domingo, dezembro 26, 2010

Barraco de natal!

NATAL - TRAGICOMÉDIA EM DOIS ATOS.

1. ATO:

Como uma boa familia de tradições judaico-cristãs do mundo ocidental que se presa, teve barraco no natal. Tudo começou na noite da véspera, mas eu nem desconfiei. Meu primo de 06 (isso mesmo seis) anos, filho de um palmerense, é corinthiano, kkkkk. Mas ele só sabe zuar palmerense (o pai dele). Bom aí, o marido da minha prima, que é são paulino começou a sacanear o garoto. O menino estava aflito pq não sabia o que dizer pra se defender e ao seu time. E eu fui em seu auxilio, falei pra ele dizer que o São Paulo era time de pó de arroz, que entrega jogo. Mas isso ficou muito subjetivo, ele queria alguma coisa mais ofensiva, e eu disse : "- fala que é time de boiola". Bom aí o marido da minha prima, um homem de mais de 40 anos emburrou, na hora eu não percebi, a conversa acabou e ele foi pra sala. Logo em seguida eu tava na sala com meu primo de 06 anos e ele voltou a zuar o menino e dessa vez eu não me meti, aí o menino pegou uma almofada e deu nele. Eu tava subindo a escada qdo isso aconteceu. O babaca levantou do sofá e disse que ía falar com a mãe dele (escroto, dedo-duro, deve ter sofrido muito bullying na escola). Ele falou pra ela que o menino não tinha educação e que se ele fizesse isso com outra pessoa ía apanhar e ele ía rir. Esse cara é um cretino, ninguém da familia gosta dele, todos o suportam, ele se acha o esperto, o bom, mas é um arrogante idiota. Só sei que ele entrou na cozinha e acabou com a minha tia, humilhou mesmo. Tanto que ela levantou e foi embora e é claro que nesse momento meu tio não estava perto.

DETALHES IMPORTANTE ANTES DO 2. ATO:


1- Antes da ceia, todos se reuniram para fazer uma oração e eu sai pra fora. Eu não sou religiosa, sou agnóstica. Já ando meio de saco cheio de ser obrigada a engolir atos católicos arrogantes desrespeitosos com quem tem outra religião ou nenhuma. Não questionei, só sai de perto. Pra mim natal é uma festa comercial e gastronômica. Não sou hipocrita. Tira o feriado, as comidas e os presentes pra ver se "os cristãos" continuam comemorando...

2- Minha prima e o marido se dizem espíritas. Outro dia ele tava falando com minha vó de 80 anos (ele bem que gosta de detonar um vulnerável, viu) e disse pra ela um monte de baboseiras, que ela vai direto pro tal do umbral, que ela vai sofrer perseguição de inimigos e por aí vai. Ele se acha "o conhecedor da doutrina espírita", mas não tem compaixão com ninguém. Ela ficou bem mal depois dessa conversa e eu pedi pra minha prima falar pra ele manerar (já que ele não tem desconfiometro) que ela é uma senhora e não precisa desse tipo de sermão, pra ele respeitar os cabelos brancos dela. Acho que eles ficaram com raiva de mim por isso.
enfim...

2. ATO:

No dia 25 fomos almoçar os restos da ceia na casa da minha tia (mãe da prima, aquela...) e eu percebi uma certa animosidade em relação a mim por parte dos dois, mas não via sentido, achei que era imaginação. Afinal eu era visita alí e não achei que tivesse feito qualquer coisa que pudesse ter ofendido alguém, eu só brinquei como sempre brinco.
Mas a raivinha contida estourou e minha prima começou a me chingar toda descontrolada, parecia uma louca. Primeiro que fiquei chocada com a situação. Eu tinha percebido as alfinetadas e perguntei pra ela se ela tava chateada comigo, numa boa, se eu tinha feito alguma coisa que a ofendeu, ela partiu pra baixaria direto. Gritava enlouquecida, andava pela casa aos berros, deu um show deprimente. Eu não fico quieta e retruquei, aí ela chamou o maridinho pra briga. Isso mesmo 2 x 1. Poderia ter sido um massacre, mas eu sou boa de briga. Eu nem me movi da cadeira onde estava sentada. Aproveitei a chance e disse pra ele o que todo mundo sempre quis dizer mas ninguém teve oportunidade, porque ele só bate de frente com quem é vulnerável, afinal é um covarde. E eu fazia cara de debochada o tempo todo o que irritou os dois ainda mais. Eu até falei pra ele que se quisesse eu dava o telefone da minha mãe pra ele reclamar de mim, que nem tinha feito na noite anterior com meu primo. Ele só entrou na briga pra defender a minha prima e porque achou que com a vantagem numérica  íam se dar bem, hahaha. Ele não me conhece. Eu só perco discussão pra uma pessoa, minha irmã (ela é melhor que eu nisso), de resto não tem pra ninguém.

Ele apelou dizendo que eu tinha que ir a um centro espirita pq devia estar com o diabo no corpo (alguma coisa nesse sentido), aí eu disse que não iria a lugar nenhum, pq diferente dele eu não sou hipócrita e falsa moralista. Gente, seria ilário se não fosse deprimente. Daqui a um tempo só vai ser ilário mesmo.

Mas eu poupei a minha prima, eu poderia ter dito coisas que a magoariam profundamente. Ela foi muito cruel comigo. Durante a briga eu percebi um ódio contido a muito tempo, não era coisa recente. Eu fiquei com pena dela. Coitada, ela sempre foi uma coitada e parece que tem inveja de mim. Deixei ela falar um tempão pq só me ocorriam respostas muito cruéis e destruídoras e eu não tenho raiva dela, não queria magoá-la, mas até meu olhar a ofendia. Das coisas que ela falou, achando que me ofenderia, me chamou de puta (kkkkkk) disse que eu não tenho homem pq ninguém, me atura (Oi? mas se eu sou puta isso não faz sentido...). Respondi que se for pra ter homem que nem o dela prefiria ficar sozinha e que ela era tão otária que casou com o primeiro que deu bola pra ela. E que eles nem deveria se gostar, se aguentavam.

Eu poderia ter sido realmente cruel, eu sei da vida dela, mas tive pena. Poderia ter falado do primeiro amor dela que queria e tentou ficar comigo (e era gato viu), mas eu dispensei por respeito a ela e ainda tentei fazê-lo percebê-la, mas ele tinha uma opinião bem infeliz sobre ela, nunca a veria como uma paquera. Ela não me ofendeu, apesar de ter tentado muito, pq o que ela pensa não me afeta. E eu fiquei foi com muita pena dela, ainda mais por perceber que todos os que assistiam aquele espetáculo deprimente, se tivessem que escolher um lado, teriam escolhido o meu. E ela sabia disso. Lógico que ela disse muito mais que isso, e tiveram algumas coisas que disse sem saber o valor e que poderiam sim me machucar, se eu me importasse com ela. Fiquei triste de perceber que ela é bem menos importante do que eu julgava.

Acho que ela só precisava de uma desculpa pra descarregar frustrações e invejas em cima de mim. Hj eu soube que ela vivia perguntando de mim, pra fuxicar, falava que eu sou uma perdida e queria saber se eu tava com "algum homem", o que eu tava fazendo de "errado". E eu nem me lembrava que ela existia. Mulherzinha frustrada, recalcada, de vidinha insignificante e medíocre, invejosa, preconceituosa, venenosa e rancorosa.
E burra, né? Porque deixou cair a máscara de boazinha na frente de quase toda familia.
Tenho até vergonha de ter uma parente assim viu...

Com certeza essa história vai ter reflexos, mas os piores serão pra ela, pq eu não tô nem aí e vou continuar frequentando os mesmo lugares. Se ela se não quiser me ver vai ter que se afastar de todos e é possivel que  faça isso, porque ela sabe que da próxima vez eu posso não ser tão condescendente. Eu sempre gostei da minha prima, apesar de tudo, mas ela não faz falta na minha vida e ficar longe dela não me afeta em nada.

Agora o marido dela, esse sim é um grande filhodaputa, enquanto a mulher dele dava show ele tentava me envenenar com as pessoas que assistiam, mas longe dos meus olhos. Foi falar pra minha vó chamar minha mãe pra vir me buscar, que era pra ela me mandar embora, kkkkkk. Puta babaca e ainda machista, vê lá se eu preciso que alguém me busque. Tá acostumado com mulher dependente. Um babaca com complexo de inferioridade tão latente que precisa se auto afirmar pro outros, mas não convence ninguém.

Bom esse foi o meu natal, kkkk.
Se alguém quiser uma festa bem animada, é só me chamar, kkkkk.
#bjmeliga

4 comentários:

aline disse...

Senhorrrr do mew céu...nAO melhor nao falar de senhores do ceu eskeci o q gerpu tdo isso jah...
Mew senhor vc deixou seu lado Blair e foi mega boazinha poupou os coitados..

To passada heinnn...

Nati disse...

caraio! e a marli? e a beta? ficaram td assistindo?

Anônimo disse...

Hey, I am checking this blog using the phone and this appears to be kind of odd. Thought you'd wish to know. This is a great write-up nevertheless, did not mess that up.

- David

Lalá disse...

Eu tinha razão, hj isso é só ilário, muito ilário. Ocorreram algumas mudanças, agora eu me assumo atéia e minha prima teve um filho. O que foi uma puta sacanagem , pq eu não bato boca com grávidas e me amoleço com bebes, já até fui na casa deles ver o bebe, mais de uma vez, mas continuo achando o marido dela um escroto, kkkkk.