sábado, março 12, 2011

Acordei, cadê respeito?

Sábado é o dia que eu mais amo na semana. Amo tanto quanto amo comer bífe de fígado crú. É quase melhor do que chegar em casa cheia de sacolas e o elevador estar quebrado, ou em pleno inverno, o chuveiro queimar bem qdo a gente tá com o cabelo cheio de shampoo....
Mas sem ironia, é um saco acordar cedo pra trabalhar numa coisa que não vale o dinheiro e nem o aborrecimento. Mas assim mesmo eu vou, porque é com essa merreca que eu pago meu cursinho.
Aí hj cheguei lá, dei a primeira aula pra turma que está comigo desde de maio do ano passado, normal.
A segunda turma eu perdi por causa de uma confusão que uma aluna fez. Ela queria passar para o horário da tarde, eu dei um jeito, ela levou com ela mais duas. Aí, a turma das 10:00 h ficou pequena e sem o número de alunos suficiente pra me pagar, a diretora pediu pra eu juntar com a turma das 8:00, pq eles estavam no mesmo capítulo do livro. Aí eu perdi uma turma e meu salário foi reduzido em  1/3. E pior, eu tinha que ficar das 10:00 até às 13:00h sem fazer nada, só esperando pra dar aula pra turma da tarde. Bom, aí aquela mesma aluna simplesmente sumiu, com as duas que vão na cola dela. Um dia eu encontrei com ela no corredor e perguntei se ela tinha desistido, ela disse que mudou pra turma da outra professora porque "não tinha gostado do pessoal da turma nova".... detalhe ela é a mesma que queria que uma amiga me avaliasse, lembram?

Bom aí hj eram 13:30 e nada dos meus alunos, fui lá na secretaría e vi que eles estavam na sala da outra professora. Aí a diretora me disse que achou melhor juntar as turmas, porque eram poucos alunos (claro as três saíram ficou pouca gente mesmo) e assim ela podia abrir uma turma nova pra mim nesse horário. Ela só esqueceu de me avisar. A otária aqui ficou esperando mais de três horas pra dar aula, pra uma turma que não era mais dela. A diretora tinha conversado mais ou menos comigo, mas a gente ía sentar e ver direitinho o que fazer. Mas é claro que pra ela isso é melhor, a mesma quantidade de aluno pela metade do preço. Se eu tivesse da onde tirar o dinheiro pro cursinho esse mês nunca mais pisava nequele lugar. Mas eu vou terminar o curso com a turma das 8:00, que são meus alunos queridos e não tem nada a ver com essa zona toda e depois tô fora. Segunda vou levar curriculo nos cursos de inglês que tem aqui perto de casa. Mas sério, se eu estivesse magra ía pedir emprego lá na casa da minha vó viu, putaria por putaria, lá pelo menos a gente se diverte, hehehe.

P.S.: qdo disse casa da minha avó, quis dizer a que ela aluga para umas moças que oferecem serviços, como direi... amorosos, kkkkk. (melhorou mãe?)

É o que tem pra hj.
#bjmeliga

4 comentários:

Marcus Abner disse...

Nem sei como encontrei seu blog, mas acabei por esbarrar nele, e gostei da sinceridade com humor que vc expõe(pelo menos neste post) rsrsr.

Lerei outros e postarei comentário... aguarde!

abelhamary disse...

Filha, se o problema é pagar o curso, dou um jeito, para de se aborrecer por porcaria, e esclarece que a casa da sua vó é alugada rsrsrsrsrsr, tem gente que pode não lembrar

aline disse...

Jesus me chicoteia nao creio q essa menina criou mais um alvoroço!!!O bom de ver uma vaguinha lah na casaa de promiscuidade vc sempre vai se sentir em casa neh rsrsrrs!!!!
Ai senhor eu me divirto!!!

Nati disse...

aline pô! minha mãe tá lendo!!!