quarta-feira, junho 29, 2011

Unhas da semana

Hoje eu tive uma big decepção com o esmalte da semana. Era um esmalte do qual eu esperava mais. Fiquei tanto tempo namorando ele na vitrine até ter coragem de comprar. Depois que comprei fiquei guardando pra uma ocasião especial e quando eu finalmente passei nas unhas, não era nada do que eu esperava. Não criei expectativas do nada, era o eu podia esperar, levando-se em conta a cor da embalageme e o preço, pra dizer o mínimo, porque olhando na internet ele prometia muito mais.
Vamos a decepção?
Trata-se do Impala Cromo- luxo, brilho cromado, prata.
Cadê cromo?
Cadê luxo?
Cadê brilho?
Cadê prata?
Pra mim é um cinza chumbo muito do fosco. Olhem a embalagem e vejam se não é pra levar a pobre consumidora a erro? E custou R$ 11,00.
O prata da Eliana de R$ 1,20 é mais prata cromado que isso, comparem:
Usei em 11 de março.
 O que eu esperava dele? Isso:
Mas aí eu descobri na internet que esse efeito aí só se consegue com um adesivo. Ah, e que não tem no Brasil... Vou procurar no Paraguai.
Mas eu fiquei puta!!!
Existe um esmalte prata cromado que tem um efeito mais parecido com o do dedão aí de cima, é esse:

Mas também não tem no Brasil.
Enfim.
Vou reclamar no SAC da impala, mas vou mesmo, não acho dinheiro no lixo nem em árvores.
É o que tem pra hj.
#bjmeliga

P.S.: Próximo post já estarei no freezer pontaporanense.

Sonhos, again!!!

Essa noite eu tive outro sonho cabuloso. Sonhei que tava em Ponta Porã (normal), que tava super frio (cadê novidade?) e que ía ter um show de rock em Pedro Juan... Oie? Mas não qualquer show de rock, um show do Ozzy Osbourne. Eu passei o sonho inteiro tentando ver o show, tentando ver o Ozzy. mas tinha um ex-participante da banda que queria boicotar o show, queria até arremessar um avião contra o show (ops, acho que aconteceu uma coisa bem parecida.... hehe). Detalhe, o ex-integrante revoltado era ninguém mais que Bruce Dickinson. Acho que era ele porque eu sei que ele sabe pilotar, hehehehehe.
Eu acordei bem na hora que tava dando uma bronca no Bruce perto do ônibus da banda, que era bem legal, e esperando o Ozzy descer umas escadas.

Calma Bruce, eu sei que vc não é mal....
É o que tem por enquanto, vou arrumar minha mala.
Aff... tenho um monte de coisas pra fazer ainda antes de viajar, C-A-R-A-L-E-O....
#bjñmeliga que eu tô ocupada.

terça-feira, junho 28, 2011

Pesadelos... eu curto, kkkk.

Essa noite eu tive um pesadelo nas poucas horas que dormi. Acordei as 4 da madruga e não dormi mais, ninguém merece, viu...
Mas voltando ao pesadelo, sonhei que tinha me casado (Oie?). E que meu husband era uma mistura de Rodrigo Hilbert com Matheus Verdelho. Já que é pra casar né? Tá bom...
Tinha hora que era um, outra hora era o outro, loucura, loucura, loucura....
E olha que eu nem curto muito um lorão viu. Na vedade só tem dois que eu acho sexy, o Rodrigo aí em cima e o Alexander Skarsgard (Eric - True blood).

Acho que é por causa dos olhos. Azuis? Não, pequenos. Adoro homem de olhinhos pequenos.
Ok, eu admito, só chamei de pesadelo por causa da situação "casamento", porque o resto TODO foi muito bom, kkkkkk.
Acho que sei porque ando dormindo mal, é ansiedade, tô louca pra ir pra casa.... quinta-feira chega logoooooooo.
É o que tem pra hj.
#bjmeliga


P.S.: Sabe qual é a melhor coisa de proibir comentários anonimos? Eu posso falar barbaridades, chingar muito que os covardes não tem coragem de replicar, kkkkk. Pobres almas.....oremos.

segunda-feira, junho 27, 2011

Parada gay 2011.

Fui na parada ontem, e tomei uma decisão importante, ano que vem só se for em camarote, porque aff...
Odeio muvuca e quase fui esmagada viva. Tô tão dolorida que passei o dia andando igualzinho ao Ozzy, hehehehe.  Muita gente, e como eu já disse antes eu vi muita gente feia. Mas tinha sorrisos alegres e não estavam lá pra discriminar ninguém, só pra se divertir e lutar por igualdade de direitos. Já na quinta a marcha que era pra ser pra jesus, virou um movimento homofóbico com agressões verbais nos discurssos dos pastores e dos politicos presentes. Isso sim é que é gente feia. Horroroza.

Mas eu soube de uma mulher linda que estava lá na marcha, o nome dela chegou a ficar na lista dos tt's no twiter, que são os assuntos mais mencionados. Seu nome, Jovelina das Cruzes, 68 anos, aposentada evangélica. O que ela fez, vou copiar aqui o trecho de uma reportagem do site iG que estava na marcha intrevistando algumas pessoas:

Entre os milhares de pessoas que participaram da marcha, os temas polêmicos também foram os assuntos principais. A reportagem do iG abordou um grupo de oito jovens que veio de Cidade Adhemar para a marcha e perguntou quais as opiniões deles sobre direitos homossexuais, homofobia, aborto e legalização da maconha. Com visual moderno, estilo emo, todos disseram ser contra a união civil de pessoas do mesmo sexo, aborto e legalização das drogas e defenderam os pastores que consideram o homossexualismo uma prática pecaminosa.Enquanto a reportagem entrevistava os jovens, a aposentada Jovelina das Cruzes, de 68 anos, ouviu a conversa e fez uma intervenção. “Vocês estão falando sobre o que não conhecem. Meu sobrinho é gay e é um rapaz maravilhoso. Ótimo filho, muito educado, muito honesto e estudioso. Já o meu filho é machão e vive batendo na esposa, não respeita ninguém, não para no emprego.”
“Quem defende o homossexualismo e a maconha está aqui a serviço de Satanás”, disse o auxiliar de informática Natanael da Silva Santos, de 19 anos, que foi à marcha usando calça apertada, cinto de taxinhas e a tradicional franja emo.
Quando Jovelina virava as costas para continuar a marcha Natanael, que não se deu por vencido, fez uma observação. “Cuidado, tia. Se o pastor escuta a senhora falando uma coisa dessas ele não deixa mais a senhora entrar na igreja”. E Jovelina respondeu. “Igreja é o que não falta por aí. Se me impedirem de ir em uma, vou em outra. Não tem problema.”


Vejam bem, essa mulher é uma pessoa lúcida e com certeza uma cristã de bom coração. Ela entende as palavras que Cristo pregou e não as distorse, nem aceita as distorsões oferecidas por pastores canalhas. Se todos os evangélicos fossem como ela, não haveria necessidade de tanta luta contra o preconceito.
E eu não precisaria ficar desfiando o rosário sobre esse assunto. Mas infelizmente, ao que tudo indica, ela é a exceção à regra.

Bom, mas voltando ao assunto principal, a parada. O que teve no pouco tempo que fiquei lá?
Eu vi Preta Maria Gil toda linda, gordinha e gostosa em cima do trio, que em seu discurso sutil e recatado mando as Bee tudo se diverti e chupa muita P!<@,  #Alaka.
Vi Martinha divorciada Suplicy, loira e botoxada, mas muito coerente e inteligente. #Aloks.


Encontrei com Fafá e uns bons drink #Alokas, que estava muito bem acompanhada por um bophe escândalo que nos serviu de guarda-costas no meio da multidão. Fiz a Whitney," ♪And IIIIII, will always love youuuuuuuu♫", kkkkkkkkkkkkkk.

Foi o guarda-roupas que tirou a foto.
Por medo de ser assaltada só tirei essas duas fotinhos mesmo. Hoje o bophe me add no FB, vou ver se pego uma fotinha dele pra postar aqui, ALOKA!!!
É o que tem pra hj.
#bjmeliga.

domingo, junho 26, 2011

Olha eu aqui dando opiniões de novo....

Existe um grupo de pessoas que eu não gosto. Ninguém é obrigado a gostar de todo mundo. Esse grupo que vou denominar xxxxxxx, eu julgo todos, pela pequena porcentagem que tive o desprazer de conhecer. Lógico que acabo comentendo injustiças, com certeza, porque se a pessoa vira e me fala que é xxxxxx eu já penso, putz é burra. Porque eu acho sim que todo xxxxxx é burro. Sou preconceituosa? Pode ser, nunca disse que sou perfeita. Quero ter amigos xxxxxxx? Não, obrigada. Corro deles, quero longe. Não sei conversar com gente burra, tenho preguiça, me cansa. Não que eu me ache tão inteligente assim, mas pra mim os xxxxxxx são muito burros, mais inteligente que eles eu acho que sou.
Mas isso não quer dizer que eu desejo mal a todos eles, só aos que me incomodam e as vezes, hehehe. Se eu encontrar um xxxxxx sofrendo uma injustiça ou um agressão, é bem capaz de eu me meter no meio e defender essa pessoa, porque eu sou bem intrometida (acho que vcs já perceberam isso, né?) e odeio injustiça, apesar de como disse acima, cometer algumas. Também não acho que só porque eles são xxxxxxx merecem ser descriminados e terem menos direitos que os demais cidadãos.
Apoio o casamento entre xxxxxxx, acho mesmo que eles tem que ser felizes e viverem a vida em sociedade de forma plena como todo brasileiro. Só que tem um detalhe, esse grupo de pessoas que eu não gosto não tem nenhum direitos tolhidos por serem que são. Não precisam de proteção especial por serem diferentes. Ninguém, pega uma lâmpada fluorescente e acerta a cabeça deles em plena Av. Paulista só porque estão andando de mãos dadas. Se um deles aborda uma pessoa que não seja xxxxxx e que, como eu, não goste muito deles, não tem o menor risco de serem agredidos, porque apesar de serem como são, as pessoas respeitam o direito deles de serem assim.
Eu nem tenho nojo deles, se um deles me comprimentar eu até pego na mão e até dou um abraço (essa frase já foi muito usada por pessoas que se dizem não preconceituosas, acho que eu posso pegar emprestada, né??).
O que eu acho é que ninguém é obrigado a gostar de pessoas diferentes de si, mas respeito tem que ter sim. Respeito é questão de educação, até mais, é questão de lei e de justiça. A gente não pode exigir carinho e amor, mas respeito a gente deve exigir sempre.

Amanhã conto sobre a Parada e minha amiga linda, pq estressei com uma aberração nos comentários.
É o que tem pra hj.
#bjmeliga

Proibido o anonimato. De novo.

Eu tinha liberado o comentário anonimo na esperança inocente de que as pessoas assinassem ao comentar. Porque alguns disseram que estavam tendo problemas com sistema de comentários e para meus amigos poderem se comunicar comigo mais facilmente, liberei. Mas existem algumas pessoas que são MUITO COVARDES e que só conseguem falar o que pensam, escondidas atrás do manto (falso) do anonimoto. Aviso a vcs covardezinhos de merda, que é sim possivel identificá-los, e eu até cogitei tentar fazer isso. Mas eu tenho mais o que fazer, por isso vou simplesmente proibir o anonimo, de novo. Pros queridos que tentarem comentar e não conseguirem, podem falar comigo no facebook.
Não vou me aborrecer mais com gente covarde e babaca.
Pra quem vem aqui só pra encher a minha paciência eu espero sinceramente que as pulgas de mil camelos infestem o vosso cú e que seus braços sejam muito curtos pra coçar.

Mais tarde posto uma foto da minha amigah Fafá e eu na Parada gay.
#bjmeliga.

sábado, junho 25, 2011

Emily the Strange

Ontem meu irmão me deu um presente de aniversário que eu AMEI!!! Não tava esperando ganhar nada dele porque esse mês ele teve que pagar umas contas, de umas merdas, de um filhadaputa com quem ele dividiu apto e que se aproveitou que ele é bonzinho, enfim... tava duro.
Olha que T-U-D-O o livro que ele me deu:

Com a capa de proteção e sem.
Curto muito. Estranha, eu?
A impressão é linda, a história é uma delícia e eu adoro a personagem, mesmo antes de saber detalhes da história dela, eu já me identificava, viu, gatos pretos, mal humorada, sarcástica, hehehe!
É o que tem pra hj.
#bjmeliga

Se eu não fosse eu...

Acho que se eu não fosse eu, eu nem seria amiga de eu. Talves eu gostasse que eu fosse minha amiga, mas eu não seria amiga de eu. Eu sou uma boa amiga, do tipo que vc sabe que pode contar, só não sei ser uma amiga carinhosa, e nem sei ser receptiva aos carinhos e ajuda dos amigos. Eu sou muito complicada, não sei demonstrar meus sentimentos, disfarço um sentimento por outro. Sou de difícil convivência e torturo (levemente) as pessoas que eu amo.

Essa é a pior parte, quem convive comigo sabe. Eu não consigo fazer demonstrações de afeto, eu travo. Quando estou morrendo de saudade aí até dou um abracinho e tal, ou no aniversário (mas é constrangedor), no resto do tempo eu sou intragável. No natal e no ano novo, fico muito constrangida na hora dos abraços e as vezes dou uma fugidinha, mas achei falta de abraçar minha familia no último natal (loka, tô falando). Parei definitivamente de frequentar missa, principalmente por causa daquele momento de dar as mãos para os estranhos do lado, detesto contato corporal com pessoas estranhas, tinha vontade de passar álcool depois.

Sou muito boa..., não sou uma expert na arte de discordar. A pessoa fala alguma coisa que eu não concordo 100%, pronto deu o starte pra eu começar a tortura psicológica. Argumentação é comigo mesmo e domino a arte do convencimento (seria excelente advogada nos EUA). Defendo uma ideia mesmo quando não acredito nela, só pra contrariar. Na faculdade eu participei de um juri simulado, como promotora, baseado num fato real, e condenei a 20 anos os réus, defendendo uma tese, na qual até hoje eu não acredito .

E defendo com tanta veemência que as vezes consigo convencer o pobre interlocutor a mudar de ideia. Não planejo fazer essas coisas, simplemente faço. As vezes fico me imaginando sendo carinhosa, abraçando e falando que amo, e curto a sensação que isso me proporciona, mas na teoria, porque na hora de por na prática só faço merda, depois fico pensando eu fui lá pra ser carinhosa e acabei discutindo... como isso?

Não me restrinjo a parentes não, faço isso com qualquer um que tem o azar de conviver comigo diariamente por mais de uma semana. É terrível. O pobre coitado já tá tendo que olhar pra minha cara mau humorada todo dia e ainda tem que aguentar eu discordando de tudo e sendo sarcástica por esporte? Aff.

As pessoas mais próximas são as que sofrem mais. Deu intimidade eu abuso. Meu pobre pai eu levava as raias da loucura, quantas vezes eu o deixei tão, mas tão irritado que ele chegou a cogitar enfiar a mão na minha cara. E quer saber o pior? Na hora eu até queria levar a porrada, no fundo acho que merecia. Mas não admitia, claro. Uma vez, quando vi que ele fechou a mão num soco eu falei bate que eu vou na delegacia e vc vai preso pela maria da penha... Pode isso Arnaldo????

E minha mãe, quando a gente discorda eu a enrolo (mole fazer isso, hehe) numa teia de argumentação tão bem elaborada que ela perde o controle, e acaba ou concordando comigo pra terminar a conversa, ou dando uns gritos, as vezes ela fia até meio gaga. Eu vou pro inferno, eu sei!!

Minha vítima mais recorrente nos últimos tempos tem sido minha vó, coitada. Ela fala muita besteira, absurdos que deixariam qualquer um louco, e eu tenho me restringindo aos piores, porque senão a gente batia boca o dia todo, sem parar. Ela fala coisas do tipo, tá na geladeira não estraga (tá lá faz uns dois anos), aí eu começo falando que TUDO estraga e ela tem uns argumentos pouco convincentes e a gente acaba discordando e eu perco a paciência.

Trancar É tratar...
Eu juro que tô me controlando, porque além de ela ser uma senhora de 80 anos (mas com um corpinho e cabeça de 60), ela me dá teto, né? Mas ela também é bem loka, o bom é que eu descobri quem eu puxei né? Sabe que eu odeio Ratinho e afins, aí coloca o volume no último, na hora que eu tô estudando e fica me chamando pra ver as bizarrices que passa nessas merdas... pode isso Arnaldo?

Não sei porque faço essas coisas (não tô perguntando), pretendo fazer terapia um dia (quando puder pagar) acho importante. Essa trava que eu tenho em demonstrar afeto tem sido amenizada pela internet, porque eu consigo dizer pras pessoas que eu as amo pelo computador, pessoalmente é mais difícil, mas eu tô me esforçando. Afinal de contas eu quero ser uma pessoa melhor. Alguém de quem eu gostaria de ser amiga.

É o que tem pra hj.
#bjmeliga

sexta-feira, junho 24, 2011

Aloka dos esmaltes.

Sabe aquelas velhinhas solitárias que criam gatos e mais gatos? Então eu tô virando uma, mas ao invés de criar gato eu crio esmalte, kkkkkkk.
Hoje eu fiz um inventário dos meus esmaltes, nem são taaaantos assim tá! A última vez que eu fiz isso foi aqui ó, no dia 22 de agosto do ano passado, e eu tinha 51. O número exato hoje é 96. Isso mesmo, eu tenho 96 vidros de esmalte. Tenho uns repetidos (os preferidos) então ao todo eu tenho mesmo umas 90 cores diferentes. Considerando que em média cada um custa em torno de dois reais, e considerando que eu tenho uns 10 que custam beeem mais que isso, posso dizer que tenho um patrimônio de uns trezentos reais pra mais em esmaltes. Meus bens mais preciosos, KKKKKKKKK.
Não me julgem, eu sei que sou doida.
Querem ver os esmaltes todos?

Na esquerda são os esmaltes da Impala, na direita os da Risqué.

Pela ordem: Hits, Mohda, Eliana, Big Universo, Ana Hickmann, Top Beuty 3D e Sancion Angel 3D.

Esmaltes da Colorama e os Importados.
Todos juntos, nem são tantos assim... ok, eu precisaria de umas duas vidas pra usar tudo, kkkkk.
Guardo nessas caixinhas aí. E tem os apetrechos também.
Olha só que filha organizada a senhora tem D. Ester.
Bom essa é a minha mania, meu jeitinho, hehehe.
Adoro esmalte, acho que não vejo a cor das minhas unhas faz mais de um ano. Brincadeira, esses dias eu tava com tanta dor na nuca que tirei o esmalte num dia, fiz a unha no outro e só pintei no terceiro, kkkk.

É o que tem pra hj.
#bjmeliga.

Não tô aqui pra isso, viu....

As vezes eu tenho vontade de proibir os comentários, porque é cada um que me aparece, viu...
A pessoa lê o tema, dá uma passada de olho no texto e se acha no direito de me esculhambar. Eu queria não me irritar com esse tipo de ignorâncía, mas é difícil. Uma amiga blogueira já me disse que a gente que escreve na internet tem que aceitar as críticas, por mais cretinas que sejam. Tudo bem me criticar, mas pelo menos leia o texto e baseie a crítica no que eu escrevi ao invés de deduzir e sair tirando conclusões.
Não tenho pretensão de formar opinião e nem mesmo de ser lida por muita gente. Escrevo primeiro pra mim, para o meu deleite, e depois para os meus amigos, parentes e conhecidos. A opinião deles pode ser importante pra mim. Deixo os cometários abertos para que essas pessoas interajam com o que eu penso e mesmo a distância possamos manter o diálogo. Mas se outras pessoas lerem, não sou eu que vou impedir, se quiser interagir, desde que seja com coerência e respeito à minha opinião e pessoa, tudo bem.
Ai vem neguinho que não me conhece, não sabe da minha vida e quer me esculhambar, me julgar e supra sumo dos absurdos, me evangelizar. Ahhhhh, vai dar meia hora de bunda vai! Não tô aqui pra isso.
Não tô obrigando ninguém a ler e muito menos a concordar comigo, mas porra, respeita meu espaço.
Isso mesmo esse espaço É MEU!!!
Vou escrever aqui tudo que me der na telha, e nem por isso vou estar disseminando o ódio na internet. Acreditem, se eu quisesse espalhar o ódio saberia exatamente como proceder.
Então fica combinado assim, se você não concorda com o que eu acho, diga, polidamente, sem agressão e ofensas (como me comparar com deputados/pastores que isso é baixaria). Argumente com inteligência e se eu concordar até mudo de opinião, não tenho vergonha disso. Mas se você não gostou, não precisa voltar não. Eu não recebo dízimo por visita, tá!
Não tenho paciência com desinteligência generalizada.
Ah, desabafei!!!
É o que tem pra hj.
#bjmeliga (mas só se vc for lindo, ok?)


P.S.: E quer saber do que mais, não vou publicar os comentários burros e preconceituosos (de quem julgou sem ler, ou pelo menos sem compreender o que eu escrevi). Isso aqui não é uma democracia. E eu sou a ditadora do meu blog, Rá!

quinta-feira, junho 23, 2011

Unhas da semana.

Hoje eu fiz minhas unhas, passei uma cor beeem babadeira porque domingo eu vou na Parada Gay e as unhas tem que estar um lushoo.
Vejam:

São dois esmaltes da Hits. Primeiro passei duas camadas do "Valquiria", da coleção TITITI, um preto com pequenos brilhos azulados, mas que mal da pra ver esse azul nas unhas. Mas não tem problema, vc quer azul, vai ter azul. Depois passei uma camada do azul flocado "Twist", que pra mim é o mais bonito da coleção de flocados da Hits. Dependendo do ângulo o brilho fica azul ou verde esmeralda, L-I-N-D-O.
Eu curto um flocado, viu...
É o que tem pra hj.
#bjmeliga.

Ódio cristão

Antes de mais nada quero deixar claro que eu não estou agredindo ninguém, só expressando minha opinião. Não generalizo, sei que nem todos os crentes são assim, mas os que estão na midia hoje passam esse recado.
Não sou nem gay (se fosse não teria problema nenhum em dizer) nem religiosa. Mas obviamente só simpatizo com o primeiro grupo, que não faz mal a ninguém, já o outro...


A história é cheia de exemplos de conflitos religiosos. Uma religião não concorda com a outra e começa uma guerra entre elas, por disputa de espaço e fiéis. Muitas dessas guerras chegaram as vias de fato. A chamada guerra santa, a inquisição, a caça as bruxas, entre outras. Gente matando gente em nome de Deus...

O fato é que a religião é a mais antiga forma de manipulação das massas. Consola os oprimidos e oprime os inimigos.
Mas que inimigos? Porque precisam sempre ter um inimigo? Se Cristo realmente existiu e veio à Terra, não foi nada disso que ele pregou. Que eu sáiba ele pregou o amor ao próximo e a tolerância e não a busca de um inimigo comum. Também não foi ele que criou as religiões, nenhuma.

Quem inventou a religião foi o homem. E o homem é falho. As religiões falam em juizo final, julgamento pelo pai, mas tem uma frase atribuída a Jesus que ele diz: "nenhuma ovelha do rebanho de meu pai se perderá". Certo? Então porque fingir ser o que não é? Porque ficar cuidando da vida dos outros e alegando que serão julgados e tal. Ninguém vai se ferrar no final.

Mas nem é esse o ponto.

Essa semana a bancada de vereadores evangélicos (ai cadê Estado laico?) da cidade de São Paulo, tentou aprovar um projeto criando o "Dia do orgulho hetero". Oie? Orgulho hetero? Que merda é essa? Existe o dia do orgulho gay porque os gays são uma minoria carente de direitos e maltratada pela sociedade.  Um dia do orgulho hetero faria apologia ao preconceito, à perseguição sexual, ao ódio que os cristãos tem sempre de um grupo.

E a bancada evangélica do congresso (de novo, cadê Estado laico), que ao invés de defender direitos como saúde, educação, transporte público, salário digno, fica barrando o PLC-122, que é o projeto de lei que instituirá a homofobia como crime. Só pra constar eles podem até ter sido eleitos com votos de evangélicos, mas (deveriam) representam TODA a população, inclusive os gays.

Mas porque precisamos de uma lei que institua a homofobia como crime?
Porque nosso país é atrasado em termos de educação e seu povo é preconceituoso. Mas até ai, dá pra tolerar, a lei é necessária porque esses sem educação estão pegando em armas para matar homossexuais, simplesmente por serem diferentes (as vezes por serem iguais e não se aceitarem, né?) O número de homicídios e violência contra pessoas gays no Brasil é assustador, e isso precisa parar. Mas os deputados evangélicos (preconceito) preferem fazer vista grossa e lutam para impedir a aprovação dessa lei.


Quando o STF, numa decisão incrível (eu disse que isso ía acontecer) concedeu direitos aos casais homoafetivos (termo bonitinho e jurídico) a população cristã insurgiu contrária a isso. Tinha um advogado da Igreja católica argumentando contra no plenário do STF. Se eu fosse esse cara teria vergonha de me olhar no espelho, aff.
E eu pergunto, porque raios dar direitos a pessoas gays incomoda os ditos cristãos? Não se está tirando de um para dar ao outro. Apenas nivelando, igualando. Corrigindo um erro vergonhoso, só isso.


A Parada Gay de São Paulo é a maior do mundo, todos sabem disso. No ano passado ela aconteceu no dia 06 de junho (eu tava lá). A Marcha para Jesus (que eu não entendi ainda qual o intúito) foi no dia 03 de junho. Esse ano a Parada se realizará no domingo agora, dia 26 de junho (eu vou de novo). A Marcha para Jesus dos evangélicos, está acontecendo hoje.

Porque essa perseguição? Porque eles precisam tanto de um inimigo?

As pessoas fracas ficam fortes quando se unem por um ideal. Quando lutam em conjunto. Sabendo disso, a  igreja sempre insurge seus fiéis contra um grupo e com isso atraem "público" e lucram mais (sem hipocrisias, tá?). Sempre precisam de um alvo, alguém para odiar. Já tiveram como alvo os judeus, os pagãos, os roqueiros (endemoniados), as bruxas e chegou a vez dos gays..
Mas não se iludam, não é só pelo dinheiro que arrecadam com os pobres e tolos fiéis.
Esses cristãos precisam olhar para o outro e odiá-lo porque se não tiverem pra onde olhar e apontar, vão ter que olhar para si mesmos. E aí podem não aguentar a visão do vazio e da escuridão que os habita.

É o que eu penso, meu jeitinho.
É o que tem pra hj.
#bjmeliga


E a carapuça segue servindo, hehehe.
Antes de me esculhambar nos cometários leiam o texto com atenção, ok?
Ah, e porfavor, não tentem me evangelizar, não quero fazer parte de nenhuma religião.
Respeitem minha escolha.

quarta-feira, junho 22, 2011

Corinthianos somos nozes!


Agora a pouco ouvi na rádio um locutor santista se dizendo indignado com um corinthiano porque o mesmo disse que hoje o Peñarol é o Brasil na Libertadores. Hoje é a final da Libertadores entre Santos e Peñarol. Ele fez uma defesa apaixonada pelo amor ao próximo e disse, basicamente, que corinthianos não tem amor no coração e odeiam todos os outros times.

Discordo. Na verdade é ao contrário.

Você não ouve uma pessoa dizendo que torçe pro São Paulo e que é anti-palmeiras, ou que é palmerense e que é anti-santista. Mas quem não é corinthiano é anti-corinthiano. Simples assim. Todos dizem isso. Então o que esse locutor espera, que nós corinthianos torçamos para o Santos hoje a noite?

MANEMFUDENDO.

Na verdade se o Corinthians não está envolvido na final de um campeonato a gente não está realmente interessado no resultado. O corinthiano não tem interesse nos demais times, só no Corinthians.
A gente ouve os outros torcedores, e esse locutor não é exceção, dizendo que lá não sei onde, torçe pro time tal, por exemplo, ele disse que na Espanha torçe para o Barcelona. Taí a diferença. Na Espanha, em São Paulo, no Haiti ou o raio que o parta, eu sou corinthiana. SÓ. Que fenomeno estranho é esse que acontece com esses torcedores que basta mudar de CEP que muda de time? Eu sinceramente não consigo entender. Claro que não são todos, mas a maioria é assim.

Posso até gostar de ver esse Barcelona de agora jogar, quem não gosta? Por ter vivido a maior parte da minha vida na fronteira com o Paraguai, eu sou simpática ao Cerro Porteño. Meu avô paterno era torcedor doente do Internacional de Porto Alegre e por isso eu tenho uma simpatia a esse time também. Já gostei de ver o Real Madri jogando, já achei o time do Manchester bom, mas daí a dizer que torço, tem uma distância imensa. Quer dizer que se o Santos do nosso amigo locutor for jogar na Espanha contra o Barcelona ele vai torcer pelo Barcelona?

O amor que eu tenho pelo meu time independe de resultados. Ganhando ou perdendo eu sou corinthiana e no fundo eu acho que isso tem ligação direta com caráter. Acho mal caráter quem troca de time toda hora, minha opinião, meu jeitinho. Não confio em quem torçe pra vários times com a mesma paixão, gente instável, tarja preta neles.

Todos os outros torcedores escolheram um time e fazem parte de sua torcida. O corinthiano não escolhe, nasce, as vezes até demora um pouquinho, mas não escolhe, descobre. É assim.
E não é o Corinthians que tem uma torcida, mas ao contrário, é a torcida que tem o Corinthians.

No Brasil, quem torçe e gosta de futebol ou é corinthiano ou é anti-corinthiano. Ou seja, minha tese é que todos de uma forma ou de outra, são corinthianos, para todos o Corinthias tem sua importância e, por teimosia ou para não ficar chato mesmo, os que se declaram anti-corinthiano escolhem outro time qualquer. E nessa hora tanto faz.

Existem palmerenses que já foram saopaulinos, santistas que eram flamenguistas, e assim por diante. Mas não existe ex-corinthiano.

Esse locutor também contou, em tom de deboche, que o Barcelona "escolheu" os maiores times brasileiros e deixou o Corinthians fora da lista. E o que nós, a torcida achamos disso. Nada. O que é que nos importa o que o Barcelona acha? Não somos paga-pau de europeu. De verdade mesmo, a única opinião que importa ao corinthiano é a do outro corinthiano. Para o corinthiano só o Corinthians importa. Talves a opinião da Fifa, e essa reconhece nosso título mundial, mas mesmo que não reconhecesse, foda-se!

Nós sabemos e sentimos assim e nada do que alguém de fora diga vai mudar isso. Corinthians é mais que um time de futebol, é um estado de espirito, uma força da natureza, um ser mais do que querer. Tá no sangue e só quem é sabe como é. Os outros são os outros, e só.
Mas no fundo corinthianos somos todos nozes.

É o que tem pra hj
#bjmeliga

P.S.: Esse time aqui eu ía gostar de ver jogando, hehehe.

Nem precisa aquecer.

terça-feira, junho 21, 2011

E se...?

Tava vendo um video no youtube e pensei (é eu sei pensar, hehehe), e se minha mãe, nos idos do ano de 1970, ao invés de curtir o rock malemolente  iêiêiê dos meninos de Liverpool,  vulgo Beatles,

Tudo feioso.

...e o galã-mela-cueca-latin-lover Jerry Adriani,

Ela tem esse disco, juro.

...curtisse um heavy metal britânico tipo esse do Black Sabbath:


...desse lindo, o Ozzy, ai ai ai???
Será que ela tinha casado com meu velho pai?
Será que eu e meus irmãozinhos teriamos nascido?
Será que ela tinha despirocado e virado groupie?
E se ela tivesse ainda assim casado com o Seu Portela, será que hoje eu curtiria sertanejo (iéca)??
Pensa aê...

...MEDO....

É o que tem pra hj.
#bjmeliga

Já foi, tá tudo bem agora!

Pronto, passou, passou. Chega de falar de aniversário e de idade. Esses assuntinhos sem graça e tal. Agora vamos a novidades, tenho um monte de coisas legais pra contar, empolgantes mesmo, vai ser incrível. Vocês não perdem por esperar. Estou cheia de ideias novas sobre várias coisas,como por exemplo ..... que é que eu tava falando mesmo? A tá, lembrei, hehe. Então como eu ía dizendo tem um assunto super legal que eu vou abordar que é... é... aff, tava na ponta da língua. Ok, deixa pra lá, tem mais coisa, eu tive uma ideia super legal, acho que a gente podia.... sobre o que que era mesmo?? Ai meu delz, num tô lembrando de nada. Se eu fosse jóvis ía dizer que tinha fumado aquele negócio, como chama? Aquele troço que diz que faz perder a memória? Como é? Sei lá. Mas como eu sou idosa, deve ser alzheimer mesmo.
É o que tem pra hj.... é isso?
#bjmeliga

segunda-feira, junho 20, 2011

Chegou o dia.

Pois é, é hj, chegou o dia de ser amada por todo mundo independente da escrota que eu possa ser, RÁ!!
É pra isso que serve o aniversário, pras pessoas te amarem, porque se a gente for pensar com lógica, quem merece o parabéns é, principalmente, a mãe do aniversáriante, coitada. Foi ela que carregou o dito cujo na barriga por nove meses (no meu caso quase dez) e foi ela que sofreu todos os impalpérios da gestação e ainda as dores do parto (dessa mamy se livrou em parte, cesária). Como se não fosse só, foi a pobre que passou noites em claro e preocupações sem fim pra que o aniversáriante chegasse a idade que chega na data de hoje. Então hoje eu dou parabéns é pra Dona Ester e de tabela pro Seu Portela que foram os responsáveis por essa pessoa metida a esperta e a engraçadinha, teimosa, birrenta, debochada e mau humorada que eu sou hj.

Ok, mas as convenções nos obrigam a presentear e parabenizar o infante, né não? Graças a isso hoje eu já recebi muito amor e carinho de muitos amigos queridos pela internet (pq estamos longe), pelo telefone (Mamy and Dady) e pessoalmente, bem cedinho, do meu irmãozinho amado (por enquanto só ele). Não pensem vcs que eu vou ficar lembrando alguém do meu aniversário (a internet tá aí pra isso, né? hehe), na verdade se esquecerem eu nem ligo, mas não me venha pedir que eu lembre porque isso não vou fazer. Acho humilhante, parece que tô mendigando um abraço... eu hein!!
Bom, mas presente são bem aceitos e quem tiver interesse entre em contato que fornecerei um endereço adequado.
Aqui vão algumas dicas de presentes que me fariam, muito, mas muito feliz:


Qualquer exemplar dos acima citados, um ou mais que seja semelhante estarei imensamente satisfeita.
Desde logo agradeço.
É o que tem pra hj.
#bjmeliga.

P.S.: Vou almoçar no MacDonalds porque num sou obrigada a comer omelete (nada contra) justo hoje, né? Eu sempre me preocupo em preparar algo especial pelo menos, pro almoço de quem vive comigo, mas eu sou eu.

domingo, junho 19, 2011

Mama i'm coming home...




Eu disse que to bem loka essa semana, né? Pois é. Tô completamente apaixonada pelo Ozzy Osbourne, kkkk. Amo muito a voz, a música, o estilo, a aparência, tudo. Eu tô naqueel grau de fã que reconhece as músicas no primeiro acorde, hihihi. Não sei como não gamei nele antes, acho que eu não tava prestando atenção. Agora mais do nunca amo muito o meu apelido no Paraguai - Dani Osbourne, lá a galera me chama assim mesmo, hehehe. Só tenho vontade de ouvir Ozzy e Black Sabath, ALOKA!!!
Essa música mesmo, o nome diz tudo, é issaê, mamy tô voltando pra casa, coloca a cerveja pra gelar, kkkkk.
É o que tem pra hj.
#bjmeliga.

P.S.: Em menos de 24 h eu serei uma pessoa idosa, vixi.
Pelo menos o inferno astral vai acabar, né? Tomara.

Summertime, please!

Tem a versão de Ella Fitzgerald (maravilhosa) e Louis Armstrong, que é clássica. Mas eu prefiro outra.


A versão muito particular de Janis Joplin (amo muito).


Eu quero verão, calor, ar condicionado, suor, roupas leves, cerveja gelada, maquiagem derretendo, ventilador, banhos frios, tatuagens aparentes, peles humana, chão quente, havaina nos pés, cores alegres.......... aaaahahaaha, cansei desse inverno (que só começa mesmo depois de amnhã), kkkkk.
Eu tô bem loka essa semana viu.

É o que tem pra hj.
#bjmeliga

sábado, junho 18, 2011

Geminiana

Eu tenho um sério problema de déficte de atenção, penso em muitas coisas ao mesmo tempo e não me concentro bem em uma só, isso me atrapalha tanto. Parece que tem várias pessoas dentro da minha cabeça fazendo uma reunião de pauta confusa (geminiana), acho que é por isso que eu nunca vou conseguir escrever um livro. E também porque eu não sei enrolar, criar suspense, sou muito ansiosa.
Por falar em signo, vou descrever um pouco o meu:


GÊMEOS

No amor:


O jeito geminiano de amar não é exatamente o que costuma se chamar de estar apaixonado. É raro presenciar nele situações de arrebatamento, cenas de ciúme ou possessividade. Como preserva muito sua autonomia, respeita igualmente a liberdade e os direitos alheios, preferindo, até mesmo, curtir sozinho alguma mágoa ou desgosto afetivo. No cotidiano de um relacionamento, porém, é o companheiro que participa dos problemas e necessidades, sempre disposto a ajudar ou dar sua força nas situações mais difíceis. No contato físico é gentil, carinhoso e cordial, mas também temperamental e, muitas vezes, excêntrico. Nem sempre pode se esperar fidelidade de um geminiano, pois seu estilo descontraído de viver, costuma levá-lo pelos caminhos da aventura, desembocando, com frequência, em relações enroladas e divididas.


A natureza dual do geminiano o faz um amante muito difícil, pois quem se enamorar dele, de pronto se encontrará frente a outra personalidade totalmente distinta da conquistada (e muito difícil de voltar a sê-la).Resulta também muito contrariante seu raciocínio excessivo, já que querem resolver tudo cerebralmente, e não com o coração. Talvez seja esta atitude que o desconcerte, a tal ponto que busca e necessita constantemente de muita compreensão e proteção; por isso necessita de muito amor, ainda que não o dê por igual; e sua necessidade é tal que pode ser facilmente enganado.Necessita estar sempre acompanhado, ainda que de alguém que com quem não esteja totalmente satisfeito, a fim de sentir-se protegido.
Volúvel e cambiante, pode deixar de pronto um amor que parecia ser definitivo, como se nada jamais houvesse acontecido. Seu principal complemento é o mercuriano, pelo que estará satisfeito e será fiel, desde que ache afinidade de mentalidades.
Como é demasiado volúvel e inquieto por dentro, por fora exige repouso, segurança e tranqüilidade; assim, pois, uma pessoa que lhe dê essa pacífica e constante segurança, pode fazê-lo sentir-se feliz, especialmente se a pessoa escolhida souber lhe dar compreensão em seu quase constante estado de nervosismo e instabilidade; mesmo assim, será volúvel várias vezes, e até infiel.


Um pouco +:



Um signo que vale por 2 ... bem no mínimo, pois bem poderiam ser trigêmeos ou quadrigêmeos. Quantos mais vierem é lucro! 
Na verdade estamos falando de seres fascinantes na sua mutabilidade e inteligência rápida. São pessoas extremamente cerebrais, de raciocínio rápido e com uma enorme facilidade de expressão. E se pensam rápido, agem ainda mais rapidamente. Não têm nenhuma paciência para lidar com indecisos. Aliás, a impaciência é outra das suas características mais marcantes.
 A sua capacidade de adaptação é absolutamente fantástica. São capazes de mudar de vida como quem muda de roupa, e sem pestanejar, pois na verdade precisam  mudar como precisam de beber água. Gostam muito de viver o presente e não são muito dados a fazerem planos e projetos a longo prazo. O importante é o aqui e o agora, o depois fica mesmo para depois.
 A maior acusação que recebem é a de serem instáveis... e são mesmo! Enquanto vão ali e voltam já mudaram de ideias, e estas podem ser completamente opostas. Muitas vezes essa instabilidade que cultivam é uma forma de não deixar que lhes ponham o cabresto – gostam de deixar as pessoas em suspenso. E afinal a pior ofensa que lhes pode ser feita é chamá-los de previsíveis.
Gostam de serem inovadores e diferentes.
Apesar do ar meio displicente, aéreo que têm, sabem como ninguém defender os seus próprios interesses com unhas e dentes e como for necessário. Não aceitam a fraqueza dos outros, e acham que cada um tem que aguentar à bronca. Afinal para eles quem vai à guerra dá e leva, e cada um tem que ser capaz de se defender.  Sabem ser mordazes nas suas críticas, mas são capazes de reconhecer os seus erros. 
Como cerebrais que são, apreciam e reverenciam a inteligência alheia e não se sentem diminuídos com isso. Apreciam, incentivam e estimulam a inteligência dos outros.
A mulher de Gêmeos é muito imaginativa e mantém um lado muito infantil, e é claro que tem grandes alterações de humor – haja paciência!
No seu lado mais negativo ela torna-se vingativa e teimosa. Aliás, na sua vida inclusive afetivamente é capaz de tomar decisões ruins apenas por teimosia, nem que isso lhe custe muito e lhe saia do pêlo.
Costumam ser menos comunicativas do que os homens do signo.
Tendência para serem infiéis... que disparate!
Geminianos são super fiéis... aos seus princípios, é claro!

E agora um brinde pra vc não errar na hora de escolher um bophe pra chamar de seu, é só seguir a tabela:

É o que tem pra hj.
Ah, e se vc é gato e sagitariano, #bjmeliga.

Saudade

Saudade é uma das palavras mais presentes na poesia de amor e nas músicas da língua portuguesa. É uma palavra que não possue tradução em outra linguas sendo só conhecida em galego e português. Ela descreve a mistura dos sentimentos de perda, distância e amor. Vem do latim "solitas, solitatis" (solidão), na forma arcaica de "soedade, soidade e suidade" e sob influência de "saúde" e "saudar".
Diz a lenda que foi cunhada na época dos descobrimentos e no Brasil colônia esteve muito presente para definir a solidão dos portugueses numa terra estranha, longe de entes queridos. Define, pois, a melancolia causada pela lembrança; a mágoa que se sente pela ausência ou desaparecimento de pessoas, coisas, estados ou ações. Provém do latim "solitáte", solidão.


Todo mundo sente saudade, um nó na graganta, um aperto no peito, um suspiro longo, olhar distante, é fácil de descrever e parece absurdo não existe uma palavra para definir saudade em outros idiomas. Como é que um inglês, um espanhol um françês sentem saudade? Tenho pena deles por essa falta. Afinal saudade é uma palavra tão importante e tão presente.

Acho que eu não saberia viver sem saudade. Ela não é de todo ruim. Faz parte do que eu sou hoje a saudade que eu sinto do que eu fui e do que eu gostaria de ter sido. A saudade que tenho que do que vivi e do que senti me molda um pouco todo dia. E a saudade de quem tá longe... essa é a que dá força. Quanto maior a saudade melhor o reencontro. Mas tem uma saudade que dói fundo só de pensar, a saudade de quem já foi embora e nunca mais vai voltar. Não só de quem já morreu, mas no geral. Eu tenho saudade de mim aos 20 anos por exemplo, tenho saudade dos sonhos que sonhei, das ilusões que me alimentaram, dos amores possíves e dos impossíveis.

Ah! Como sinto saudade dos amores que vivi, das noites em claro que eu passei, dos beijos, das lágrimas, dos bafões (foram muitos).  Das vezes em que eu quis morrer achando que vida não valia a pena. Tenho saudade de me apaixonar e ouvir a mesma música brega milhares de vezes até enlouquecer minha mãe (sorry mom). Tenho saudade de quando eu achava que a vida era complicada e não era. Tenho saudade do sonho de ser alguém melhor, alguém que faria diferença. Tenho saudade de ter ilusões e paixões. Tenho saudade do tempo em que eu me permitia mais. Não que eu queria voltar ao passado, nem viver de novo o que vivi ou perdi, só tenho saudade...

É o que tem pra hj
#bjmeliga

sexta-feira, junho 17, 2011

Unhas da semana

Olá amiguinhos.... aloka!!
Eu estou tentando fazer minha unhas desde quarta-feira, mas a dor no pescoço meio que atrapalhou. Porém ontem eu consegui terminar.
Passei o esmalte "figo" da coleção novo 70 da impala. Um vinho, que no vidro é bem despretencioso, mas nas unhas....
Vejam:
Achei chique.
Andei tanto tempo passando só cores engraçadinhas e divertidas que tinha esquecido como uma cor clássica pode ficar assim linda. Gostei tanto que fico olhado toda hora pra minhas mãos, hehehe. É uma cor que dá pra usar em casamento, formatura, audência de divórcio, sem medo de ser feliz, kkkkk.
Não é ralinho, mas eu queria que ficasse bem escuro, então passei três camadas, mas duas já resolvem bem o problema do branquinho.

Mudando de assunto, eu tô começando a ficar preocupada com essa dor no meu pescoço viu. Arrumei um remédio bom chama-se "tanderalgin", mas ele não tá resolvendo, passa o efeito das 8 horas e a dor volta igualzinha. E pior, o efeito tá durando cada vez menos. De me acordar no meio da madrugada essa dor. Se o efeito acaba as 2:00 am eu acordo. Póde?? Aff.

É o que tem pra hj.
Bjmeliga.

quinta-feira, junho 16, 2011

All you need is love...

Eu tava ouvindo a rádio quando começou a tocar essa música do Beatles (tá tocando muito Beatles hj, será que tem alguma razão que eu desconheço ou é só coincidência?).
All you need is love? Not money?
Ahrãn Claudia, senta alí!
Ok, John, vc só precisava de amor porque já tinha dinheiro, né não? E se eu tivesse a Yoko do meu lado também ía ficar pedindo amor por aí, porque né? Brinks...
All we need is money isso sim. Eu pelo menos não tenho a menor vergonha de admitir isso. Se me fosse dada a alternativa de escolha, um namorado ou um bom salário nem pensava duas vezes, $$$ sempre. Se eu tenho um namorado e fico aborrecida ou triste, posso fazer sexo. Ok! Mas não posso fazer compras, que é bem mais eficiente. Se eu tenho grana eu posso fazer compras e dentre as compras posso comprar sexo, Rá!!
Quem prefere amor do que dinheiro pode depositar o dinheiro na minha conta que eu não ligo, hehehe.
Acho que já passei da idade de ter ilusões amorosas. Isso é pra gente jovenzinha e sem experiência. Sem calo. Não que eu tenha sofrido horrores por amor mesmo porque num sou, nem nunca fui paga pra isso, mas aprendi a entender o que é essencial e o que faz bem de verdade. Pelo menos na minha vida o amor destruiu mais do que contruiu. Foi mais maléfico que benéfico. Sendo realmente honesta não me lembro de ter sido benéfico nenhuma vez. Só passei raiva e desgosto. Já o dinheiro, o pouco que eu já ganhei, só me trouxe alegrias, o que faz mal é não ter dinheiro, tendo sempre é bom.
Na minha mão eu quero é um bolo de dolares, hahaha!


Quem diz que dinheiro não traz felicidade, ou não tem dinheiro ou não soube onde mandar buscar, kkk. Sério mesmo eu acredito nisso, me dá dinheiro pra ver se eu não fico beeeem feliz. Já o amor sempre vem com um defeitozinho de fábrica, seja uma ex, seja uma deslealdade, uma mentirinha, uma mágoa.
O dinheiro bem tratado nunca te trái, nunca te magoa.
Já ouvi uma frase atribuída ao amor que era sim.
"Escolha entre eu e o mundo. Se vc escolher o mundo ficará sem mim, mas se vc escolher a mim, eu te darei o mundo!"
 Pra mim quem tá falando aí é o dinheiro, kkkkk. Amor não te dá o mundo, amor dá ilusão. Se eu quisesse ilusão usava psicotrópicos, e é mais seguro porque a gente tem uma ideia de quando termina o efeito, já o amor...

Vou parar de filosofar porque essa posição tá piorando minha dor no pescoço que tarra melhorado com remédio que eu comprei (viu, amor não ía melhorar minha dor, pelo contrário, podia piorar, hahahaha).
É o que tem pra hj
#bjmeliga

quarta-feira, junho 15, 2011

Dor

Desde domingo eu tô com uma puta dor no pescoço. Já tomei quase uma cartela de dorflex e a merda da dor não passa. Diminue um pouquinho mas volta forte de novo. Eu já fiz musculação e aulas de boxe e nunca tive uma dor muscular que nem essa. Nem quando me acidentei de carro (mas aí eu tava medicada, num vale). Hoje de manhã eu chorei na hora de tirar a blusa do pijama, só pra vcs terem uma ideia.
Passei numa farmácia e a farmaceutica me deu um remédio que me deixou chapadona. ainda bem que eu só pude tomar no final da aula, senão ía dormir lá mesmo (é o que eu pretendo fazer agora). Eu tinha tomado dois dorflex por isso ela mandou eu esperar umas quatro horas.
Olha onde tá doendo:
Ela disse que deve ser tensional, nervoso mesmo. Eu não bati nem me machuquei, não carreguei nenhum peso extraordinário nem fiz força pra doer assim. Mas passei um nervoso FDP na semana passada e ontem não foi diferente, meu corpo sempre responde a esse tipo de coisa. Só sei que é uma dor tão forte que eu acordo por causa da dor quando me movimento na cama. Isto é, estou mal dormida.
Se um dia eu ficar rica tem um luxo que eu quero muito, vou ter um personal massagista e vou fazer massagem todo dia, kkkkkkkkk!
A tia do café lá no cursinho falou que eu devia estar mal mesmo só pq eu não tô usando esmalte, hehehe! Eu não consegui pintar as unhas ontem, só tirei o esmalte velho. Se eu melhorar pinto hoje de noite, ou amanhã.
É o que tem pra hj.
#bjmeliga

terça-feira, junho 14, 2011

Quase lá...

Depois de tentar a tarde I-N-T-E-I-R-A eu finalmente consegui comprar a passagem, de IDA. Aí fui comprar a da volta que não tinha problema, pq a senha do Daddy tava tudo certinho e tal. Mas eis que Murphy, esse fanfarrão não me abandona e a área do site da TAM para compra de passagem está temporariamente fora de serviço. Por favor tenta mais tarde....
Sério, eu não sei como ainda não surtei, e pior, eu tô dando risada aqui...

TAM eu te amo ♥
só que ao contrário.

Vou lá tentar, denovo.
Olha o print que eu dei na page pra vcs verem que não é coisa de Daniela Maria Encarnacion Iolanda de La Renta Bernal Portela, tá assim faz uns 20 minutos, fecho o explorer, abro tá assim:


É o que tem pra hj.
#bjmeliga


P.S.: Só tem uma explicação pra tudo isso (tô com uma dor tão forte no musculo do pescoço que eu acordei chorando de noite, tá tão duro que se eu levar um tiro piriga a bala ricochetiar; o carregador do meu celular pifou do nada; a bateria do telefone sem fio acabou na minha mão; o travesti que faz faxina aqui colocou a capa da almofada do Juão cheia de pelos junto com as minhas roupas pra lavar; a treta com a bota; perdi a tarde e só consegui a passagem de ida; o site saiu do ar e não volta),... INFERNO ASTRAL!!
A semana promete... aguardemos!

UPDATE: São 8:53 PM, e eu finalmente consegui....pronto agora eu vou pra PP e volto, kkkk.

Porra Murphy, larga do meu pé.

Estou tentando comprar minha passagem pra passar as f'érias em PP desde ontem à noite. Ontem não consegui de jeito nenhum. Ainda bem, porque eu ía comprar ida dia 07/07 e volta dia 30/07. Ocorre que hj eu descobri que a provável data do próximo concurso que eu vou prestar é dia 30/07. Se eu tivesse conseguido comprar ía ser uma problemão. Tudo bem, reformulei as datas, vou dia 30/06, volto dia 26/07. Aí eu fui no site tentar comprar, de novo. Depois de preencher os dados do voo e aparecer um erro uma doze vezes, liguei na TAM e me disseram que eu tinha que reportar o errro pelo próprio site e me enviaríam, em instantes, uma solução. Quase uma hora depois nada ainda. Liguei de novo ai o rapaz que atendeu me disse que eu só precisava atualizar os numeros de telefone.
(eu) - Ok, como faço isso? Não estou conseguindo fazer isso pelo próprio site.
Enviando um email para o endereço que ele me deu com CPF, RG e comprovante de residência.
Pergunto, tem outro jeito?
(ele) - A senhora pode adquirir a passagem por telefone.
(eu) - Ok, eu ligo pra outro número pode ser com vc mesmo?
(ele) - Pode ser comigo.
Espero...... nada dele se manifestar.
(eu) - Como eu faço?
(ele) - A senhor liga e compra a passagem.
(eu) - Pode ser agora?
(ele) - Pode sim. (....)
(eu) - Pode ser com vc ou eu tenho que ligar de novo?
(ele) - Pode ser comigo. (Eu já ficando impaciente).
(eu) - Então vamos comprar.
(ele) - A senhora vai querer comprar agora?
(eu) - Quero.
(ele) - A senhora vai querer compra comigo?
- NÃO EU QUERO COMPRAR COM O ELVIS PRESLEY, MAS PARECE QUE ELE MORREU ENTÃO VAI TER QUE COM VC MESMO SUA ANTA.
Eu não falei isso, mas deu vontade. Respondi que sim. Aí a mula que nunca vai ser nada na vida além de um merda de um atendente de telemarkting começou a colher os dados. Aí ele disse que sairia da linha por alguns instantes que era pra eu aguardar e em seguida digitar a senha de 4 digitos. Eu entendi que ele ía sair da linha, entrar no sistema, voltar e me mandar digitar a senha. Esperei.... caiu a ligação. (...)
Liguei de novo, expliquei tudo de novo, dessa vez era uma mocinha esperta (vai ser presidente da TAM em alguns anos), tava indo tudo bem, a passagem já tinha até o número de restreamento, ela tava confirmando quando acabou a bateria do telefone (...).

LEI DE MURPHY
“Se alguma coisa pode dar errado, dará.” 
"Em 1949, na base aérea americana de Edwards, Muroc, Califórnia, realizava-se o projeto MX981, criado pelo coronel J. P. Stapp. Tal projeto pesquisava efeitos de impactos violentos em acidentes de aviação, com a participação do Laboratório Médico de Aviação em Wright Field. O capitão engenheiro Ed Murphy estava indignado com um técnico do laboratório que havia ajustado mal uma correia de polia que não estava funcionando direito, referiu-se a ele, proferindo o seguinte: “Se houver uma maneira de fazer a coisa errada, ele faz!” Essa frase passou a ser chamada de Lei de Murphy pelos oficiais, técnicos e demais elementos da base. Ela e todos os seus desdobramentos."

Eu nem consigo ficar mais aborrecida, acho que tô acostumada já a implacável lei de Murphy... a torrada SEMPRE cai com a geléia pra baixo.


A lei de Murphy é tão implacável e certeira que algum desocupado criativo criou, baseado nela a teoria do gato flutuante, que é mais ou menos isso aí:

Lógica pura!!!

Bom já esgotei o estoque de merda pra hoje, vou lá tentar comprar a passagem, de novo, antes que não tenha mais para o dia que eu quero....
É o que tem pra hj.
#bjmeliga.

segunda-feira, junho 13, 2011

Murphy, cadê vc? Eu vim aqui só pra te ver....

Lembra da minha bota nova? Então, ela tem um defeito de fabricação e com menos de 15 dias de uso tava rasgando atrás do salto no calcanhar. Fui no sapateiro e ele me disse que não era a primeira dessa bota que aparecia lá, e como eu ainda estava dentro dos 30 dias que era melhor eu tentar trocar. Lá fui eu na loja pra tentar trocar. Chegando lá, não tinha mais do mesmo modelo, claro. Eu não me lembro se cheguei a comentar, mas tenho panturrilhas de um boxer e isso atrapalha na compra de uma bota de cano alto. O zíper dificilmente fecha.
Aí o vendedor me trouxe umas quinhentas botas pra eu experimentar. Cadê vontade de fazer isso??? Achei uma, até mais bonita que a primeira, de montaria meio roqueira. Serviu OOOOOOO, levei. Passei no sapateiro e ele me disse que não era couro. Voltei na loja (puta), e o vendedor me garantiu que era couro que o sapateiro tava de truque. Era o mesmo preço da primeira então eu disse que ía ficar com ela, mas se desse algum problema eu voltava.
Cheguei em casa mandei um email pra fábrica pra questionar qual é o material com o que ela foi confeccionada. Estamos aguardando...
Enquanto isso, vejam a nova bota, que se for de couro eu vou amar, senão vou dar barraco:
tomara que seja couro...
É bonita, né? A Guro disse que tem meu nome nela, kkkk.
Pois é, fui no aeroporto me despedir da gringa. Tomamos café e conversamos mais um pouco. Esqueci de tirar mais foto. Vou ficar com saudades dela... já estou.
Sentir saudades pra mim está se tornando um hábito.
É o que tem pra hj.
#bjmeliga.

domingo, junho 12, 2011

Brigadeiros, norueguesa e afins...

Fui na Galeria do rock, na 24 maio, centro de SP. Comprei um mimo pra minha afilhadinha Agatha. Um macacãozinho branco, com um detalhe, tá escrito METALLICA em vermelho na frente, hehehe, LINDOO!!!
Achei minha echarpe de skulls, claro que lá tinha, né? Mas achei que ía ser mais fácil de encontrar, não era em toda loja que tinha não.
Aí fui me encontrar com a Gringa, hehehe. Desci na Vergueiro e fomos ao shopping Paulista.
Olha nós:

Eu e a Guro.
Chegando lá ela queria comer brigadeiro e foi quando eu fiz a melhor descoberta dos últimos tempos. Acho que ela já conhecia (não conhecia não, foi uma puta coincidência). Olha que lugar tudibom, dá uma bizoiada no site que fofo.
Shopping Paulista
Isso mesmo, uma loja especializada em BRIGADEIRO, só a Gringa mesmo pra achar uma lugar assim. E tinha de tudo quanto é sabor. Só isso já seria incrível, mas tinha mais. A decoração era essa fofura aí.  Dá uma olhada no interior de outra loja nessa foto:

Eu quero morar nesse lugar, hehehe.
Os brigadeiros além de deliciosos, são caseiros não tem conservantes, então o prazo de validade é bem curtinho, mas quem é que consegue guardar isso? kkk. Eles vendem pra comer na hora e pra levar... e pra levar numas caixinha lindas, olha a que eu comprei:

Brigadeiro de colher, de limão e de chocolate ao leite, potinho de 40g
Você compra os potinhos e eles colocam dentro de caixas lindas, essa aí é de madeira forrada pra dois potinhos, mas tem de papel também. Também dá pra comprar enrolado. Deu vondade de comprar pra todo mundo, mas é meio caro, claro né?
Morre aí:
A Guro levou duas iguais a que eu comprei, uma pra cada pimpolho.
Tem como não amar???

Amanhã a Gringa vai voltar pra Europa e eu vou me despedir dela no aeroporto, vamos comer uma pizza e eu tiro mais umas fotinhos dessa linda. Prometi à ela que vou visitá-la logo, que nem a Nati fez, agora eu não posso deixar de passar no concurso, é questão de palavra empenhada, kkkkk.
É o que tem pra hj.
#bjmeliga

sábado, junho 11, 2011

Roteiro de sábado

Estou indo à galeria do rock. Vou comprarum mimo pra minha afilhada linda Agatha. Algo que só a madrinha doida de SP pode dar, aguardem, kkkk. Também vou ver se acho alguma lembrança pro Kassabian, como eu prometi pro Diego, aquele lindo...
Depois disso, lá pelas 6:00 eu vou encontrar minha amiga, irmã de sangue (hehehe) Guro a norueguesa mais brasileira que existe e é mais parecida com minha irmã que eu.

Vou pedir autorização pra duas e se elas deixarem depois eu posto uma foto pra vcs verem como elas se parecem.
É o que tem pra hj (enquanto).
#bjmeliga.

sexta-feira, junho 10, 2011

Aquilo que não me mata me fortalece

Foi Frederick Nietzche quem disse isso. E ele tem toda razão. Muitas vezes acontecem coisas ruins, fatos ou pessoas que nos machucam de forma injusta, gestos que nos magoam. Somos atacados por quem não quer nosso bem, ou simplesmente porque estão com raiva e e você é o alvo mais próximo. Essa coisas as vezes nos ferem de forma tão dolorida que parece que não vai sarar. Mas sara, o tempo cura tudo, na maioria das vezes é tão rápido que nem dá tempo de passar um remédio. Quanto mais porrada a gente toma da vida, mais répidos esses machucados se curam. A gente fica calejado. Por isso que na hora do desespero precisa sempre tentar de verdade se acalmar. Não pode desisitir cada vez que a vida te dá uma chapuletada. Cada vez vai doer menos, a pele fica grossa. O triste é que se a gente fica impermeável pra dor fica também pro resto. A camada protetora que se cria não sabe diferenciar porrada de carinho. Ela protege do toque. Gato escaldado tem medo de água fria? Não, tem medo de água, não importa se quente ou fria.


Pela primeira vez na minha vida eu escolhi um caminho. Optei por um sonho e não vou permitir que ninguém me diga que eu não mereço esse sonho, que eu não posso conseguir e muito menos que o melhor pra mim é outra coisa. Eu não sei o que pode ser melhor pra mim no futuro, ninguém sabe. Eu sei o que é melhor pra mim agora e com certeza não é aguentar porrada, nunca é. Mas esse é o preço da minha escolha.
Até pra entrar no inferno a gente precisa pagar. Para atravessar o rio Aqueronte que leva as almas ao inferno é preciso pagar uma moeda ao barqueiro Caronte.


Segundo a lenda, o barqueiro concordava apenas com o embarque das almas para as quais os vivos haviam celebrado as devidas cerimônias fúnebres, enquanto as demais, cujos corpos não haviam sido sepultados, não podiam atravessar o rio, e estavam condenadas a vagar pela margem do Aqueronte durante cem anos, para cima e para baixo, até que depois de decorrido esse tempo elas finalmente pudessem ser levadas (qualquer semelhança com o purgatório não é mera coincidência). Ou seja, vc paga pra entrar no inferno e só entra se o corpo for devidamente velado. Vai ver que foi daí que surgiu esse ritual lindo, só que ao contrário, de ficar olhando um corpo de alguém que amamos e morreu apodrecer por mais de 12 horas. Existe também uma história de que pessoas enterradas sem funeral as vezes estavam vivas, e só se percebia isso qdo abria-se o caixão, pra guardar os ossos em outro local (que coisa estranha de se fazer, deixa o corpo quieto porra) e havia marcas de unhas na madeira, como se a pessoa tivesse arranhado, e alguns corpos estariam de bruços. Ser enterrado vivo, hum, que dilícia...


A vida não é fácil, ninguém disse que seria. Tá mais difícil do que eu esperava? Tá. É preciso ter equilíbrio pra superar os desafios mais facilmente e eu não tô equilibrada nesse momento, se é que alguma vez nessa vida eu consegui ser equilibrada, por isso as lambadas doem mais. Só que não vai ser por causa de uma pedra no meio do caminho que eu vou pegar meu banquinho e sair de fininho. (Nossa como eu tô usando clichê hj). Não, não tá tudo bem agora, mas vai ficar...
É o que tem pra hj.
#bjmeliga