem preconceito em ir até uma boate gay. Como elas, geralmente, se apresentam nesses locais, a maioria fica restrita aos videos do youtube.

Mas vamos ao que interessa.

RuPaul Drag Race
RuPaul Drag Race é um programa estrelado e apresentado pela Drag Queen RuPaul, que já está na terceira temporada. Funciona mais ou menos assim, várias drags se inscrevem (tipo ídolos, saca) e as 12 selecionadas participam de um reality show, competindo entre si. Elas tem testadas, toda semana, as habilidades necessárias para ser uma boa drag, como dançar, desfilar, costurar, maquiagem, comportamento, entre outras.

No final RuPaul escolhe a melhor, a próxima "Drag Queen Super Star" que participa de eventos patrocinados pela vodka Absolut além de programas de TV. Também ganha U$ 75.000,00, maquiagem de uma marca que parece ser das favoritas das drags pra vida toda e durante o programa vários outros prêmios.

O melhor episódio foi o 12, em que só haviam cinco delas e a prova era transformar cinco atletas musculosos e heterosexuais em suas irmãs dragqueens, foi ilário, incrível e muito legal.

Vejam as candidatas dessa última temporada:

Seus nomes:


É impressionante o que elas são capazes de fazer com maquiagem.
Carmen Carrera, por exemplo, é um menino bem bonitinho, mas como Drag, ela é um escândalo de linda e adora ficar nua, hehehe.
Alexis Matteo, é um rapaz mais ou menos, mas de drag, fica uma diva.
Manila Luzon, ele é bonito, mas ela é uma deusa, modelo, linda.
Minha favorita, e (atenção Spolier) a vencedora, Raja, é linda, top model, elegante, um loosho, mas como menino, aff, eu fazia viu.... Um gato. Ela é bem andrógina, consegue ser masculina e feminina, deixa a gente confusa, porque parece mesmo ser duas pessoas diferentes.


Eu disse que ela/e é de gêmeos?

Look how cute he is...
Mas o melhor foi a cara sincera da Manila (segunda colocada) quando RuPaul disse o nome da vencedora:


Observem a mudança de "furiosa" pra "falsa contente", hehehe!! Bixa má, adooouro!
 
Mas todos sabiam que ela era meio cobrinha, ela nunca "se fez" de boazinha. Mas no final, fechou com chave de ouro, ao ser entrevistada logo após sua derrota, ela disse a seguinte pérola, aos prantos (detalhe, Raja tem 36 anos e se não me engano, era a mais velha delas todas):


Falsidade é para os fracos, quero ver ser sincera assim, kkkkk!
 É o que tem pra hj.
#bjmeliga.


P.S.: Mais tarde eu posto a foto que tirei com a Paty no Moloko's bar.


sexta-feira, maio 06, 2011

Da série: "vergonha alheia, só que ao contrário"

Então, esse pequeno período que passei na casa de mamy, reencontrei algumas fotos antigas, digo, vintage, porque antiga é a senhora sua avó.
E pra dar inicio a essa série que promete ser um sucesso de público e mídia, vou postar uma foto "boa".
Nessa estou eu e uma amiga em uma das festas da nossa formatura.

Detalhes picantes:

- Eu estava mais magra que hj, mas pelo traje nota-se que "tarra me achando gostosona";
- Eu meio que furei os "zóio" dessa amiga..., babado, comecei a namorar o ex dela, mas ela ainda não se sentia ex, aí já viu né? Vários baphos.
- Essa foi a época em que eu começei a tomar cerveja, ou seja, tomava muuuito;
- Nesse dia eu tomei um puta porre.

Vamos a foto?

Eu me achando "A" gostosa, só isso justifica esse umbigo.
Mudando de assunto, daqui a pouco eu vou me encontrar com a Paty e vamos no Moloko's bar, aqui em Bagulhos mesmo, vou tentar fotografar e amanhã posto alguma coisa.
Agora vou mexer meu traseiro grande e me preparar para este mega evento.

É o que term pra hj.
#bjmeliga







P.S.: Eu dou risada sozinha do que eu mesma escrevo, isso num deve ser um bom sinal.
Sanidade a gente não se vê por aqui.

quinta-feira, maio 05, 2011

Unhas da semana

Lushooo, glamour, riqueza... isso define a mistura que eu fiz nas minhas unhas hoje.

Passei o vermelho "vanguarda" da coleçãp pop 4 you da risqué.
Bom, aí que o vanguarda é bem ralo e eu tive que passar três camadas porque dava pra ver o branco da unha e isso me deixa injuriada. Por cima desse vermelho escândalo eu passei o Hits 368 glitter forte. É um gliter bem vermelho que dá a cara da riqueza pro esmalte. Mas não pode ser pobre na hora de passar, tem que ser generosa, uma camada beem generosa, senão fica com cara de fantasia da ala da comunidade de escola de samba do grupo de acesso de uma cidade do interior do centro-oeste, ou seja pobre.

Vejam a cara da riqueza nessas fotos:
Lushoo, poder e fama. 
Antes que eu esqueça, esse esmalte é muito parecido com um vermelho que eu adoro e que saiu numa edição limitada, o Havana, se não for igual.

É o que tem pra hj.
#bjmeliga.

quarta-feira, maio 04, 2011

O casamento real...

Um casamento como o da semana passada faz as moçoilas românticas sonhar... Não é exatamente meu caso. Não está nos meus planos dividir minhas neuroses com outro ser humano em período integral, meus pais terem me aguentado, tudo bem, eles me colocaram no mundo, mas um pobre estranho, nem pensar!!

Eu até gostei do vestido da Lady Kate:

Simples e elegante.
Mas, convenhamos, isso sim é que são vestidos de princesa. São vestido temáticos, inspirados nas princesas Disney:




Meu favorito!!

Eu esbarrei com esses e outros modelos de vestido de noiva lindos no blog da Lia, deu até vondade de casar, viu. Nem que seja só pra usar um desses, kkkkk.

É o que tem pra hj.
#bjmeliga.


UPDATE:
Esses vestidos são de verdade, estão à venda, foram desenhados pelo estilista de noivas Alfred Angelo, com inspiração nas princesas da disney. Como se fosse o que elas usariam e essa é a coleção de 2010. E o melhor, tem em todos os tamanhos, inclusive GGG, os preços variam de R$ 599,00 à R$ 1.199,00. Onde no Brasil alguém compra um vestido de noiva lindo desses por um preço assim?? No máximo aluga, e usado. Olha o site da disney que faz os vestidos: http://www.disneybridal.com/.

P.S.: Mãe, o Ben Barnes tem 31 anos, não é nenhum bebe. Eu queeeeero!!