sábado, fevereiro 05, 2011

TPM


Taí um troço que acaba com o dia de qualquer um, TPM. Não só da mulher e de seu companheiro, mas de todos que convivem com a pobre vítima principal desse mal mensal.
Na verdade não é necessariamente mensal, pq tem meses que a gente não tem TPM. As vezes desce a menstruação e nada de estranho afetou o humor da mulher em questão.
E cada TPM, assim como cada mulher é diferente da outra, por isso principalmente ela causa tanto temor nos companheiros.
Eu não me lembrava que dia menstruei mês passado e nem estava atenta que já está chegando esse dia maldito de novo. Mas o corpo dá sinais, sempre dá. Por isso eu não acredito em mulher que diz que não percebeu que tava grávida antes de três meses (Ahrã Claudia, senta alí!).
Acho que vou menstruar em no máximo dois dias. Sei pelo calendário e principalmente por um fato um tanto quanto estranho que me ocorreu agora a pouco.
Estava eu assistindo a novela das sete (ti-ti-ti, comédia), uma ceninha banal com um textinho bem comunzinho, tive que sair correndo da sala pra não dar vexame porque comecei a chorar. Ridículo assim, entrei no quarto com os olhos vermelhos e com um soluço apertado no peito, como se tivesse perdido um ente querido. Lavei o rosto e voltei pra sala sem dar sinais dessa insanidade temporária. Aí, na hora do intervalo mostrou na TV uma outra bobagem qualquer que pra ser bem sincera eu nem lembro agora e eu tive que correr de novo, póde?
Bom ai fiquei desconfiada, fui olhar e BINGO, minha menstruação está pra descer.
Mas qdo a TPM é depressiva ainda é aceitável, pior é qdo é homícida.


Essa sim é terrivel, pq a gente trata TODO MUNDO com ódio no coração e depois que passa a raiva, geralmente é bem logo depois do escândalo, vem a culpa e o mal estar.
Não vou comemorar ainda porque na maioria das vezes a sensação de tristeza está acompanhada da vontade de cometer os mais hediondos assassinatos.
Eu já fiz tratamento pra controlar minha TPM, qdo tinha 15 anos (olha a louca aí gente, kkkk), eu tomava um remédio manipulado 10 dias antes de menstruar e aí passava tranquila pelo período "delicado". Fiz o tratamento por um ano e fiquei bem por mais uns três. Mas minha ginecologista da época era tipo incrível, super revolucionária e antenada e é claro mudou-se da provinciana cidade onde eu vivia e tive que descontinuar o tratamento.


Por indicação de outro médico e principalmente para controlar as cólicas que eram terríveis e me levavam p/ pronto-socorro com uma certa frequência, passei a usar a mal fadada pílula anticoncepcional, mas depois de anos sem cólicas o terceiro ginéco concluiu que a maldita havia colaborado para que eu adquirísse pelos menos 30 kilos. Ok, na minha opinião o que engorda é comida e não pílula, e o que emagrece é regime e sofrimento e não roupa preta, mas depois que eu parei de tomar, emagreci, sem regime, pelo menos sete kilos, vai ver ele tem razão, né?
Bom agora vou ali chorar na cama que é lugar quente se amanhã eu matar alguém conto aqui no blog, kkkk. Meu senso de humor nem a TPM tíra, ALOKA! Quem viver, verá!!

É o que tem pra hj
#bjmeliga

UPDATE: meu irmão acabou de ligar do aeroporto dizendo que mandou uma msg pedindo pra eu ir buscá-lo pq ele não sabe voltar de ónibus e eu não vi a msg. Num dia normal eu ía mandar ele ir a merda e se virar. Ao invés disso tô me sentindo culpada, com vontade de chorar e uma sensação de abandono e descuido. Tô dizendo que esse troço é um perigo...

3 comentários:

aline disse...

Graças a Deus nunca sofri as consequencias deste seu probleminha mensal hein...

Anônimo disse...

À senhorita precisa de um bom pai de Santo!

Anônimo disse...

Sempre leio o seu blog, a vantagem de pessoas iguais à senhorita, é uqe não precisa gastar dinheiro com psicólogos.