domingo, outubro 02, 2011

Deus e a vergonha alheia.

Tenho muita pena das pessoas que creem em uma religião. Hoje eu sinto como se tivesse atravessado um portal, e do outro lado é possivel ver com mais clareza e chega dar vergonha alheia as manifestações religiosas. Toda e qualquer manifestação. Desde um simples "deus te abençoe" ou um "vai com deus" à uma "marcha para jesus", fico realmente constrangida. Uma pessoa que se declara temente a deus e religiosa, geralmente perde o foco de um problema, joga toda a responsabilidade pra "deus" e pronto, o problema tá resolvido. Se der tudo certo "graças a deus", e se der merda, "foi deus quem quis assim, deve ser melhor desse jeito". Muito simplista e covarde.
Tá tudo nas "mão de deus", se é assim pra que me preocupar, né? Não tem nada que eu possa fazer, se deus quiser vai acontecer se ele não quiser não vai de jeito nenhum...


Essa crença no sobrenatural emburrece as pessoas. Elas deixam de pensar com racionalidade e proferem abusrdos que parece até piada. Eu não deixo de me surpreender com a estupidez humana. Parto do princípio de que todos tem capacidade de pensar, de raciocinar, e que não fazê-lo é tão impossivel como decidir não respirar. Como que alguém pensa, raciocina e decide acreditar no sobrenatural? Acreditar em algo que não tem nenhuma lógica ou explicação convincente?

Acho sexy, ui!
Tudo bem acreditar em um deus que não tem corpo nem forma, mas está em todo lugar, ouve e vê tudo? Acreditar em anjos, seres alados que nos protegem e enviam mensagens à deus? Sério mesmo?
Mas acreditar em vampiros, lobisomens, bruxas, duendes, fadas é absurdo?


Nesse anjo eu acredito, aloka!
  Então deve existir um critério de escolha do que é crível e do que não é. Qual é esse critério? O bem e o mau? Mas o demônio? Quem acredita em deus acredita no diabo, geralmente. Seriam duas faces da mesma moeda, ou não? Só acreditam no que é conveniente?


O que eu acho é que se existe uma coisa qualquer sobrenatural, então podem sim existir todas. É como acreditar que banana é uma fruta, mas maça não. Cadê a lógica?
Na verdade os mais espertos e sem caráter se aproveitam dessa credulidade exacebada. Duvido que exista um único padre, pastor, dirigente religioso qualquer de igrejas que recebem dinheiro que realmente acredite nessa história toda. Eles acreditam é em dinheiro e poder. Eu tenho pena de quem dá dinheiro pra igreja.
Claro que tem algumas pessoas de boa indole que só querem trazer paz de espírito e bem estar, esses geralmente não "cobram" pelos seus serviços, mas também são tolos porque acreditam, mas não fazem mal intencional ao "próximo", porque eu acho que alimentar essas crenças é um mal sim.
Essa histeria coletiva de religiosidade é tão fortemente arraigada nas pessoas, que elas não estão dispostas a se desvinciliarem disso. É mais ou menos como cortar fora um membro extra, acreditam que precisam dele pra andar, o que elas não sabem é que tem capacidade de voar, e que esse membro extra não é necessário, só faz peso e impede a decolagem. O apego a esse membro inutil atrofia as asas.

É o que tem pra hj.
#bjmeliga

6 comentários:

Anônimo disse...

Vc é uma recalcada que não tem Deus no coração. Eu é que tenho pena de vc sua louca.

Anônimo disse...

Que Deus tenha piedade da sua alma.

Lalá disse...

Amém.

Anônimo disse...

Parei de ler no anjo

Anônimo disse...

Pelo visto aquela coitada que me persegue continua te enchendo o saco né? Pq num vai cuidar da própria vida e deixa a gente em paz? mas que saco!

Nati

Anônimo disse...

É muito triste essa execração publica!